Menu
sexta, 15 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Considerado eleito, Luis Arce promete prioridade no pagamento do Bônus da Fome

19 outubro 2020 - 11h37El Deber com traduação e adaptação da Redação Capital do Pantanal

Os resultados não oficiais das empresas de pesquisa dão como virtual vencedor, Luis Arce, que já é considerado eleito presidente da Bolívia por autoridades políticas no país. Em declaração Arce, garante que a primeira coisa que fará em sua administração será pagar o Bônus de Fome, aprovado pela Assembleia Legislativa Plurinacional.

"A primeira coisa que vamos fazer é pagar o Bônus de Fome. Isso é aprovado pela Assembleia. O financiamento está garantido. O Órgão Executivo não o fez. É um capricho não cancelá-lo", disse Arce em um programa de televisão da Rede A na madrugada de segunda-feira.

O bônus

A Lei 1330 cria o Bônus de Fome. A iniciativa foi apresentada pelo MAS à Assembleia Legislativa. Prevê o pagamento de R$ 1.000 por uma única vez a todos os bolivianos maiores de 18 anos que não recebem um salário do setor privado ou do público. O benefício atinge mães que recebem o Bônus Juana Azurduy, pessoas com deficiência e beneficiários do Bônus Universal.

O Governo havia afirmado que a lei era inviável, pois previa o pagamento do título com recursos dos empréstimos concedidos pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e pelo Banco Mundial (WB), quando esses fundos já eram destinados para outros fins relacionados à emergência de saúde coronavírus. Mas esses recursos também não foram aprovados pela Assembleia.

Demanda e produção domésticas

O presidente eleito, que aguardará os resultados oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até sexta-feira (23), disse que entre as principais medidas que começará a tomar após assumir o comando do Governo, estará o fortalecimento da demanda interna, como prometeu durante sua campanha.

"Esta é uma questão central. Para o nosso modelo é importante fortalecer essa demanda doméstica via vínculos e transferências. Ao mesmo tempo, vamos iniciar a reconstrução da produção que também foi afetada pelas medidas que (o atual governo) tomaram. Estaremos alinhados com o que temos criado para o país", disse.

Ele disse que não ia fazer nada que não levantasse e o que está embutido no programa do governo. Enquanto aguarda os resultados oficiais da eleição, Arce começou a preparar uma equipe para organizar a transição e recepção do aparato estatal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dia do Professor
Façanha destaca papel do professor no período pós-pandemia
Corumbá
Foragido é preso em ronda no bairro Generoso
Corumbá
Dupla é presa com 20 quilos de maconha
Evento
IFMS realizará Festival de Arte e Cultura 2021 de forma virtual
Reforço
Saúde de Corumbá e Ladário recebem mais de 500 equipamentos doados pela Vale
Porto Murtinho
Mulher é multada em mais de R$ 20 mil por exploração ilegal de madeira
Agenda
Povo das Águas atende ribeirinhos da região do Taquari a partir de 24 de outubro
Atualização Vacinal
13 unidades de saúde participam do Dia D de Multivacinação neste sábado em Corumbá
Corumbá
Vereador busca recursos para atender necessidades do Conselho Municipal Antidrogas
Monitoramento
Defesa Civil alerta para chance de novos temporais

Mais Lidas

Agenda Cultural
Marcynho Sensação se apresenta no estádio Arthur Marinho nesta sexta, dia 15
Destaque
Presídio feminino de Corumbá está na lista dos 30 melhor avaliados do país
Associação Criminosa
Segunda fase da operação Dark Card prende ex-funcionário público e empresário
Tempo
Chuvas retornam com chance de grandes acumulados para região sul do Estado