Menu
domingo, 26 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Polícia Federal desarticula esquema de lavagem de dinheiro em Corumbá

29 abril 2021 - 09h36Mariana Conte

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 29 de Abril, nas cidades de Corumbá/MS, Belo Horizonte/MG e Quinta do Sol/PR a Operação Mamon, com a finalidade de desarticular organização criminosa voltada à lavagem de capitais. Foram empregados 60 policiais federais para o cumprimento de quinze mandados de busca e apreensão. Simultaneamente, foi realizado o sequestro de 4 imóveis e de 61 veículos avaliados aproximadamente em R$8 milhões de reais.

A ordem judicial também determinou suspensão de atividades econômicas de quatro empresas de fachada, além do bloqueio de valores em contas bancárias. Os mandados foram expedidos pelo Juízo da 5ª Vara Federal de Campo Grande/MS.

Segundo as investigações da PF, o grupo criminoso ostenta um elevado padrão de vida e se vale de um complexo esquema de lavagem de dinheiro, o qual envolve o sistema bancário, operadoras de crédito, cheques, compra e venda de veículos, e transações em espécie. Somente em 2020, os criminosos teriam movimentado mais de 20 milhões de reais.

Ficou evidenciada a utilização de pessoas interpostas (laranjas) e empresas de fachadas para ocultação de bens e valores provenientes de diversos crimes como tráfico de drogas e contrabando.

Os investigados poderão responder pelos crimes de lavagem de capitais (art. 1º, caput, da Lei nº 9.613/98) e organização criminosa (art. 2º, caput, da Lei nº 12.850/13), cujas penas, somadas, podem ultrapassar 15 anos de prisão.

Mamon é transliteração da palavra hebraica “Mamom”, a qual significa 'dinheiro' ou 'riquezas'. O termo é popular em estudos bíblicos, os quais personificam Mammon como um dos sete príncipes do inferno, associado ao pecado capital da ganância. Segundo a teoria, aqueles que praticam ilícitos com o fim de acumular bens e ostentá-los, à exemplo do que fazem estes investigados, são ditos “servos de Mammon”.

Em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs  a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

Lavagem de dinheiro envolve compra e venda de veículo Foto: Divulgação PF
 
Os  investigados poderão responder pelos crimes de lavagem de capitais Foto: Divulgação PF 
Polícia Federal de aprendeu carros de criminosos em CorumbáPolícia Federal de Corumbá apreendeu carros de criminosos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Palestras
3ª edição da Semana da Saúde do Sesc tem foco nos reflexos da pandemia
SCT 2021
IFMS abre inscrições para Semana de Ciência e Tecnologia
Javaporco
PMA flagra criação ilegal de javalis em propriedade de Dourados
Alerta
De agendamentos a esquemas de 'pirâmides', entenda os maiores golpes do Pix em MS
Retomada
Fundtur recebe inscrições no Programa "Incentiva+MS Turismo" até 5 de outubro
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Balanço
Mais de 50% das drogas apreendidas na Operação Fronteiras e Divisas I são de MS
Economia
Comércio deve facilitar pagamento e ser cauteloso para o Dia das Crianças

Mais Lidas

Denúncia
Homem morre e família acusa médica da UPA de negligência
Imunização
Veja quem pode se vacinar neste fim de semana em Corumbá
Desenvolvimento
Comissão mista homologa consórcio que vai construir ponte da Rota Bioceânica em MS
Bonito
Mulher é multada em R$ 5 mil por desmatamento ilegal em área protegida