Menu
terça, 23 de julho de 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Estudo do IBGE registra aumento no número de desocupados em MS

28 agosto 2020 - 14h53Redação

Mato Grosso do Sul, no segundo trimestre de 2020, tinha 2,19 milhões de pessoas de 14 anos ou mais de idade. Destas, 1,4 milhão estava na força de trabalho, sendo que 1,31 milhão estavam ocupadas e 150 mil estavam desocupadas. Cerca de 876 mil estavam fora da força de trabalho.

A taxa de desocupação em MS no 2º trimestre de 2020 foi de 11,4%, subindo 3,7 pontos percentuais em relação ao 1º trimestre de 2020 (7,6%), representando, assim, o segundo maior crescimento da taxa em pontos percentuais do país. No trimestre anterior, o estado tinha a 2a menor taxa de desocupação do país e, no segundo trimestre, passou a ter a 8ª menor taxa. Na comparação com o mesmo trimestre de 2019 (8,3%), houve queda de 3,1 p.p.

A taxa de desocupação cresceu em 11 unidades da federação do 1o para o 2o tri de 2020, com destaque para o Sergipe (4,3 pontos percentuais), Mato Grosso do Sul, (3,7 p.p.) e Rondônia (2,3 p.p.). As únicas quedas foram no Pará (-1,6 p.p.) e no Amapá (-5,8 p.p.).

No Brasil, A taxa de desocupação no 2º trimestre de 2020 foi de 13,3%, aumento de 1,1 ponto percentual em relação ao 1o trimestre de 2020 (12,2%). Na comparação com o mesmo trimestre de 2019 (12,0%), houve acréscimo de 1,3
p.p.

Percentual de trabalhadores com carteira assinada

Em números absolutos, são 798 mil empregados no estado, sendo 516 mil no setor privado, 400 mil com carteira assinada e 116 mil sem carteira. O percentual de empregados com carteira de trabalho assinada no estado era de 77,5% do total de empregados no setor privado. É o 8º maior percentual entre as UFs, e ligeiramente abaixo da média nacional que foi de 77,7%. Os maiores percentuais estavam em Santa Catarina (90,5%), Paraná (83,2%), São Paulo (83,2%) e Distrito Federal (84,1%), e os menores, no Maranhão (53,7%), Piauí (58,1%) e Pará (60,2%).

Em comparação ao 1o trimestre de 2020, dos empregados do setor privado das pessoas com 14 anos ou mais ocupadas, houve queda tanto entre os empregados com carteira assinada, quanto entre os sem. A variação se manteve em queda de 9,6% entre as pessoas com carteira, e agora de queda de 22,4% entre as pessoas sem carteira.

Em relação ao setor público, analisando a variação entre o 2º trimestre de 2019 e 1º trimestre de 2020, o valor foi considerado estável. Dentre as pessoas com carteira houve queda de 23,1%, e elevação de 14,1% nas pessoas sem carteira.
O trabalhador doméstico com carteira sentiu uma queda de 28,1%, e, seguindo a mesma lógica, os trabalhadores domésticos sem carteira tiveram queda de 11,3% na comparação entre o 1o trimestre de de 2020.

Informalidade volta a cair em MS

A taxa de informalidade para MS ficou em 36,9% da população ocupada, apresentando uma queda de 2,2 p.p em relação ao trimestre anterior (39,1%). Em números absolutos, são 430 mil trabalhadores nesta situação no segundo
trimestre, sendo que no primeiro trimestre eram 505 mil (diferença de 75 mil pessoas). A taxa de informalidade no Brasil foi a mesma de MS, de 36,9%. Entre as unidades da federação, o estado tem a 8o menor taxa de informalidade.

As maiores taxas foram registradas no Pará (56,4%) e Maranhão (55,6%) e as menores em Santa Catarina (26,6%) e Distrito Federal (29,8%).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agenda Cultural
Programa Cine Andante divulga programação de agosto em Corumbá
Cidadania
Encerra em 31 de julho inscrições de oficinas e qualificação para crianças e jovens em Corumbá
Garantia de Recursos
Fiscalização da PF contra incêndios no Pantanal seguirá até o fim deste ano
Futebol
Técnico destaca classificação do Costa Rica no 'grupo da morte'
Oportunidade
IFMS abre 150 vagas de graduação para portadores de diploma, reingressos e transferências
Até sexta-feira
Inscrições para o Prouni abrem nesta terça-feira
No centro
Perícia encontra seringa e medicamentos no apartamento de mulher encontrada morta
Neste domingo
Ritmista da Nova Corumbá morre em colisão com carro
Até 26 de julho
Escola Sesi abre processo seletivo com 104 vagas de gratuidade na educação básica
VEM 2024
Festival de música católica tem dois sul-mato-grossenses entre os classificados

Mais Lidas

Time de Miranda
20ª edição do Amistoso da Diversidade reúne grande público no Poliesportivo
Consequência
Fumaça volta a encobrir área urbana de Corumbá
Oportunidade
Funtrab oferece mais de 4,8 mil vagas de emprego em Mato Grosso do Sul
Plantão
Bombeiros registram oito incêndios urbanos nas últimas 24 horas