Menu
domingo, 17 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Ministro garante a reativação da ferrovia Malha Oeste

23 setembro 2021 - 10h33Correio do Estado

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, garantiu que dará prioridade para importantes projetos de Campo Grande, com destaque para a reativação da Ferrovia Malha Oeste, antiga Noroeste do Brasil.  

A Malha Oeste envolve os trechos Mairinque/Corumbá e Campo Grande/Ponta Porã. O objetivo com a reativação é facilitar o escoamento da produção e gerar novos postos de trabalho.  

O prefeito da Capital, Marcos Trad (PSD), esteve em Brasília, nesta quarta-feira (22), para viabilizar projetos para a cidade.   

A Malha Oeste é a antiga estrada de ferro Noroeste do Brasil, que após 25 anos de concessão e uma história de abandono, passará por estudos de viabilidade técnica e econômica para a relicitação, o que de acordo com o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, irá contribuir para o desenvolvimento do Estado.  

“Com a entrada em operação da fábrica de Celulose da Suzano em Ribas do Rio Pardo, em 2024, certamente haverá uma forte demanda de cargas, que torna o trecho viável economicamente”, apontou Rudi. 

Conforme noticiado, o processo de reativação já está em andamento e foi qualificado para ser feito por Parceria Público-Privada (PPI), segundo o Ministério da Economia. Abriu-se então o edital com fundo de US$ 3 milhões para que se fizesse um estudo de pregão.  

Após esse procedimento, deverá ser feita a montagem de edital para o processo de relicitação em si. Por conta dos trâmites burocráticos, somente no 2º semestre de 2022 a Malha Oeste estará nas mãos de uma empresa para sua modernização, caso o processo de concessão seja conduzido de maneira tradicional. 

Além do transporte ferroviário, Trad discutiu a criação do porto seco na Capital, que se transformaria em um entreposto de exportação e importação. 

“Foi uma reunião muito produtiva, com importantes resultados para a economia de Campo Grande e, consequentemente, de Mato Grosso do Sul. O ministro nos garantiu que vai priorizar a reativação da Malha Oeste, ligação ferroviária de Corumbá a Bauru, passando por Campo Grande. Este projeto é muito importante para nossa cidade, que com o porto seco, se transforma em um entreposto de exportação e importação”, apontou o chefe do Executivo.  

Acompanham o prefeito na viagem a Brasília, a subsecretária de Gestão e Projetos Estratégicos, Catiana Sabadin; o secretário municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio, Rodrigo Terra; e o diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Janine Bruno. 

Medida Provisória

A Medida Provisória 1.075, publicada em edição extra do Diário Oficial da União no dia 30 de agosto, facilita a reativação da Malha Oeste e fixa um novo marco legal para o transporte ferroviário. 

De acordo com a medida, o marco moderniza a concessão de trechos ferroviários concedendo autorização através de contrato de adesão, e não mais por licitação. Além disso, a autorização será formalizada em contrato de adesão proposto pela própria empresa interessada em operar uma nova linha.  

O prazo do contrato de autorização terá duração máxima de 99 anos, prorrogáveis por períodos iguais e sucessivos.   

O texto também permite a autorização para a exploração de trechos sem operação, devolvidos, desativados ou ociosos. Nesse caso, será feito um chamamento público pelo Ministério da Infraestrutura para a escolha dos operadores. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Inédito
Tempestade de areia: Energisa recebeu 4 mil chamados em Campo Grande
Dia Mundial da Alimentação
Em MS, 69% da população está com excesso de peso e 36% com obesidade
Ensino Superior
UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes
Transporte
Expresso Queiroz tem autorização suspensa por incapacidade de atender passageiro
Defesa Civil
Tempestade de poeira e vendaval causaram estragos em pelo menos sete nos municípios
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá
Previsão Meteorológica
Tempo continua fechado com chance de mais chuva para grande parte do Estado
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas

Mais Lidas

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá