Menu
sexta, 15 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Caso Citolab era tido como encerrado para a Prefeitura de Corumbá

10 novembro 2020 - 13h53Redação Capital do Pantanal

Em nota, a prefeitura de Corumbá se posicionou surpresa com as diligências realizadas pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira (10), na casa do prefeito Marcelo Iunes, no laboratório Citolab e na Secretaria Municipal de Cidadania e Direitos Humanos, coordenada pela esposa de Iunes, Amanda Iunes.  

De acordo com a nota oficial, o fato causou estranheza porque o objeto investigado já havia sido averiguado pelo Ministério Público Estadual (MPE) e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MS). Ainda segundo a nota, o caso foi arquivado nas duas instituições. A prefeitura tinha o assunto como encerrado e por isso estranhou uma nova investigação às vésperas da eleição.

Confira a nota na íntegra:

"Sobre a ação da Polícia Federal realizada em Corumbá nesta terça-feira, 10 de novembro, a Prefeitura de Corumbá esclarece que:

Pela imprensa, tomou conhecimento que a investigação é relacionada ao processo de credenciamento do Executivo municipal com o laboratório Citolab. O fato causou estranheza porque o mesmo objeto já foi averiguado pelo Ministério Público Estadual (MPE) e pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MS), sendo arquivado por ambos.

No despacho de arquivamento dos autos n° 01.2018.00006204-5, o promotor Luciano Bordignon Conte afirmou que “as imputações genéricas de que a empresa pertencia de fato à esposa do prefeito e somente estaria registrada em nome de um “laranja” não encontram respaldo em qualquer elemento fático probatório, a não ser nas elucubrações infundadas do representante”.

Já o TCE-MS assegurou que “... temos que o objetivo da Inspeção foi atingido, eis que foram examinadas a legalidade e a legitimidade dos atos sujeitos ao controle desta Corte de Contas e foi avaliado o desempenho na utilização do Credenciamento pela Secretaria de Saúde no atendimento as necessidades de serviço de exames laboratoriais em Corumbá”.

O Tribunal ainda pontuou que “...verificamos que houve o credenciamento de outras empresas (para lotes distintos), e que estas também receberam da mesma forma que a empresa JBA Iunes, ou seja, somando-se o valor do SUS com o valor da complementação aprovada pelo Conselho Municipal de Saúde, o que corresponde ao valor da Tabela Municipal”.

“Também verificamos que a questão do parentesco dos ex-sócios e do atual com o Prefeito já foi objeto de análise pelo Ministério Público, que arquivou a notícia de fato por entender que inexiste irregularidade”, completou a manifestação do TC/4280/2019.

Mesmo com as decisões do MPE e do TCE-MS, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS) suspendeu, em junho deste ano, o credenciamento da Citolab. A Prefeitura apresentou defesa e o processo está tramitando na Justiça Estadual.  Desta forma, o Executivo municipal não vê nenhum fato novo que motivasse a operação policial às vésperas do pleito eleitoral, mas ainda assim se coloca à disposição das autoridades para qualquer esclarecimento que seja necessário".

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dia do Professor
Façanha destaca papel do professor no período pós-pandemia
Corumbá
Foragido é preso em ronda no bairro Generoso
Corumbá
Dupla é presa com 20 quilos de maconha
Evento
IFMS realizará Festival de Arte e Cultura 2021 de forma virtual
Reforço
Saúde de Corumbá e Ladário recebem mais de 500 equipamentos doados pela Vale
Porto Murtinho
Mulher é multada em mais de R$ 20 mil por exploração ilegal de madeira
Agenda
Povo das Águas atende ribeirinhos da região do Taquari a partir de 24 de outubro
Atualização Vacinal
13 unidades de saúde participam do Dia D de Multivacinação neste sábado em Corumbá
Corumbá
Vereador busca recursos para atender necessidades do Conselho Municipal Antidrogas
Monitoramento
Defesa Civil alerta para chance de novos temporais

Mais Lidas

Agenda Cultural
Marcynho Sensação se apresenta no estádio Arthur Marinho nesta sexta, dia 15
Destaque
Presídio feminino de Corumbá está na lista dos 30 melhor avaliados do país
Associação Criminosa
Segunda fase da operação Dark Card prende ex-funcionário público e empresário
Tempo
Chuvas retornam com chance de grandes acumulados para região sul do Estado