Menu
quinta, 28 de outubro de 2021
Cassems - Melhores e Maiores - Edição 2021
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Casos e mortes por Covid em MS tem queda de mais de 50% em um mês

20 julho 2021 - 10h07Portal do Governo

Com as medidas de restrição e aceleração da vacinação em Mato Grosso do Sul, os casos e mortes devido a Covid-19 no Estado tiveram queda de mais de 50% em um mês, na comparação entre junho e julho deste ano. Este cenário também reflete na redução do número de internados e na diminuição da taxa de contágio da doença. 

De acordo com o boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES), foram registrados 13.221 casos de Covid em julho no Estado, o que representa 58% a menos que o mesmo período de junho, onde tiveram 31.720 ocorrências da doença. A taxa de contágio que passava de 1,0 agora está em 0,84. 

A queda também ocorre no número de mortes, já que neste mês foram 385 óbitos até esta segunda-feira (19), o que representa 51% a menos que em 19 de junho, que já haviam sido registrados 795 (mortes). Ao todo 8.693 pessoas já perderam a vida devido a doença desde o começo da pandemia. 

Dados oficiais do boletim epidemiológico do Governo.

O número de pessoas internadas por causa da Covid também teve uma queda de 38% em um mês, com 633 pacientes registrados na segunda-feira (19). Já em 19 de junho eram 1.028. Naquele período ainda eram 15.177 pessoas em isolamento domiciliar e agora 7.495. 

Para a médica infectologista, Mariana Croda, o principal motivo da queda do número de mortes e casos da doença no Estado se deve ao aumento da vacinação. “É o principal fator (vacinação), até porque outras medidas como distanciamento e uso de máscaras foram um pouco banalizadas pela população”. 

Mesma posição da médica infectologista Andyane Freitas Tetila, que entende que a vacinação já começa a diminuir os casos graves, internações e mortes, pois se reduz a circulação viral. “A vacinação tem seu papel fundamental”.   

Vacinação 

Principal fator para redução dos casos e mortes, a vacinação contra covid em Mato Grosso do Sul é destaque nacional, já que o Estado está entre os primeiros do ranking tanto na aplicação da primeira como na segunda dose do imunizante. 

De acordo com o “Vacinômetro” já foram aplicadas 2.123.744 doses no Estado, sendo 1.309.961 para primeira (dose), 220.355 da dose única (Janssen) e 593.428 da segunda dose. O sucesso na imunização se deve a rapidez na distribuição das vacinas, que chegam aos 79 municípios em menos de 12 horas, além da parceria com as prefeituras, que fazem as aplicações. 

Com esta celeridade no processo de imunização, o governador Reinaldo Azambuja estima que até o final de agosto toda população do Estado acima de 18 anos esteja vacinada.  “Quanto mais você amplia os números vacinais, mais diminui as internações e mortes”, descreveu. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Sexta e Sábado
Bairros Cervejaria e Guatós recebem mutirão da dengue
Consumidor
Carne bovina deve ficar mais barata com suspensão das exportações para a China
Alerta
Aneel inicia processo para reajuste e Energisa pode cobrar R$ 463 milhões de consumidores em MS
Apoio
Bia Cavassa destina R$ 150 mil para projeto direcionado a população LGBTQIA+ de MS
Ronda Policial
Evadido é capturado com trouxinhas de pasta base no bairro Aeroporto
Últimos dias de Pesca Aberta
Operação Dia de Finados da PMA intensifica fiscalização à pesca predatória
Bombeiros
Queda de árvore danifica muro e telhado de casa no bairro Universitário
Segurança
Vereador busca informações sobre condições atuais do Arthur Marinho
Reconhecimento
Câmara de Corumbá homenageia servidores públicos pelo seu dia
Operação Hefesto
Novos focos de incêndio são identificados em pelo menos três regiões

Mais Lidas

Qualificação
Senac Corumbá abre inscrições para cursos nas áreas da informática, saúde e beleza
Apelo Popular
MPT-MS vai investigar assédio moral de gerente que humilha funcionário em Carrefour da Capital
Inicio do Defeso
Última semana para pesca nos rios de Mato Grosso do Sul
Formalização
Corumbá lança campanha de incentivo ao cadastro de profissionais do setor de turismo