Menu
domingo, 25 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Mais um caso de nepotismo investigado pelo MP

06 abril 2017 - 12h23Sylma Lima

A Promotoria de Justiça da cidade Anastácio instaurou investigação contra várias pessoas nomeadas pelo Prefeito da cidade Nildo de Alves Caibres  (PSDB). A publicação da investigação saiu hoje no Diário Oficial do Ministério Público e consta no edital que a apuração de nepotismo na Prefeitura Municipal das seguintes pessoas parentes entre si:

a) Silas de Oliveira Cabral – chefe de gabinete – casado com Cimara Fernandes de Oliveira Cabral – secretária municipal de Educação, sendo Janice Paim Artigas Cabral cunhada de Silas;

b) Aline da Silva Cauneto – secretária municipal de saúde – é irmã de Leandra da Silva Cauneto – coordenadora de desenvolvimento (cargo ligado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável);

c) Maria José da Silva Santos – coordenadora de comunicação especial – é genitora de Rodolfo José dos Santos Neto – assessor especial do prefeito;

d) Rosemary Sales da Silva Lima – diretora do Departamento de Assistência Social – é esposa de Ademir Sales da Silva.

O Promotor do caso é João Meneghini Girelli, o mesmo que recomendou para o Prefeito cancelar a “Festa da Farinha” marcada para maio.

Súmula Vinculante 13

“A nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança ou, ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer dos poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal”

OUTRA INVESTIGAÇÃO – CHEFE DE GABINETE DO PREFEITO

Em outro edital de investigação contra a Prefeitura, a Promotoria irá apurar se o Prefeito de Anastácio Nildo de Alves Albres, cometeu “irregularidade que lesam que lesam o princípio da laicidade do Estado, notadamente ao beneficiar, inclusive financeiramente, igrejas evangélicas, em especial a Igreja Senhor dos Exércitos, de que é responsável o chefe de gabinete municipal Silas Silva”.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo
Empreendedorismo
Cinco erros que o empresário deve evitar no Marketing e Vendas
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Investigaçã
Famosos em MS, grupos de venda estão 'recheados' de produtos roubados
Saúde
Anvisa suspende estudos clínicos da Covaxin no Brasil
Sorte
Mega-Sena pode pagar R$ 7 milhões no sorteio deste sábado
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Tempo
Ar seco e quente pode marcar o sábado em Mato Grosso do Sul
Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada

Mais Lidas

Seguiriam para Bolívia
Dois veículos que seriam atravessados para Bolívia são recuperados
Imunização
Sábado tem vacinação contra Covid até 12h no drive do Poliesportivo
Cidade Tranquila
Operação conjunta combate crimes fronteiriços em Corumbá e Ladário
Mais tempo
Exame toxicológico na emissão de CNH tem prazo ampliado para utilização do laudo