Menu
domingo, 09 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Geral

Dois são presos por estupro de menina indígena na estrada da Codraza

17 janeiro 2019 - 18h18Sylma Lima

Na tarde desta quinta-feira (17/01/2019), Policiais Civis de Ladário promoveram diligências visando localizar os autores de um recente estupro ocorrido na cidade, culminando com o cumprimento de dois mandados de prisão preventiva expedidos nos autos nº 000050-31.2019.8.12.0008.0001-09 da 2ª Vara Criminal de CorumbáS. Em patrulhamento, o primeiro envolvido identificado como Genesis Pessoa Rojas, (18) fora encontrado nas proximidades do Bairro Ernesto Sassida, em Corumbá. Em continuidade com as diligências, a equipe policial encontrou o segundo envolvido, identificado com o Josué de Souza Cristaldo (19) na casa de familiares no Assentamento 72, Ladário. Após as prisões, ambos foram submetidos á exame de lesões corporais, interrogados e encaminhados ao Estabelecimento Penal.

Entenda o caso:

No dia 01/01/2019 registrou-se Boletim de Ocorrência aonde os comunicantes narraram que se encontravam em um balneário na “estrada da codraza” e ao retornarem para a cidade encontraram a vítima (indígena de 16 anos de idade) chorando com as roupas rasgadas e sujas dizendo que fora “violentada por um amigo do seu marido a mando deste”.  

Segundo conta na ocorrência, a vítima se estava voltando a pé com o marido Josué e um amigo conhecido por Genesis, vulgo Monstrinho, do porto geral da cidade de Corumbá até a casa onde vive com o marido no assentamento 72 em Ladário. Em determinado momento, Josué parou em um local da estrada que possui uma construção abandonada e chamou a vítima. A jovem atendeu ao chamado , e quando adentrou na construção abandonada,  Josué abaixou a calça e mandou que a vítima fizesse o mesmo.

Diante da situação a vítima começou a chorar quando então Josué vestiu as calças e chamou Genesis dizendo “ela é toda sua”, oportunidade que Genesis passou a violentar a vítima ordenando que fizesse sexo oral e vaginal. Após o ato, os autores se evadiram rumo ao sítio no Assentamento 72.

Imediatamente após o registro da Ocorrência, o Delegado Titular de Ladário, Dr. Rodrigo Blonkowski ordenou instauração de Inquérito Policial e a realização de diligências visando identificar e qualificar os autores. Com base nas informações repassadas pelo Setor de Investigações da Unidade de Ladário, a Autoridade Policial representou pelas prisões preventivas dos indivíduos, e após a chancela do Ministério Público, foram deferidas pelo Douto Juízo da 2ª Vara Criminal de Corumbá.

“Casos envolvendo violência doméstica tem grande incidência na cidade de Ladário/MS. Todavia, estupros não são casos comuns na cidade. O caso  chamou muito a atenção pelo ‘modus operandi’ e a pouca idade dos envolvidos. A Polícia Civil de Ladário se encontra atenta e a disposição de toda a população ladarense”, frisou Blonkowski

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLICIAL
Pedestre é atropelado por caminhonete, arremessado e corpo encontrado 1h depois em matagal
Várias testemunhas procuraram corpo por cerca de uma hora
SAÚDE
Cruz Vermelha Internacional completa hoje 158 anos
POLICIAL
Idoso de 86 anos morre após ser atropelado e arrastado em Campo Grande
INTERNACIONAL
Pfizer deve produzir 4 bilhões de doses de vacina contra covid em 2022
GERAL
Sábado é o último dia para matrícula para aprovados da UEMS da 4ª convocação
POLICIAL
Polícia Militar Ambiental resgata tucano atropelado em rodovia
SAÚDE
Centro de Atendimento à Covid-19 está funcionando em novo endereço
GERAL
Procon divulga pesquisa de preços com opções de presentes para o Dia das Mães
GERAL
Pequenos negócios são responsáveis por quase 70% dos empregos gerados em março em MS
GERAL
Senac Corumbá oferece opções de cursos nas áreas de beleza e saúde

Mais Lidas

GERAL
Senac Corumbá oferece opções de cursos nas áreas de beleza e saúde
POLICIAL
Pedestre é atropelado por caminhonete, arremessado e corpo encontrado 1h depois em matagal
POLICIAL
Idoso de 86 anos morre após ser atropelado e arrastado em Campo Grande
CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Pesquisadores do Estado desenvolvem gel cicatrizante à base de planta nativa