Menu
sexta, 19 de julho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Municípios contam com R$ 29 milhões para recuperar estragos causados por enchentes

22 janeiro 2016 - 12h14Gesiane Medeiros
Prefeitos que integram a diretoria da Assomasul e das cidades atingidas pelas fortes chuvas que caíram no Estado nos últimos dias se reuniram na manhã de quinta-feira (20), na sede da entidade, em Campo Grande, para traçar estratégias visando enfrentar a situação e resolver os problemas pontuais nas regiões mais afetadas. Preocupado com a situação, o presidente da entidade, Juvenal Neto (PSDB), deve convocar uma assembleia-geral nos próximos dias a fim de ampliar as discussões em torno desse e de outros assuntos de interesse dos municípios. "A situação é de extrema preocupação, não foi à toa que a Assomasul sugeriu ao governador Reinaldo Azambuja (PSDB) o adiamento do ano letivo para o fim de fevereiro", colocou o dirigente, sensibilizado com os problemas enfrentados pelos colegas prefeitos. Representantes da Defesa Civil estadual participaram do encontro dos prefeitos, ocorrido na sala da Presidência da entidade. Até agora, 30 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul decretaram situação de emergência em decorrência dos temporais que destruíram principalmente as estradas vicinais, impedindo, entre outros fatores, o tráfego de veículos e o escoamento da safra agrícola. Por causa disso, o governo do Estado anunciou nesta quinta-feira (21) a liberação de R$ 29 milhões para as 30 cidades afetadas pelas enchentes ocasionadas pelas últimas chuvas. Segundo a governadora em exercício, Rose Modesto (PSDB), o governo do Estado também trabalha no apoio direto a população. “Essas pessoas precisam desse olhar. Essa visita in loco do governo é pra dizer que elas não estão sozinhas nesse momento difícil. Nós, juntamente com a Defesa Civil, entregamos kits de assistência básica com material de higiene pessoal e limpeza para essas famílias” afirmou a governadora se referindo às visitas nas cidades de Aquidauana, Miranda e Dois Irmãos do Buriti no início da semana. Do montante financeiro disponibilizado pelo Estado R$ 10 milhões serão destinados para as cidades de Juti, Naviraí e Tacuru; R$ 4 milhões para reparos em pontes e rodovias e os R$ 15 milhões restantes entre as demais cidades que decretaram situação de emergência. Ela contou que o governo do Estado pleiteia ainda mais R$ 61 milhões do governo federal para essas ações. Umas das prioridades na recuperação das cidades é o restabelecimento das condições necessárias para escoamento da safra e transporte escolar no ano letivo de 2016.       Texto da assessoria de comunicação da Assomasul .

Deixe seu Comentário

Leia Também

Policial
Operação conjunta recupera objetos furtados na Igreja Nossa Senhora da Candelária
Participação Popular
Responda a pesquisa que vai deixar o Capital do Pantanal com a sua cara
Mais do que informar, queremos estar presentes na vida dos leitores com pautas que sejam interessantes e importantes para o dia a dia
Oportunidade
Concurso público unificado da Justiça Eleitoral: prazo de inscrição termina hoje (18)
Em Campo Grande
Fazenda da família de Michel Teló é multada por desmatamento ilegal
Consumidor
Preço do etanol sobe média de R$ 0,40 em uma semana no estado
Empreendedorismo
Etapa estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios está com inscrições abertas em MS
Moda
Estilista de MS cria coleção com famosas onças da artista visual Lúcia Martins
Direitos Humanos
Mortes violentas no Brasil diminuem 3,4% em 2023
Educação
Prouni 2º semestre: inscrições começam na próxima terça-feira
Gestão
Economista Cristiane Schmidt assume a presidência da MSGÁS

Mais Lidas

5 mandados
Operação da PF combate tráfico de drogas e lavagem de dinheiro em Corumbá
Últimas 24 horas
Óbito de motociclista em Ladário é destaque no plantão dos Bombeiros
Últimas 24h
Plantão registra facada, agressão física e resgate fluvial no Pantanal
Atualização
Equipes mantém monitoramento nas regiões Maracangalha e Morro do Urucum