Menu
sexta, 24 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Com atraso, Mato Grosso do Sul começa a colher mais uma safra recorde de soja

19 fevereiro 2021 - 07h27Portal do Governo de MS

Começou a colheita da safra de soja 2020/2021 na segunda semana de fevereiro em Mato Grosso do Sul, com atraso em relação à safra anterior devido à estiagem que se estendeu pela Primavera e atrapalhou o plantio. Dados catalogados pelo Projeto SIGA-MS, o Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio implantado pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) em parceria com entidades de produtores rurais, mostram que a região Sul está com a colheita mais avançada, com média de 1,4%, enquanto a região Norte está com 0,7%.

No mesmo período do ano passado, a porcentagem de área colhida era de quase 10% do total das lavouras. “A colheita está atrasada porque muitos produtores iniciaram os trabalhos a partir do dia 18, diante das previsões de estiagem”, cita o Boletim.

E está mantida a previsão de mais uma safra recorde de soja em Mato Grosso do Sul. Em comparação aos dados da safra anterior (2019/2020), estima-se aumento de área plantada em aproximadamente 7,55%, passando de 3,389 milhões para 3,645 milhões de hectares. Para tanto, é esperado um aumento de 2,35% em relação à expectativa do volume de produção de grãos (de 11,325 milhões de toneladas para 11,591 milhões de toneladas). O valor médio do produto é de R$ 151,38 a saca de 60 quilos e 60,82% da safra de soja já está comercializada. A produtividade esperada é de 53 sacas por hectare.

“Vamos poder avaliar com exatidão como será a produtividade dessa safra nas próximas duas semanas, quando todas as regiões devem estar colhendo. Mas já dá para perceber o aumento do trânsito de carretas nas rodovias, nos últimos dias chegaram as primeiras 20 carretas com soja dessa safra em Porto Murtinho, para embarque nos portos locais. A soja é nosso principal produto de exportação, fundamental na cadeia produtiva”, disse o secretário da Semagro, Jaime Verruck.

Os técnicos atualizaram os dados da potencialidade das lavouras sul-mato-grossenses e agora consideram que 94% se enquadram dentro do padrão bom, 1% ruim e 5% regular. Para ser considerada “ruim” a lavoura tem que apresentar diversos critérios negativos, como alta infestação de pragas (plantas daninhas, pragas e doenças) ou falhas de stand, desfolhas, enrolamento de folhas, amarelamento precoce das plantas, dentre outros defeitos que causem a perda produtiva em alto potencial.

Em uma classificação “regular”, encontra-se plantas que apresentam poucas moléstias por pragas, stand razoável e pequenos amarelamentos das plantas em desenvolvimento. Já o cultivo classificado “bom” não apresenta nenhuma das características anteriores, possuindo plantas viçosas e que garantem uma boa produtividade.

Sai a soja e entra o milho, outra importante cultura agrícola de Mato Grosso do Sul. A estimativa até o momento é de um aumento de área plantada de aproximadamente 5,70%, passando de 1,895 milhão (safra 2019/2020) para 2,003 milhões de hectares nessa safra. Após o encerramento do plantio será feito uma nova revisão da área para apurar a área efetiva.

Os técnicos alertam que, “diante dos eventos climáticos do mês de janeiro, (...) acredita-se que poderá haver atraso de uma semana na colheita da soja e no plantio do milho”. Os produtores deverão estar atentos aos problemas de finais de ciclo, pois a umidade elevada e a alta temperatura favorecem o desenvolvimento de doenças no campo.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bairro Vila Mamona
Funcionários de construção amarram autor de furto e acionam PM
Polícia
Três foragidos foram capturados nas últimas 24 horas
Flagrante
Dupla é presa por tráfico de drogas na área central de Corumbá
Capital
Presos usam celulares até em banho de sol na Máxima
Economia
Governo sanciona lei que permite retomada da loteria de Mato Grosso do Sul
Política
Em Campo Grande, vereador Luciano Costa confirma investimentos do governo em Corumbá
Prevenção
Dia D de vacinação antirrábica em Corumbá é neste sábado (25)
Campanha
IHP recebe doação de água potável para Bombeiros e Brigadistas que atuam no Pantanal
Economia
Sancionada lei que reduz ICMS da energia elétrica durante bandeira vermelha
Sujeito à Acidentes
Deputado pede ampliação dos trevos para evitar acidentes na BR 262

Mais Lidas

Óbito
Irmãos são esfaqueados e o mais velho morre no caminho do hospital
Sob Investigação
Suspeita de irregularidade no pagamento da reforma do Hospital
Cidade
Árvore de grande porte cai sobre casa na avenida Rio Branco
Violência Doméstica
Homem é preso após enforcar a ex no bairro Guaicurus