Menu
sexta, 14 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Eduardo Rocha defende candidatura própria e diz que,”aguarda decisão de Puccinelli”

28 abril 2017 - 09h06Sylma Lima

O deputado estadual Eduardo Rocha - liderança do PMDB no estado recebeu a equipe de reportagem do Capital do Pantanal nesta quinta-feira, 27, em seu gabinete. O parlamentar, que tem seu reduto eleitoral em Três Lagoas, hoje é conhecido em todo estado devido a importância de seus projetos para desenvolvimento dos municípios de MS. Em entrevista exclusiva, disse que tem grandes planos para 2018, mas que serão revelados na hora certa. Quanto as eleições deixou claro que o grande líder do partido é o ex-governador André Puccinelli, e além de defender sua candidatura disse que o que ele decidir assina embaixo, “e apoio o PSDB no caso do parido não lance candidato próprio, somente neste caso”. Confiram a entrevista na íntegra:

Capital do Pantanal: Como estão as alianças e coligações  para as eleições estaduais de 2018?

Deputado Estadual Eduardo Rocha: O PMDB é um dos partidos mais fortes do Mato Grosso do Sul, tivemos um grande governador, o André Puccinelli, nosso líder. O André ainda não decidiu se vai ou não disputar as eleições, e se ele disser que vem como candidato, terá o apoio incondicional do PMDB. Ele é 100% nosso líder, é nosso chefe político. Mas o PMDB é muito grande, discutimos internamente a possibilidade do André não ser candidato, tem aqueles que defendem outra candidatura dentro do partido, os que defendem alianças com outros partidos como o PSDB ou outros, acredito que tudo isso só será definido após a decisão do André em disputar ou não as eleições para governador em 2018.

CDP: O senhor é a favor de que o PMDB lance candidato próprio?

Deputado: Eu sou a favor daquilo que for bom para o partido. Primeiro: eleição com disputa do André, isso é incontestável, tirou disso, não dá para lhe falar o que pode ser feito. Eu particularmente defendo uma aliança com o PSDB, mas isso é uma posição pessoal. O PSDB foi aliado por oito anos durante a gestão do André Puccinelli, e agora somos aliados aqui na Assembléia também, mas reforço que isso é uma opinião pessoal, e será resolvido partidariamente, se houver outro político dentro do partido que queira disputar, será discutido.

CDP: André afirmou em entrevista ao Capitado do Pantanal que não quer ser candidato, que já cumpriu o papel dele e que sua candidata é a Simone Tebet, que também tem grande aceitação no estado. Na sua opinião, o que pode fazer André mudar de idéia?

Deputado: A vontade popular. Um político muda de idéia e até o seu rumo por conta da vontade popular, quem manda no político é a população, eu acredito que se o André definir que não quer ser candidato e disser que a Simoni pode entrar na disputa, teremos que verificar se ela tem condições de entrar no projeto, isso não é brincadeira, é um projeto pesado ao governo do estado. Vejo a Simone como uma grande liderança nova, que está se consolidando no Senado federal, ela é hoje uma das vozes mais ativas no senado e pode vir a se tornar ministra de estado e até presidente do Senado. Temos um campo muito grande para a Simone em nível nacional para ajudar o Mato Grosso do Sul, como foi o pai dela, o senador Rames Tebet, tudo nisso será analisado, porém somente depois da decisão do André. Se ele escolher sair candidato, o PMDB marcha unido pela sua candidatura, se a resposta for a recusa à disputa, ai discutiremos internamente.

CDP: Em quais os projetos de emenda de bancada que o senhor favoreceu Corumbá?

Deputado: Mesmo não tenho ido fazer campanha em Corumbá, tenho grandes amigos na cidade, como o Dr. Óseas e o ex-prefeito Paulo Duarte,que foi deputado comigo aqui, recebi o pessoal da Caimasul que está empreendendo o maior frigorífico de jacaré do Brasil, um grande projeto que fiquei apaixonado, eles estavam com dificuldade junto a Energisa e fui até a concessionária para resolver a questão de modo que pudessem iniciar o abate de jacaré rapidamente e estarei na inauguração da Kampai na próxima sexta-feira (5 de maio). Projetos como estes devem ser abraçados, porque geram emprego e renda para o município, é isso que temos obrigação e dever de fazer como homens públicos, eu quero fazer isso, trabalhar pelo Mato Grosso do Sul, principalmente nessa querida cidade de Corumbá, onde não fiz política, mas já desenvolvi um grande serviço, realizando audiências públicas no combate e enfrentamento as drogas em parceria com o então na época deputado estadual Paulo Duarte, juntamente com as lideranças da cidade.

CDP: E para o ano que vem. O que planeja para as eleições?

Deputado: Para o ano que vem pretendo fazer um projeto maior, quero fazer, mas estou trabalhando, tem que trabalhar e trabalhar porque nós sabemos fazer política trabalhando.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Lote com 5,7 milhões de doses de vacinas começa a ser distribuído
POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos
VOLUNTARIADO
Confeiteiros Solidários realizam Campanha do Agasalho para o Voluntários no Caminho
POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
GERAL
Em Corumbá condutor tem veículo removido por transporte clandestino
GERAL
Detentas bolivianas em Corumbá recebem assistência de Consulado
ESPORTE
Curso de "Treinamento Esportivo no Contexto Escolar" vai ser realizado de 28 a 30 de maio
EDUCAÇÃO
Inep define cronograma do Censo Escolar da Educação Básica 2021
ESPORTE
Bia Cavassa visita Secretaria Nacional do Esporte e busca apoio para MS
GERAL
Bia Cavassa e vereadores visitam sede da Sudeco

Mais Lidas

POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
POLICIAL
PM apreende droga, plantas de maconha e prende autor de tráfico
POLICIAL
PM evita suicídio de homem, e o prende após violência doméstica
POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos