Menu
domingo, 11 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
MOBILE - Ambiental MS Pantanal - Aegea
Geral

Parceria vai levar assistência e benefícios para comunidades ribeirinhas no Pantanal

26 fevereiro 2021 - 09h14Portal do Governo de MS

Parceria Governo do Estado e curso de Direito da UFMS (Universidade Federal) vai levar assistência social, benefícios, documentação e até orientação jurídica sobre aposentadoria para oito comunidades ribeirinhas na região do Pantanal. O projeto também conta  a Polícia Militar Ambiental (PMA) e Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast). 

O grupo se reuniu, nesta semana, para planejar esta ação, que vai ocorrer nas comunidades ribeirinhas de Corumbá até a Barra do São Lourenço, na Serra do Amolar. Um novo encontro será marcado para definirem as datas das excursões, que estão previstas para acontecer em abril e outubro deste ano.

O professor da UFMS, Aurélio Briltes, explicou que o projeto de assistência jurídica em comunidades já é desenvolvido há cinco anos, no entanto nesta nova edição terá o reforço dos serviços da Sedhast, para que a assistência seja mais completa, com cadastros, renovação de benefícios e apoio a este público.

“Nossa contribuição será para o cadastro em relação a direitos previdenciários, auxílio maternidade e outros direitos desta população, mas a excursão será mais ampla por isso buscamos esta parceria”, destacou ele.

A Sedhast vai contribuir com ações de assistência social, renovação e cadastro em benefícios estaduais, assim como encaminhamentos para emissão de documentos pessoais. “Muitos não possuem documentos, o que os impede de receber benefícios e ter acesso a seus direitos, por isto a importância desta ação”, descreveu Briltes.

A previsão é que a primeira excursão ocorra em abril para coleta de dados, cadastros e mapeamento dos ribeirinhos e em outubro já fazer a entrega de documentos e devolutiva dos processos abertos. “Outro ponto que vamos tocar é na obtenção do seguro defeso, que se trata de um auxílio financeiro aos pescadores”, adiantou o professor.

Excursão

A expectativa é que a excursão tenha duração de 6 a 7 dias, com a participação dos estudantes de Direito (UFMS), coordenadores do projeto, servidores da Sedhast, além de policiais ambientais e representantes de Ongs (Organização não governamental) que trabalham na região.

“A primeira reunião foi realizada para discutirmos as ações e agora vamos sentar para definir as datas. Será importante levar esta documentação para quem não tem e até cadastrar e renovar benefícios aos ribeirinhos”, ressaltou Sabrina Frazeto, vice-coordenadora do Ceesrad (Comitê Gestor Estadual para a Erradicação do Sub-Registro Civil de Nascimento e Ampliação do Acesso à Documentação Básica), que é ligado a Sedhast.

Além de contribuir com a logística e apoio, a Polícia Militar Ambiental também aproveita estas oportunidades para levar orientações sobre educação ambiental aos ribeirinhos, com trabalho de conscientização. Também foram convidados para participar das ações o Ministério Público do Trabalho (MPT) e Ministério Público Estadual (MPE).

A titular da Sedhast, Elisa Cleia Nobre, destacou a importância destas parcerias, para levar assistência e direitos a este público. “Sempre vejo as parcerias como uma forma de chegarmos mais longe. Com as ações já desenvolvidas pela Sedhast e com o conhecimento dos professores e alunos da UFMS, temos uma união perfeita para desenvolvermos um ótimo trabalho”, pontuou.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza terá início na próxima segunda
MUDANÇA NO CTB
Nova Lei entra em vigor com alterações sobre uso de farol em rodovias
ECONOMIA
Cadastro de imóveis rurais será completamente digitalizado
GERAL
Corumbá recebe primeira remessa de queijos produzidos em assentamento rural
ESPORTE
Botafogo e Volta Redonda enfrentam-se neste sábado à noite
GERAL
CMDCA realiza neste sábado prova de conhecimento específico para Conselheiros Tutelares Suplentes
POLICIAL
PM captura foragido e aborda motociclista sem CNH no Guaicurus
POLICIAL
Casal vai para a delegacia após briga no Popular Nova
POLICIAL
Marido ameaça mulher, quebra objetos da casa e põe culpa em macumba
GERAL
Sorteio da mega-sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado

Mais Lidas

POLICIAL
Homem é acusado de agredir a própria mãe no bairro Vila Guarani
OPERAÇÃO
Operação Ágata Oeste tem resultados expressivos de apreensão de drogas e armas
SAÚDE
Campanha de vacinação contra a gripe começa na segunda
SAÚDE
Corumbá institui Núcleo de Reabilitação Pós Covid com atendimento multidisciplinar