Menu
quarta, 03 de março de 2021
Governo do Estado - Campanha de Março
Geral

IFMS desenvolve jogo virtual que explora flora e fauna pantaneira

25 maio 2018 - 08h00Kamilla Marques

Manter a integridade dos componentes do bioma do Pantanal sul-mato-grossense por meio do uso de habilidades ao impedir queimadas, desmatamento, a caça predatória e o tráfico de animais silvestres. Este é o objetivo do jogo virtual “Into the nature”, que está sendo desenvolvido no Campus Dourados do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS).

O jogo integra um dos projetos contemplados pelo edital 070/2017, destinado à pesquisa aplicada, com foco no desenvolvimento de produtos, processos ou serviços e transferência de tecnologia. 

De acordo com o coordenador do projeto, professor Yuri Tomas, o foco é a sensibilização dos participantes sobre a preservação ambiental, já que, apesar de sua importância, o Pantanal é afetado por diversos problemas que afetam a fauna e flora local. 

"Neste contexto, a educação ambiental é uma ferramenta poderosa para a inibição de atos que afetam negativamente o meio ambiente. Procuramos desenvolver a empatia dos jogadores pelo Pantanal e também divulgar a região, já que temáticas brasileiras não são comuns em jogos", destacou Tomas. 

Segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o Pantanal é o  maior  sistema inundado  contínuo  de  água  doce  do  mundo  e  um  dos  ecossistemas  mais  ricos  em  vida  silvestre. Nele, após  inundações,  um  lodo  nutritivo  surge  e  permite  o  desenvolvimento  de  uma  rica flora. A fauna da região também possui uma grande diversidade, apresentando centenas de espécies de aves, borboletas, mamíferos e peixes.

Into the nature - De caráter socioeducativo e desenvolvido com a utilização de ferramentas de realidade virtual para uma maior imersão dos jogadores, o jogo tem protagonistas inspirados em figuras folclóricas brasileiras, como o Caipora e o Curupira, guardiões da fauna e da flora. 

"As ações desempenhadas pelo personagem principal serão controladas pelo jogador. Essa interatividade aumenta a imersão em relação ao mundo criado e as mensagens transmitidas por meio dele. Para catalisar a empatia dos jogadores, o jogo utilizará câmera em primeira pessoa, além do óculos de realidade virtual, que permitirá ao jogador se sentir parte daquele mundo e dos problemas enfrentados nele", explicou o coordenador.

A ideia inicial para o projeto partiu do estudante do 5º semestre do curso técnico integrado em Informática para a Internet, João Marcos Troquez, hoje bolsista do projeto. Ele propôs um jogo com a temática do Pantanal e que utilizasse a realidade virtual.

O estudante conta que o ponto de partida para o jogo foi sua experiência como aluno do curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) de Desenvolvedor de Jogos Eletrônicos, também ofertado no Campus Dourados do IFMS, e como praticante de jogos de realidade virtual, principalmente de espionagem em ação.

“Partimos de um problema local, que é a realidade do Pantanal no MS. Então, pensamos em um jogo em que é preciso sabotar locais de contrabando de animais, por exemplo, sendo que o jogador poderia libertá-los das gaiolas”, explicou João Marcos.

Visando ampliar a jogabilidade e evitar problemas como a cinetose nos jogadores - responsável por causar enjoo, náusea e tontura - o jogo, que se encontra em desenvolvimento, vem passando por algumas alterações em relação à ideia inicial. O protótipo deve ser concluído até novembro, ao término das atividades do projeto. 

O auxílio institucional para custeio do projeto é de R$ 3.500, tendo ainda a contrapartida da empresa parceira demandante, a Latorre & Latorre Comércios e Serviços em Informática LTDA, que disponibilizará R$ 700 para desenvolvimento do jogo.

Também são pagas bolsas aos participantes do projeto. O estudante recebe bolsa de R$ 100 mensais, durante 10 meses. Já para o docente, o valor é de R$ 600, por três meses. 

Meio Ambiente – Desenvolvido desde dezembro do ano passado, o "Into the nature" será apresentado na abertura da Semana do Meio Ambiente do Campus Dourados, no mês que vem. Na oportunidade, também serão abordados os problemas ambientais da região, noções de educação ambiental, jogos como ferramenta educativa e as etapas da criação de um jogo.

A abertura ocorrerá no dia 5 de junho, às 7 horas, no auditório do Centro Universitário da Grande Dourados (Unigran). Estão previstas outras atividades durante a Semana em Dourados, como oficinas, visita técnica e aulas temáticas, além da realização de uma trilha de caráter ecológico.

O evento será realizado de 4 a 9 de junho também nos campi Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas. A programação completa local será disponibilizada em breve na página do evento.

A Semana é coordenada pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex). O fomento institucional para realização é de R$ 15 mil. 

Promovido no IFMS desde 2011 em alusão ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, neste ano o tema central do evento é "Biomas Regionais e Consciência Ecológica”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Idosos de 77 anos já podem se vacinar contra a Covid-19
SAÚDE
Anvisa diz que vacinas usadas no Brasil são seguras
POLÍTICA
André e Rose lideram 1ª pesquisa para o Governo em eleição 2022
COVID-19
Vereador propõe penalidades para quem não cumprir a ordem de vacinação dos grupos prioritários
CONCURSO PÚBLICO
Técnicos de Enfermagem são convocados em processos seletivos da Funsau
GERAL
PMA realiza trabalhos de orientação sobre minhocas em casas de iscas no MS
INFRAÇÃO ADMINISTRATIVA
PMA autua morador de Corumbá por transporte ilegal de pescado
BANDA LARGA
Vereador pede relatório da OI sobre período de interrupção do sinal de Internet na cidade
DESAPARECIMENTO
Continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás
TEMPO
Nesta quarta variação da temperatura fica entre 23°C a 31°C em Corumbá

Mais Lidas

OPORTUNIDADE
IEL oferece vagas de estágio para Corumbá e mais 5 cidades do Estado
POLICIAL
PM prende irmãs após briga no Popular Nova
POLICIAL
Após briga mulheres são presas no bairro Aeroporto
EDUCAÇÃO
Vereadores aprovam projeto do Executivo que atende professor temporário na Reme