Menu
sexta, 21 de junho de 2024
Governo - Detran MS
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
COLUNA

Entrelinhas

Sylma Lima

Júri Simulado

Debate sobre racismo e xenofobia planta semente de respeito ao próximo em assistidos do Moinho Cultural e Cidade Dom Bosco

08 junho 2024 - 12h15

A coluna Entrelinhas destaca a iniciativa do Instituto Moinho Cultural e do Programa Criança e Adolescente Feliz (PCAF), da Cidade Dom Bosco, pela realização do Júri Simulado, nesta sexta-feira (07), no Plenário da Câmara de Corumbá.

Acadêmicos e professores do curso de Direito da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) julgaram, de maneira simulada, um caso adaptado de injúria racial em contexto escolar. Crianças e adolescentes atendidos pelas instituições tiveram a oportunidade de refletir sobre racismo e xenofobia, temas de grande importância para sociedade. 

Atividades como esta plantam sementes que vão florescer e gerar frutos para formar cidadãos mais conscientes de seus direitos e deveres. Pessoas capazes de respeitar as diferenças e de dar bons exemplos, afinal, como disse Nelson Mandela, “Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.”

Uma criança não nasce racista, nem xenofôbica, elas reproduzem comportamentos, e as vezes, incorporam atitudes preconceituosas observando o meio em que convivem. Ao aprenderem mais sobre o assunto, além de mudarem suas próprias atitudes, crianças e adolescentes poderão levar essa consciência à diante no seu círculo familiar e social. Assim, é possível combater o problema cotidianamente.  

Parabéns à todos os envolvidos no projeto! 

Receba a coluna Entrelinhas no seu Whatsapp. Clique aqui para seguir o Canal do Capital do Pantanal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

A 'burrice' humana
Júri Simulado
Pesquisa Política
Solidariedade Pantaneira
'Bicicletando' em Corumbá