Menu
quinta, 16 de setembro de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Geral

Vereador pede solução para problemas de sinal de internet em Corumbá

21 fevereiro 2018 - 09h45Assessoria de imprensa

As constantes oscilações e quedas de sinal de internet estão causando transtornos em Corumbá, com prejuízos direto para a população local, como também aos turistas que visitam a região. A situação tem preocupado a Câmara Municipal e isto levou o vereador Chicão Vianna a cobrar uma posição das empresas de telefonia para buscar uma solução para os problemas que vem ocorrendo já há algum tempo.

Durante sessão ordinária da Câmara, o vereador solicitou por meio de requerimento, a elaboração de um estudo detalhado do sistema atual, no que se refere a suporte técnico, suporte de sinal e pessoal da Empresa de Telefonia OI em Corumbá, apresentando nesse estudo as possíveis soluções para o frequente problema de sinal na região.

O vereador lembrou que o estudo foi solicitado à Oi, pelo fato dela ser a principal fornecedora e prestadora do serviço de internet da cidade, e que deve prestar “um serviço com qualidade que se espera”.

“A oscilação e queda constante do sinal, além de prejudicar os usuários comuns de telefonia fixa, móvel, internet e tv, também prejudica todo comércio, indústria e as repartições públicas da região, causando prejuízos de larga escala. É necessário um posicionamento por parte dessa empresa, no sentido de apresentar um plano de melhoria na prestação de seus serviços”, continuou.

Chicão cita que o sinal fraco da internet móvel e a ausência dele, independente da operadora de telefonia, tem gerado dor de cabeça para os usuários. “Recentemente, durante o carnaval, os turistas também tiveram o mesmo problema e é preciso uma solução definitiva”, cobrou.

Como se sabe, em Corumbá, a operadora Oi é a responsável por toda a fibra óptica que fornece a internet que oscilado de forma constante. Chicão já adiantou que, devido à insatisfação geral dos usuários, vai procurar o Procon para solicitar uma audiência com a Oi e, se necessário, fazer uma CPI junto com o Procon e o Ministério Público Estadual (MPE). “A gente paga por esse sinal e devemos recebê-lo. Com a oscilação da internet, a população fica a Deus dará, inclusive os turistas que chegam a nossa cidade”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bodoquena
Assentamento é multado em R$ 60 mil por incêndio no Pantanal
Ambiente Competitivo
MS é o quarto estado que mais dispensa alvarás e licenças; afirma Fecomércio
Sustentabilidade
MS vai ganhar uma nova usina de energia solar em 2022
Imunização
Mato Grosso do Sul recebe mais 85.240 doses de vacina contra a Covid-19
"Branca Pura"
Operação apreende 47 quilos de cocaína; carga é avaliada em R$ 650 mil
Campo Grande
Tesouro Nacional reprova administração do prefeito Marquinhos Trad e secretário
Saúde
Campanha alerta que família tem palavra final na doação de órgãos
Economia Nacional
Governo encaminha ao Congresso plano de redução de benefícios fiscais
Criminoso
Polícia investiga incêndio na ponte do Saran na Estrada Parque
Conscientização
Abertura da Semana Nacional de Trânsito acontece dia 18 em Corumbá

Mais Lidas

Sem Transparência
Contas da Santa Casa continuam na mira de investigação do legislativo
Mudança no Tempo
Vento forte derrubou duas árvores em Corumbá
Evento
17º Amistoso da Diversidade é neste sábado (18) no Centro América
Imunização
Veja quem pode se vacinar nesta quarta (15) em Corumbá