Menu
domingo, 25 de fevereiro de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Geral

Mais 780 mil hectares do Pantanal já foram destruídos pelas queimadas

28 julho 2020 - 08h39Gesiane Sousa

O Ibama recalculou o que foi destruído pelo fogo este ano no Pantanal, são mais de 780 mil hectares, área cinco vezes maior que a cidade São Paulo. Não há previsão de chuva pelos próximos dias e as altas temperaturas aliadas a ventos com tendência de elevação, aumentam a potência do fogo, que se mantém resistente as ações dos Bombeiros, Brigadistas do PrevFogo/Ibama e militares à bordo das quatro aeronaves empenhadas na operação de guerra para salvar a biodiversidade da maior planície alagável do planeta. 

Na tarde desta segunda-feira, 27 de julho, após o avião Hercules da Força Aérea ser incluído na linha de combate, com lançamentos de 12 mil litros de água sobre os incêndios, um sobrevoo de avaliação capturou imagens da situação que ainda está muito longe de ser amenizada.

Essa é a primeira vez que o Hércules saiu do Rio de Janeiro para atuar no no combate a incêndios no Pantanal. O maior desafio nesse tipo de voo em incêndios florestais é que o avião voa a 50 metros do chão, e por causa do calor e da neboulosidade, não pode atravessar a nuvem de fumaça que tem sobre o Pantanal, porque senão o ar pode ficar sem oxigênio, e sem oxigênio os motores podem parar de funcionar. É uma atividade arriscada.

O sobrevoo de avaliação realizado ontem determinou as ações de hoje no pantanal. Logo pela manhã, o Hércules vai realizar o primeiro de seus quatro sobrevoos planejados para esta terça-feira (28). No período da manhã, serão dois lançamentos a cerca de 5 quilômetros da área urbana de Corumbá e um outro próximo a Serra do Amolar. À tarde, o último do dia será na região do Jatobazinho.

As aeronaves Pantera e Blackhalk irão transportar Bombeiros e Brigadistas para áreas de difícil acesso, onde realizarão trabalho de combate em terra, na região próxima a Serra do Amolar. Haverá também lançamento de água com o Bambi Backet pelo Cougar, em região próxima à cidade. No final do tarde, um novo sobrevoo com a aeronave UH-15, vai avaliar o resultado das ações empenhadas.

A fumaça das queimadas no Pantanal atingem a zona urbana da cidade que chegou ater chuva de foligem nesta segunda-feira (27). Foto: Marinha do Brasil

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais(INPE), do começo do ano até o dia 24 de julho de 2020, Mato Grosso do Sul registrou 3.829 mil focos de incêndio e está em segundo lugar no ranking dos Estados. Corumbá (MS) tem mais de 2.600 mil focos registrados e lidera o ranking das cidades no país. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Contra a Dengue
Bairros de Ladário recebem força-tarefa de limpeza neste sábado (24)
Reitoria
Ainda sem eleição direta, UFMS escolhe novo reitor em maio
Hoje
Grupo Vozes Especiais realiza workshop no Moinho Cultural
Localizado e preso
Diretora impede entrada de homem armado com faca em creche no Guatós
Imunização
Confira horário de vacinação contra dengue em Corumbá e Ladário neste sábado
Seguia para Capital
Mulher é presa com 2,3 kg de maconha na BR 262
Planejamento
MPT propõe parceria estratégica para prevenir trabalho escravo contemporâneo em MS
Fiocruz
Especialistas alertam para aumento da taxa de suicídio entre crianças e jovens
Aposta
Mega-Sena pode pagar hoje prêmio de R$ 110 milhões
Operação Ágata
Passageiro é flagrado transportando cocaína de Corumbá para Capital

Mais Lidas

Localizado e preso
Diretora impede entrada de homem armado com faca em creche no Guatós
Na entrada
Perícia estima que morte de homem encontrado em mata na cidade tenha ocorrido há 4 dias
Vindo do RJ
Boliviano de 21 anos é detido com 35 celulares sem nota fiscal
Últimas 24h
Plantão dos Bombeiros registra resgate no Pantanal, óbito e acidente de trânsito