Menu
terça, 25 de janeiro de 2022
Andorinha Janeiro/2022
Andorinha Mobile - Janeiro 2022
Geral

André nega acusações e diz que são matérias requentadas

11 maio 2017 - 09h37Sylma Lima

O ex governador André Puccinelli, (PMDB) nega todas as acusações e que são matérias requentadas, pois já prestou depoimento sobre as mesmas coisas, não há nada novo no caso e que tudo que tinha que falar sobre o assunto já foi dito. Disse que se surpreendeu com a operação e está a disposição da justiça, “ Estou terminando depoimento que por sinal repetem se às mesmas perguntas de depoimentos anteriores”, disse por telefone ao site Capital do Pantanal.

O ex governador foi encaminhado a sede da Polícia Federal em Campo Grande nesta manhã de quinta-feira,11, para prestar esclarecimento, sobre a operação “ lama asfáltica” que investiga  desvio de recursos públicos em licitações públicas, superfaturamento de obras públicas, aquisição fictícia ou ilícita de produtos e corrupção de agentes públicos. “ Os recursos desviados passaram por processos de ocultação da origem, resultando na configuração do delito de lavagem de dinheiro” , diz nota da PF.

A operação começou e 2016 após escutas telefônicas e prisões de várias pessoas citadas no caso, que posteriormente foram liberadas pela justiça até o final das investigações. Puccinelli teve bens bloqueados, apesar dos indíicios não apontarem como partícipe no esquema. Nesta manhã de quinta,11, quarta fase da operação, foram expedidos 44 mandados de buscas e apreensão além de prisões preventivas e coercitivas como o caso do ex governador que foi por livre e espontânea vontade acompanhado por seus advogados, e disse estar à disposição da justiça. Entretanto, a polícia teria optado por colocar no ex governador uma tornozeleira eletrônica para acompanhar seus passos, o que não foi confirmado por Puccinelli que encerrou o depoimento e teria que pagar fiança no valor de R$ 1 milhão, porem advogados dizem ser impossível, uma vez que ele esta com os bens bloqueados.

Preventivamente foram presos André Cance, ex-secretário-adjunto da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) e o dono da gráfica Alvorada, Micherd Jafar Junior. A Operação Lama Asfáltica foi deflagrada no dia 9 de julho de 2015, neste período, pelo menos 15 pessoas foram para cadeia e soltas posteriormente. Durantes as investigações já foram feitos bloqueios judiciais na conta do ex governador André Puccinelli na ordem de R$ 43 milhões em 2015. Na época o André lamentou o episódio afirmando que todo gestor sai chamuscado da vida pública e que encerraria sua carreira política.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fronteira com Paraguai
Agência antidrogas localiza laboratório e destrói 6 toneladas de maconha
Proposta
Redução de preço é condição para manter ICMS sobre combustíveis congelado
Alerta
Estação Porto Esperança mantem baixa por uma semana
Benefício
Portadores de síndrome de Down passam a ter isenção de ICMS na compra de veículos 0km
Tráfico de Drogas
Homem é preso com 620 kg de maconha após perseguição em rodovia
Receptação
Homem é flagrado com moto roubada em blitz no centro
Denúncia
Homem rompe tornozeleira e é reconduzido para presídio
3ª Fase
Preso terceiro envolvido no sequestro e roubo em escola municipal de Corumbá
Variedade
Qual é o melhor banco digital para PJs?
4 quilos
Cocaína ocultada em papel é apreendida em van que seguia para Campo Grande

Mais Lidas

Fronteira
Família simulou venda de 20 mil toneladas de grãos em MS para 'maquiar' tráfico de cocaína
Crime de 2016
Homem condenado por estupro de vulnerável é preso em Corumbá
Desdobramentos
Polícia recupera TV furtada e prende mulher por receptação
Começa hoje
Programa Vale Universidade abre inscrições com 1 mil vagas disponíveis