Menu
sexta, 07 de maio de 2021
Governo - O Estado que cresce - Maio
Geral

Além da Seleta, Gaeco faz operação e cumpre mandados na Omep

13 dezembro 2016 - 09h47Correio do Estado

As duas instituições que possuem convênio com a prefeitura da Campo Grande e que já tiveram ordem da Justiça para demitir os funcionários, a Seleta e a Omep, são alvos de operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na manhã desta terça-feira.

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério Público Estadual (MPE), além dos mandados de busca e apreensão, condução coercitiva e prisão temporária na Seleta, também há ações na Omep, localizada no bairro Tiradentes.

Ainda não há informações oficiais sobre o que motiva as ações e as direções das duas entidades não foram encontradas pela reportagem. 

Presidente da Omep, Maria Aparecida, chegou há pouco na sede da entidade acompanhada de quatro policiais. De acordo com o advogado da Omep, Laudson Ortiz, a casa da presidente foi alvo de busca e apreensão e ela foi levada para Omep para acompanhar buscas no prédio. Segundo o advogado, a presidente não está presa.

IRREGULARIDADES

No primeiro semestre deste ano, o Ministério Público Estadual (MPE) constatou irregularidades na contratação de terceirizados via Seleta e também Omep. Entre elas remuneração diferenciada ou desproporcional para mesmos cargos e funções. Há casos, segundo o MPE, em que o contratado não atua no Executivo, mas sim em empresa própria, por exemplo.

Além de pedir que as irregularidades sejam sanadas, o órgão pede para que os cargos sejam preenchidos com pessoal contratado via concurso público.

Decisão do do juiz David de Oliveira Gomes Filho, titular da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, determinou a demissão dos funcionários.

Além disso, o município está proibido de realizar novas contratações por meio dessas duas entidades, sob pena de multa de R$ 10 mil por pessoa. 

Apesar da promessa de demissões, não houve, até agora, nenhuma ação da prefeitura com relação ao desligamento destes funcionários terceirizados.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
MS recebe 50,5 mil doses da Astrazeneca do Ministério da Saúde
GERAL
PMA de Corumbá recebe doação de viatura da Vale para uso na fiscalização no Pantanal
SAÚDE
Prefeitura leva atendimento médico de rotina para o Porto Esperança
POLICIAL
Jovem é preso com 483 unidades de maconha no Cristo Redentor
POLICIAL
PMA apreende mais três tigres d'água em chácara
COVID-19
Vereador reforça necessidade de imunizar trabalhadores do CAC contra a Covid
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em maio podem sacar auxílio emergencial
POLICIAL
PRF apreende mais de 1,5 tonelada de maconha em MS
CIDADE
Vereador solicita informações sobre estágio de projeto de reforma do antigo mercadão
SEMANA NACIONAL DAS COMUNICAÇÕES
Wi-Fi Brasil leva internet a mais de 13 mil pontos remotos do país

Mais Lidas

POLICIAL
Jovem é preso com 483 unidades de maconha no Cristo Redentor
OPERAÇÃO PF
PF deflagra Operação Grão Branco de combate ao tráfico internacional de drogas
TRÁFICO DE DROGAS
PRF apreende 494 Kg de maconha e 7 Kg de skunk na BR-262
GERAL
PMA de Corumbá recebe doação de viatura da Vale para uso na fiscalização no Pantanal