Andorinha - Compra antecipada

MS registra queda no número de mortes violentas, aponta estudo

Por Midiamax09 AGO 2018 - 10h38min
Apesar da boa notícia, dados no Estado não são tão confiáveis para institutoFoto: Midiamax

Mato Grosso do Sul registrou queda de 10% no número de mortes violentas, aponta o 12° Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado nesta quinta-feira (9). Nacionalmente, os números não são bons. O país registrou 63.800 mortes violentas em 2017, o maior número de homicídios da história.

Mato Grosso do Sul ficou no 23° lugar na taxa de mortes violentas por 100 mil habitantes em 2017: (20,8) – 565 mortes. Em 2016 a taxa era de 23,2 (622 mortes). Campo Grande registrou queda de 26,8 no número de mortes violentas por 100 mil habitantes. O número absoluto de mortes decresceu de 162 em 2016 para 120 em 2017.

O Rio Grande do Norte registrou a maior taxa de mortes: 68,0 seguido por Acre (63,9) e Ceará (59,1). As menores taxas estão em São Paulo (10,7), seguida de Santa Catarina (16,5) e Distrito Federal (18,2). O problema para Mato Grosso do Sul é que os dados são classificados na categoria 3 de menor qualidade em informações. Ou seja, as estatísticas são mais frágeis.

De acordo com o levantamento, a categoria Mortes Violentas Intencionais corresponde à soma das vítimas de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais em serviço e fora (em alguns casos, contabilizadas dentro dos homicídios dolosos).

Confira os números:

Homicídio doloso: 2016: 547 e 2017: 530

Latrocínio: 2016: 41 e 2017: 23

Lesão corporal seguida de morte: 2016: 7 e 2017: 12

Policiais civis e militares mortos em situação de confronto: Nenhum em serviço em 2016 e 2017

Fora de serviço: 2016: 4 e 2017: 1

Mortes decorrentes de intervenção policial: 2016: 26 e 2017: 39

O Fórum Brasileiro de Segurança Pública – responsável pelo estudo – classifica os dados obtidos juntos aos estados brasileiros em quatro categorias, sendo o número 1 com maior qualidade das informações e o 4 sem a possibilidade de atestar a qualidade. Mato Grosso do Sul recebeu a classificação 3: menor qualidade das informações.

São levados em consideração fatores como informações registradas e transparência e cada unidade da federal recebe uma pontuação. O Estado ficou com 57,25 pontos de 100.

Deixe seu comentário

Leia Também

Emprego

MS tem 11 concursos abertos e salários de até R$ 9,4 mil nesta semana

Turismo

Aumento de frequência e novos voos conectam MS a principais destinos do País

Cervo-do Pantanal

PMA autua fazendeiro em operação contra o desmatamento ilegal

CFC Combat

MMA: Iron da show , vence cinco lutas e garante dois cinturões

Coffee Break

Maior escândalo de corrupção da Capital completa 04 anos e ninguém preso ou processado

Operação Boas Festas

Polícia Militar prende adolescente infrator por furto

Maus tratos

Homem é preso bêbado após dar paulada em criança de sete anos