Menu
domingo, 07 de março de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Vereador faz audiência pública para discutir tarifa da Andorinha

30 março 2016 - 10h52Sylma Lima
A questão é polemica e já foi debatida outras vezes na cidade. O preço da tarifa da empresa Andorinha que faz o percurso Corumbá/Campo Grande detendo a concessão do serviço há décadas nesta região.Se por um lado a empresa alega que a tarifa é afixada pela Agencia Nacional de Transporte e Transito (ANTT), por outro o vereador Evander Vendramini (PP) quer cobrar posicionamento da Agepan de Mato Grosso do Sul, porque considera abusivo o valor cobrado pelo trecho rodado ,435 km. Para resolver o impasse o vereador propôs uma audiência pública, marcada para dia 29 deste mês, no plenário daquela Casa de Leis, para ouvir tanto os representantes da Andorinha, órgãos regulamentadores e a população. “ É impossível admitir que uma única empresa ofereça o serviço de transporte em uma cidade como Corumbá, nós vivemos há anos somente com esta empresa, monopolizando e cobrando um preço absurdo. Não é mais possível que nossa região conviva com o preço abusivo cobrado. Eu fiz a comparação, em 720 quilômetros que distância Campo Grande a Cuiabá a mesma empresa cobra R$ R$ 106, e entre Corumbá e Campo Grande, que tem 300 quilômetros a menos, cobra R$ 114,29. Queremos saber qual a justificativa para a diferença de valor. Vamos convidar órgãos como a Agepan (Agência Estadual de Serviços Públicos do MS), a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e também vamos cobrar do governo Estado, que verifique este caso. Sou a favor da concorrência para que o usuário tenha um preço justo. Hoje, para o corumbaense chegar a Campo Grande, ou viaja com a única empresa de transporte da região ou vai a pé, ela é uma concessionária do serviço público e o Estado tem obrigação de interver para baratear esse custo” . O vereador vai cobrar também o desconto para estudante, que por meio de lei federal tem direito a 50% de gratuidade na passagem intermunicipal, mediante apresentação da carteirinha, “o não cumprimento dessa lei representa a autoridade que a empresa prática com a nossa população. Ela pode ficar aqui trabalhando, mas com um preço digno, eu vou lutar até o final por isso”. O vereador alega que fez orçamento com mais dez empresas que aceitaram entrar na concorrência para operar o trecho e o  preço não passa de R$ 70,00. No dia da audiência ele vai apresentar dez tabelas de empresas concorrentes, “ porque é preciso mudar esta realidade. A Andorinha tem um rendimento exorbitante, principalmente depois que acabou o voo da empresa Azul. Nós so podemos ir para a Capital pela Andorinha, de carro, bicicleta ou a pé” , disse Vendramini ao Capital do Pantanal. A audiência pública acontece no plenário da Câmara de vereadores de Corumbá, no dia 29 de abril às 14 horas. O Capital do Pantanal entrou em contato com a Andorinha, que preferiu não declarar sobre o assunto. Em apurações realizadas por este site de notícias, soube-se que a Agepan é o órgão responsável por estipular o valor da tarifa que é praticada em todo o Estado de Mato Grosso do Sul. Um inquérito civil do MP-MS, do promotor Luciano Lara, já havia investigado o caso em 2011, e foi arquivado descaracterizando o monopólio, a investigação frisou que o monopólio seria quando uma única empresa controla o mercado e o preço. Na ocasião, a Agepam respondeu ao MP que não é a empresa quem controla o preço nem a concessão.          

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
OPORTUNIDADE
Receita Federal abre vagas de estágio em Corumbá
CULTURA
Eleitos os representantes não governamentais para o Conselho de Cultura do município
SEGURANÇA PÚBLICA
Em MS, Senad defende proposta de agilizar leilões de bens do crime organizado
POLICIAL
Bandidos armados usam carro oficial do Governo de MS para roubar casal na Afonso Pena
GERAL
Mãe é detida após espancar bebê de 9 meses com pedaço de madeira em cidade de MS
ESPORTE
Estadual de Futebol 2021 prossegue com mais quatro partidas neste fim de semana
SAÚDE
Redução de testa: Dermatologista de MS explica sobre melhores formas de tratamento
GERAL
Mulher tem bebê em casa e bombeiros prestam atendimentos
SAÚDE
Endometriose pode afetar 10% das mulheres brasileiras

Mais Lidas

OPORTUNIDADE
Receita Federal abre vagas de estágio em Corumbá
GERAL
Mãe é detida após espancar bebê de 9 meses com pedaço de madeira em cidade de MS
POLICIAL
Bandidos armados usam carro oficial do Governo de MS para roubar casal na Afonso Pena
GERAL
Mulher tem bebê em casa e bombeiros prestam atendimentos