Menu
domingo, 28 de novembro de 2021
Cassems - Rede Amo
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Estudantes de Corumbá irão representar MS na etapa nacional de concurso do MPT

25 novembro 2021 - 14h12Sylma Lima

Em meio a um cenário lúdico, adornado por balões coloridos que estampavam a hashtag #ChegaDeTrabalhoInfantil, crianças vencedoras da etapa estadual do concurso MPT na Escola foram premiadas na última sexta-feira (19), enquanto o olhar orgulhoso de familiares, professores, coordenadores pedagógicos e diretores refletia um sentimento de dever cumprido na formação de jovens conscientes e sensíveis aos efeitos negativos do labor precoce.

O evento reuniu mais de 70 pessoas na sede do Ministério Público do Trabalho em Campo Grande e foi marcado por apresentações das melhores produções artístico-culturais de estudantes das 4ª, 5ª, 6ª e 7ª séries do ensino fundamental, nas categorias conto, desenho, música e poesia. Eles foram agraciados com medalhas, tablets (1º lugar), tabuleiros do jogo Banco Imobiliário (2º) e tabuleiros de jogos de Xadrez (3º). Os professores que orientaram as produções vencedoras, bem como os coordenadores pedagógicos das escolas onde os trabalhos foram desenvolvidos e os coordenadores dos municípios campeões, receberam medalhas.

Ao abrir a cerimônia de premiação, a procuradora-chefe do MPT-MS e gerente nacional do projeto MPT na Escola, Cândice Gabriela Arosio, enalteceu o esforço empreendido por estudantes e docentes na construção coletiva do conhecimento relativo a uma infância justa, digna e protegida.

“O resultado de todo esse trabalho vem pelas mãos dos alunos, grandes protagonistas nesse processo, os quais nos presenteiam com sua arte, sua essência e sua esperança por um Brasil livre do trabalho infantil. Mas, para que seja possível atingir resultados expressivos, também é necessário o apoio dos coordenadores municipais, coordenadores pedagógicos, diretores e professores, que acompanham o desenvolvimento do projeto em cada escola participante. São vocês que transformam efetivamente esses alunos, através da importante profissão que exercem. Obrigada por entenderem a importância do projeto, mesmo vivenciando muitas vezes uma realidade adversa, em comunidades distantes e sem estrutura. Vocês são heróis”, concluiu.

Mesmo com todos os obstáculos derivados da pandemia de Covid-19, como as dificuldades de adaptação às aulas remotas e híbridas, mais de oito mil estudantes e 440 educadores, de 62 instituições da rede pública localizadas em 15 municípios sul-mato-grossenses, estiveram envolvidos no projeto.

Presente à solenidade e entusiasta da iniciativa desde sua fase embrionária, a vice-procuradora-chefe e coordenadora regional da Coordinfância, Simone Beatriz Assis de Rezende, destacou que o MPT na Escola consiste no desdobramento do projeto Resgate a Infância, por meio do eixo Educação, e visa romper as barreiras culturais que impedem a efetivação dos direitos da criança e do adolescente, além de promover a conscientização da comunidade escolar e da sociedade em geral sobre estratégias de prevenção e erradicação do labor precoce e de inserção regular do adolescente no mercado de trabalho, pela aprendizagem profissional.

Vencedores

A estudante Gabrielly Barros da Silva, que conquistou o 1º lugar na categoria Conto, do grupo 1 (4ª e 5ª séries), veio do município de Deodápolis para narrar a trajetória do menino Pedro, que enfrenta a dura realidade do trabalho infantil e deseja um dia ter tempo para brincar. “Não destrua os sonhos de uma criança. Lugar de criança é na escola. Diga não ao trabalho infantil”, defendeu a estudante.

Já Kayo Henrique Rodrigues Cruz exibiu com entusiasmo a medalha de 1º lugar na categoria Música, também do grupo 1. O jovem do município de Camapuã agitou a plateia com sua criação harmônica de letra e melodia, intitulada Somos estudantes vencedores. “Vamos estudar para o trabalho infantil não avançar”, expressou o aluno.

