Menu
terça, 22 de junho de 2021
Assembleia de MS - Campanha Mãos - Junho
Andorinha - Maio
Geral

Polícia investiga se helicóptero que fez pouso forçado é fruto do narcotráfico

16 abril 2021 - 09h10Mariana Conte

Uma ação da Polícia Civil por meio do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco) dentro da Operação Ícaro investiga se o helicóptero que fez um pouso forçado nesta quinta-feira, 15 de abril no distrito de Nova Itamarati em Ponta Porã, é fruto do narcotráfico.

De acordo com informações da diretora do Dracco, a delegadaAna Claudia Medina, que acompanha o caso a aeronave estava com adulteração em uma peça do motor, ausência de plano de voo e o piloto não soube dizer quem seria o dono do helicóptero.

A delegada informou que a aeronave estava muito baixa, e por isso, bateu nos fios de alta tensão, e o voo baixo é característico de narcotráfico. "Estava tão próximo do solo que o helicóptero atingiu a rede de alta tensão", pontuou Medina.

Antes mesmo da chegada da equipe do Dracco, o piloto descartou o GPS do helicóptero e formatou o smartphone usado para falar com os "patrões" como um ato de desespero na busca por escapar do tirocínio da Especializada.

O piloto relatou aos policiais federais quando ouvido nesta quinta (15), ele havia saído de Avaré (SP) com o helicóptero R-66, matrícula PR-HMR, cadastrado como propriedade da Ultra Pilots Táxi Aéreo. Ele acabou perdendo o controle da aeronave enquanto tomava água e bateu em um fio de alta tensão.

Após o acidente ele precisou fazer o pouso forçado. Quando pousou o piloto foi detido por policiais militares, que não identificaram irregularidades na aeronave. Como o homem não tinha plano de voo e o helicóptero poderia ser usado para algo ilícito, ele foi encaminhado para a PF em Ponta Porã.

Face às fortes evidências de narco ilícito, o helicóptero foi apreendido e encaminhado, mediante suporte logístico da Delegacia Regional de Dourados, para o hangar do DRACCO na capital, Campo Grande, onde será submetido a novos exames periciais.

Esta é mais uma ação da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, por meio do Dracco, no curso da Operação Ícaro, que é realizada em caráter permanente, na repressão qualificada de crimes aeronáuticos. Visando conferir resposta mais enérgica aos ilícitos penais relacionados ao narcotráfico e ao crime organizado, o Dracco foi habilitado a participar da Operação Hórus/Ministério da Justiça.O helicóptero foi removido até o hangar do Dracco.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Sedhast realiza evento on-line com foco nos refugiados, migrantes e apátridas em MS
POLICIAL
PRF apreende 450.000 maços de cigarros em MS
ECONOMIA
Custos de produção de frangos aumentam quase 20% entre janeiro e maio
POLICIAL
Polícia Militar Ambiental de Corumbá autua infrator em R$ 5 mil por incêndio em terreno
GERAL
Sanesul informa interrupção no fornecimento de água em Ladário
PROJETO DE LEI
Vereadora prega conscientização sobre a menstruação e distribuição de absorventes higiênicos
ECONOMIA
Auxílio emergencial: nascidos em abril podem sacar 3ª parcela
NA PANDEMIA
Feiras livres como atividades essenciais é o que pede vereador na Câmara
ECONOMIA
Copom: Inflação persiste, mas economia evolui mais que o esperado
SAÚDE
Brasil antecipou mais de 16 milhões de doses de vacinas, diz Queiroga

Mais Lidas

ATROPELAMENTO
Mulher é vítima de atropelamento e fica gravemente ferida
POLICIAL
Polícia Militar de Corumbá prende homem por disparo de arma de fogo
POLICIAL
Homem é preso por assédio contra criança no Conjunto Guatós
GERAL
Processo Seletivo para contratação de Analista de Medidas Socioeducativas está com inscrições aberta