Menu
terça, 23 de julho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Mais 780 mil hectares do Pantanal já foram destruídos pelas queimadas

28 julho 2020 - 08h39Gesiane Sousa

O Ibama recalculou o que foi destruído pelo fogo este ano no Pantanal, são mais de 780 mil hectares, área cinco vezes maior que a cidade São Paulo. Não há previsão de chuva pelos próximos dias e as altas temperaturas aliadas a ventos com tendência de elevação, aumentam a potência do fogo, que se mantém resistente as ações dos Bombeiros, Brigadistas do PrevFogo/Ibama e militares à bordo das quatro aeronaves empenhadas na operação de guerra para salvar a biodiversidade da maior planície alagável do planeta. 

Na tarde desta segunda-feira, 27 de julho, após o avião Hercules da Força Aérea ser incluído na linha de combate, com lançamentos de 12 mil litros de água sobre os incêndios, um sobrevoo de avaliação capturou imagens da situação que ainda está muito longe de ser amenizada.

Essa é a primeira vez que o Hércules saiu do Rio de Janeiro para atuar no no combate a incêndios no Pantanal. O maior desafio nesse tipo de voo em incêndios florestais é que o avião voa a 50 metros do chão, e por causa do calor e da neboulosidade, não pode atravessar a nuvem de fumaça que tem sobre o Pantanal, porque senão o ar pode ficar sem oxigênio, e sem oxigênio os motores podem parar de funcionar. É uma atividade arriscada.

O sobrevoo de avaliação realizado ontem determinou as ações de hoje no pantanal. Logo pela manhã, o Hércules vai realizar o primeiro de seus quatro sobrevoos planejados para esta terça-feira (28). No período da manhã, serão dois lançamentos a cerca de 5 quilômetros da área urbana de Corumbá e um outro próximo a Serra do Amolar. À tarde, o último do dia será na região do Jatobazinho.

As aeronaves Pantera e Blackhalk irão transportar Bombeiros e Brigadistas para áreas de difícil acesso, onde realizarão trabalho de combate em terra, na região próxima a Serra do Amolar. Haverá também lançamento de água com o Bambi Backet pelo Cougar, em região próxima à cidade. No final do tarde, um novo sobrevoo com a aeronave UH-15, vai avaliar o resultado das ações empenhadas.

A fumaça das queimadas no Pantanal atingem a zona urbana da cidade que chegou ater chuva de foligem nesta segunda-feira (27). Foto: Marinha do Brasil

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais(INPE), do começo do ano até o dia 24 de julho de 2020, Mato Grosso do Sul registrou 3.829 mil focos de incêndio e está em segundo lugar no ranking dos Estados. Corumbá (MS) tem mais de 2.600 mil focos registrados e lidera o ranking das cidades no país. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Reconhecimento
Ex-aluno da UFMS é finalista do Prêmio Jabuti Acadêmico
Na Apa Baía Negra
Brigada voluntária interrompe churrasco em fogo de chão e alerta para risco de incêndio
Em Campo Grande
TJMS amplia prazo de inscrições para o Concurso do Monumento Artístico
Pagou 70 reais
Civil recupera celular furtado e prende rapaz de 19 anos por receptação
Operação Nicolau
PF cumpre mandado em combate à crimes de abuso sexual infantojuvenil em Corumbá
Data confirmada
Convenção que vai anunciar candidatos do PSDB em Ladário será dia 31 de julho
Olimpíadas 2024
Maioria pela 1ª vez, mulheres encabeçam sonhos de medalhas em Paris
Hoje
Inscrições para o Prouni começam nesta terça-feira
De 25 a 31 de julho
Prefeitura convoca guardas aprovados em concurso para entrevista individual de investigação social
Saiu no Diário
Lei de Diretriz Orçamentária de MS para 2025 é sancionada com receita estimada de R$ 26,4 bilhões

Mais Lidas

Neste domingo
Ritmista da Nova Corumbá morre em colisão com carro
Até 26 de julho
Escola Sesi abre processo seletivo com 104 vagas de gratuidade na educação básica
No centro
Perícia encontra seringa e medicamentos no apartamento de mulher encontrada morta
Time de Miranda
20ª edição do Amistoso da Diversidade reúne grande público no Poliesportivo