Menu
quinta, 13 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

Com visitas e palestras, Prefeitura reforça educação patrimonial com alunos da REME

26 setembro 2018 - 09h09Prefeitura de Corumbá

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico, iniciou neste segundo semestre letivo um amplo e detalhado trabalho de reconhecimento, valorização e pertencimento do patrimônio histórico e cultural da região com alunos da Rede Municipal de Ensino (REME).

“Essa ação começou na abertura da Semana do Patrimônio, quando também comemoramos o centenário do Jardim da Independência (a obra foi inaugurada em 24 de dezembro de 1918), com uma peça do Salim Haqzan sobre a cidade e sua evolução história e com uma exposição de fotografias antigas. A partir daí, definimos que uma vez por mês faríamos um passeio cultural com alunos da REME, com apoio da Andorinha e da Viação Cidade Corumbá”, explicou a gerente de Patrimônio Histórico, Joanita Ametlla.

Com o apoio das empresas, a Fundação tem levado os estudantes até os locais de grande relevância histórica para a cidade. “Tivemos duas ações na Casa do Artesão, onde também foram ministrados minicursos de salsaparrilha, grafitagem e confecção de jacarés com miçangas”, complementou Joanita. A atividade acontecerá sempre na terceira semana de cada mês.

Para o diretor-presidente da Fundação da Cultura, Joilson Silva da Cruz, a participação do empresariado local é fundamental para a execução do projeto. “As empresas tem apoiado essa atividade de valorização cultural, o que é importante pois precisamos trazer as crianças para dentro do patrimônio e fazer com eles conheçam e valorizem toda essa nossa riqueza”, destacou.

Outras ações

A Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá também tem trabalhado para o registro da Festa de Nossa Senhora do Carmo e a candidatura do Forte Coimbra à Patrimônio da Humanidade da Unesco. Um detalhado dossiê (elaborado pela Prefeitura) sobre a festa já está sendo avaliado pelo Conselho de Política Cultural, enquanto o registro do Banho do São João segue tramitando no IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

“É importante destacar que registro não é tombamento. O registro é feito apenas para bens imateriais, e tudo isso passa pelo Conselho antes de ser decretado pelo Poder Executivo”, reforçou Joanita Ametlla, lembrando ainda que a Fundação faz parte do Comitê Técnico que prepara o dossiê do Forte Coimbra que será avaliado pela Unesco com a finalidade de tombar ou não o forte a nível mundial.

“A nós cabe a parte da educação patrimonial. Por isso estamos focando nisso, para ajudar o Forte Coimbra a ser aprovado pela Unesco. A cidade precisa se apropriar do Forte e para isso tem que ter a educação patrimonial, ensinar para os jovens o que essa fortaleza representa para poder se apropriar desse bem”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Iunes aceita convite do Podemos
VOLUNTARIADO
Confeiteiros Solidários realizam Campanha do Agasalho para o Voluntários no Caminho
POLICIAL
PF prende quatro pessoas e apreende 180 kg de cocaína em MS
GERAL
Em Corumbá condutor tem veículo removido por transporte clandestino
GERAL
Detentas bolivianas em Corumbá recebem assistência de Consulado
ESPORTE
Curso de "Treinamento Esportivo no Contexto Escolar" vai ser realizado de 28 a 30 de maio
EDUCAÇÃO
Inep define cronograma do Censo Escolar da Educação Básica 2021
ESPORTE
Bia Cavassa visita Secretaria Nacional do Esporte e busca apoio para MS
GERAL
Bia Cavassa e vereadores visitam sede da Sudeco
POLICIAL
Polícia Militar recupera objetos de furto no bairro Ceac em Ladário

Mais Lidas

OPERAÇÃO PRAÇA DA INDEPENDÊNCIA
PF cumpre mandado de prisão em empresários e funcionários da prefeitura de Corumbá
INCÊNDIO
Bombeiros combatem incêndio em residência no Cristo Redentor
GERAL
Homem fica ferido após colisão de motos
OPERAÇÃO INDEPENDÊNCIA
Operação Independência apreende arma de fogo e uma pessoa é presa