Projetado em uma grande tela no fundo do auditório, o desenho de Débora Sara Bruno Mariscal, da Escola Municipal Rural de Educação Integral Eutrópia Gomes Pedroso, em Corumbá, traduziu com traços e cor vibrante os sentimentos de um adolescente que sofre com os prejuízos do exercício de atividades proibidas para sua faixa etária, quando deveria ser acolhido pelo instituto da aprendizagem profissional. Ela ficou com a 1ª colocação nessa categoria, do grupo 2 (6ª e 7ª séries).

Banda Macial

Com os acordes das canções Aquarela (Toquinho), A Paz (Roupa Nova) e All About That Bass (Meghan Trainor), alunos do curso Aprendiz Músico Instrumentista do Instituto Mirim de Campo Grande se apresentaram na solenidade de premiação. Eles constituem apenas uma parte dos cerca de 120 integrantes da Banda Macial, que acumula mais de 20 anos de história e inúmeros espetáculos.

O curso Aprendiz Músico Instrumentista teve início no ano passado, sendo fruto de parceria entre o Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul e o Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região, que destinaram recursos trabalhistas para viabilizar essa qualificação por meio do Programa de Aprendizagem Profissional.

A primeira turma conta com 27 adolescentes matriculados. Pelo período de 24 meses, eles frequentarão as aulas de Músico Instrumentista ministradas no Instituto Mirim e, nesse local, cumprirão a jornada diária das atividades práticas e teóricas estabelecidas pela empresa que os contratou, além de obrigatoriamente permanecerem matriculados em uma instituição regular de ensino.

Corumbá ganha projeção nacional

As produções artísticas de dois alunos de escolas públicas do município de Corumbá estão entre as vencedoras da etapa nacional do prêmio MPT na Escola 2021, o que coloca Mato Grosso do Sul entre os destaques da iniciativa que promove ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil.

O estudante André Vinícius do Carmo Passos, da 7ª série da Escola Municipal Doutor Cássio Leite de Barros, sagrou-se entre os três melhores trabalhos da categoria Conto, com o texto A Missão (leia aqui).

Na categoria Desenho, a aluna Débora Sara Bruno Mariscal, da 6ª série da Escola Municipal Rural de Educação Integral Eutrópia Gomes Pedroso, ficou entre os vencedores com a obra Profissionalização do adolescente (veja aqui).

Porém, a ordem da classificação final – primeiro, segundo e terceiro lugar em cada categoria – somente será revelada durante uma solenidade virtual que acontece no dia 7 de dezembro, às 13 horas (fuso de Mato Grosso do Sul). 

Saiba mais sobre o MPT na Escola e como o município pode aderir ao projeto, acessando www.prt24.mpt.mp.br/informe-se/projetos-mpt-ms

Confira fotos e vídeos da cerimônia de premiação: https://bit.ly/3rad61O

Confira os trabalhos vencedores na etapa estadual: https://bit.ly/3r89xsY

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Bombeiros atendem dois acidentes na BR 262
Esporte
Corumbaense e ladarense vencem campeonato de Fisiculturismo em Bonito
Policial
Jovem é assassinado após discussão no bairro Jardim dos Estados
Ele é irmão de um outro rapaz assassinado no Dom Bosco há 26 dias
Policial
PM apreende 47kg de cocaíma no bairro Aeroporto
Policial
Travesti é assassinada a golpes de faca na Edú Rocha
Curiosidades
A história de Owen
Campo Grande
Após 90 dias, Cassems registra primeira internação por Covid
Educação
Enem continua no domingo com conteúdos de Ciências da Natureza e Matemática
Naviraí
Rádio clandestina é fechada e um homem é pela Polícia Federal
Até 5 de dezembro
Marinha do Brasil abre inscrições para concurso de nível superior

Mais Lidas

Naviraí
Rádio clandestina é fechada e um homem é pela Polícia Federal
Até 5 de dezembro
Marinha do Brasil abre inscrições para concurso de nível superior
Furtada em 2015
Estátua de Bronze furtada do cemitério há seis anos era vendida em grupo de trocas na cidade
Sonho realizado
Casal de idosos ribeirinhos comemoram chegada de energia elétrica em casa