Menu
quarta, 20 de janeiro de 2021
Andorinha Janeiro/Fevereiro
Andorinha Janeiro/Fevereiro Mobile
Geral

Sindicato Rural de Corumbá anuncia obras do Governo para integrar o Pantanal

06 julho 2019 - 20h18Silvio Andrede

Ao abrir a 1ª Feira Agrotecnológica do Pantanal Sul, nesta sexta-feira, no Parque de Exposição Belmiro Maciel de Barros, o presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Luciano Aguilar Leite, anunciou como ação concreta do Governo do Estado a implantação de pelo menos 380 quilômetros de estradas na planície pantaneira, interligando as regiões da Nhecolândia e Paiaguás e o município com Poconé, em Mato Grosso.

A sonhada integração rodoviária dos pantanais gerou entusiasmo e expectativa entre os pantaneiros e no segmento do agronegócio. Luciano Leite, que também é titular da pasta da secretaria de Desenvolvimento Econômico e Sustentável de Corumbá, disse que as obras foram lançadas pelo governador Reinaldo Azambuja durante evento em Bonito, na terça-feira, com a presença do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

“Será o rompimento definitivo do isolando dos pantaneiros e o sonho realizado de reaproximarmos de Mato Grosso, encurtando distâncias e nos garantindo acesso o ano todo”, afirmou o dirigente ruralista. “O Pantanal é único e a integração com Poconé por terra fortalecerá nossos laços e desenvolverá ainda mais a pecuária, além de fomentar a economia da região como um todo”, destacou Luciano Leite.

Integração pecuária-turismo

Segundo ele, a abertura das novas estradas, conforme falou o governador Reinaldo Azambuja, criará um corredor hoje inacessível ligando a MS-423 (ponte sobre o Rio Taquari, em Coxim) com um acesso projetado na década de 1970 (MS-307), interligando a região do Paiaguás com o Porto Jofre (Rio Cuiabá, em Poconé), e chegando aos portos do Alegre (Rio São Lourenço) e do São Pedro (Rio Paraguai).

Luciano Leite explicou que esse corredor também se interligará à MS-228, que já está sendo executada pelo Estado com obras de levantamento do leito e cascalhamento, a partir de fretes de serviços em Rio Verde, Rio Negro e Corumbá. O lançamento das estradas, segundo o dirigente, ocorrerá em novembro deste ano, na região do Corixão (Nhecolândia), com a presença do governador e do presidente da República, Jair Bolsonaro.

“Essa interligação rodoviária vai atender a mais de 140 fazendas, que poderão comercializar seus animais o ano todo, além de garantir o suprimento das propriedades e o ir e vir de pelo menos duas mil pessoas”, disse o presidente do sindicato rural. Ele destacou também os benefícios que o investimento do Governo do Estado dará ao turismo, integrando esse segmento com a pecuária e criando novas alternativas de emprego e renda.

Feapan será em dezembro

“Vamos iniciar um novo ciclo transformador para a pecuária e para o turismo no Pantanal”, disse Luciano, lembrando que Corumbá poderá reconquistar o primeiro lugar (hoje é segundo) de maior rebanho bovino do país. Em razão dessa agenda de novembro, o Sindicato Rural de Corumbá decidiu transferir de novembro para 5 a 8 de dezembro a edição 2019 da Feira Agropecuária do Pantanal (Feapan).

No primeiro dia da Feira Agrotecnológica, que segue até domingo com o apoio da Embrapa Pantanal, Prefeitura de Corumbá, Associação Comercial, Leiloboi e Clube do Laço Pantanal, foram comercializados mais de 1.200 animais, entre bovinos e tropa de serviço. A abertura do evento contou com a presença do deputado estadual Evander Vendramini, que integra a comissão de agricultura e pecuária do Legislativo.

Neste sábado será realizados curso técnico sobre plantio de pastagem, palestras (nutrição animal, manejo reprodutivo: IATF + CIO e uso do sêmen refrigerado bovino no Pantanal e energia solar) e ainda provas de laço. No domingo, final da prova de laço e palestras (plantio de sorgo e touros pantaneiros com DEPs e o impacto econômico estimado para o sistema de produção no Pantanal).

Participam da feira com estandes e exposições: secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Massey Ferguson, Jhon Deere, Valtra, Búfalo, Cia Náutica, Toyota, Chevrolet, Wolksvagem, Transporte de Bovinos, Prefeitura de Corumbá, lojas veterinárias, instituições bancárias, cooperativas, Universidade Federal de MS, Instituto Federal de Educação, Sesi, Agraer, Iagro e empresas privadas.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Onça resgatada em novembro no Pantanal com queimaduras, será solta em seu habitat
FRAUDE ELEITORAL
Ministério Público quer impugnação de candidatos do PRB em Ladário
COVID-19
Pandemia ainda não acabou: MS registra mais de mil casos em apenas um dia
GERAL
Batida de carro e moto deixa criança ferida no Popular Nova
POLICIAL
PRF recupera dois veículos em MS que seriam levados para a Bolívia
JUSTIÇA
Alexandre de Moraes nega HC para anular seis prisões e mandar Jamil Name para casa
p
ECONOMIA
Preço da gasolina começa o ano acima do valor registrado em todos os meses de 2020
Combustível está 19,5% acima da média do mês com preços mais baixos de 2020
DEFESA CIVIL
Com previsão de mais chuva, Defesa Civil orienta população que mora em áreas de risco
EDUCAÇÃO
Professores dão dicas para o segundo dia de provas do Enem
GERAL
MPT divulga nota técnica sobre medidas de proteção a trabalhadoras gestantes

Mais Lidas

POLICIAL
Empresário de MS é preso durante Operação da Polícia Civil contra crime organizado
SAÚDE
Servidora há 30 anos, Vitória aplicou primeiras doses da vacina contra COVID-19 em Corumbá
PRIMEIROS IMUNIZADOS
Corumbá e Ladário já tem os primeiros imunizados contra a Covid-19
GERAL
Justiça do Trabalho leva sinal de internet para guatós que vivem isolados no Pantanal