Andorinha - Nova Frota

Feiras científicas do IFMS reuniram trabalhos de mais de 100 escolas do Estado

Por Gesiane Medeiros21 OUT 2017 - 09h43min

As feiras científicas do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), realizadas em dez municípios, reuniram projetos de pesquisa desenvolvidos por estudantes do ensino fundamental, médio e de cursos técnicos integrados de mais de 100 escolas públicas e particulares do Estado. As feiras fazem parte da programação da Semana de Ciência e Tecnologia da instituição, evento que encerra neste sábado, 21.

Em Corumbá a feira encerra hoje, sábado (21). Foto: Divulgação

Na última quinta-feira, 19, foi aberta a Feira de Ciência e Tecnologia de Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados e Naviraí. As cerimônia reuniuram a comunidade escolar do IFMS e de diversas instituições de ensino, além de representantes dos parceiros do evento, como secretarias de Estado e Municipal de Educação, Exército, marinha e universidades.

“A pesquisa auxilia na formação do estudante e contribui para a aprendizagem. Que os jovens tomem gosto pela ciência, assim teremos dias melhores. Vocês são nosso futuro para a solução de problemas. Hoje é comemorado o Dia Nacional da Inovação, é hora de refletirmos e termos ideias inovadoras, o nosso Estado e o Brasil precisam disso”, apontou o pró-reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Marco Naka, que representou o reitor Luiz Simão Staszczak.

“A pesquisa auxilia na formação do estudante e contribui para a aprendizagem. Que os jovens tomem gosto pela ciência, assim teremos dias melhores. É hora de refletirmos e termos ideias inovadoras, o nosso Estado e o Brasil precisam disso”, apontou o pró-reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Marco Naka.

Neste ano, o IFMS registrou número recorde de projetos inscritos: 673 nos dez campi. Os trabalhos são nas áreas de Ciências Biológicas e da Saúde, Ciências Exatas e da Terra, Ciências Humanas Sociais Aplicadas e Linguística, Ciências Agrárias e Engenharias e Multidisciplinar, para trabalhos com mais de uma área de conhecimento predominante.

Todos os autores receberão certificado de participação. Serão premiados os melhores trabalhos por nível (fundamental e médio) e área do conhecimento. Também será concedida premiação aos melhores pôster/banner, maquete/protótipo, apresentação oral e relatório.

Os dois trabalhos de nível médio melhores classificados em cada feira serão credenciados para participar da Feira de Tecnologias, Engenharias e Ciências de Mato Grosso do Sul (Fetec-MS), que ocorrerá de 8 a 11 de novembro, na Capital. Com informações da assessoria do IFMS.

 

 

Deixe seu comentário

Leia Também

Carnaval 2018

Bloco Independente Sem Limite na Folia fará homenagem à educadora professora Rosangela Olarte

Consumidor

Material escolar: Procon orienta para compra com selo do Inmetro

Esportes

Estadual começa na 4ª, mas estádios ainda não estão liberados

Politica

Reinaldo propõe fechar as fronteiras com Bolívia e Paraguai para combater narcotráfico

Traquinagem

Cão é regatado com a cara presa na grade

Educação

Prazo para pré-matrícula de alunos novos na REME termina amanhã

Carnaval 2018

A Pesada leva ao Carnaval a história da missão do padre Ernesto Sassida