Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021
Andorinha Dezembro
Mobile - Andorinha Dezembro
Geral

Universidade de medicina na Fronteira obtém boa aprovação no revalida

21 novembro 2018 - 14h06Sylma Lima
Os livros são os mesmos usados no Brasil e a grade também. Fotos: Sylma Lima

A Universidade Técnica Privada Cosmos (Unitepc) , cuja sede é em Cochabamba, BO, instalada há cerca de 30 anos em Porto Quijarro, Fronteira Brasil/Bolivia oferece cursos de medicina que mantem convenio com Portugal e Espanha para residência médica ou cursos de especializações. A Unitepc abre matricula no dia 15 de Dezembro para o inicio do ano letivo de 2019, cuja taxa é 1800 bolivianos, ou cerca de R$ 1000 reais, praticamente o mesmo valor da mensalidade. Qualquer pessoa pode se inscrever sem vestibular, mas com os documentos exigidos e autorizações previstas no apostilamento de AIA, que já pode ser feito na Capital do Estado (Campo Grande). Não adianta apresentar diploma de outra faculdade no Brasil que não aceitam, apenas o histórico escolar do segundo grau com firma reconhecida.

A faculdade da um prazo de seis meses para regularização da documentação, (visto de estudante) mas a matricula pode ser feita a qualquer momento. No dia 17 de Dezembro haverá uma prova de conhecimentos gerais, que sempre abordam a cultura boliviana, e pode ser feita em português. Dependendo da nota o aluno pode conseguir até 100% de desconto na mensalidade. Este mês de Novembro estão sendo inaugurados um centro cirúrgico e um anfiteatro.

A Unitepc já atua na fronteira com vários paises, quando se instalou em Cobija, capital de Pando, vizinha dos municípios de Epitaciolândia e Brasileia, ambas separadas apenas pelo Rio Acre. No primeiro ano, atraiu 700 estudantes, a maioria brasileiros. Atualmente, com 1,2 mil alunos, oferece cursos de medicina, odontologia, enfermagem, fisioterapia e kinesologia, veterinária e zootecnia, engenharia comercial e direito.

Os hospitais para o internato ficam em Porto Soarez, poucos minutos de Corumbá. O Capital do Pantanal visitou as instalações, e ao contrario do eu pensam, trata-se de uma instituição que oferece todo conforto e infraestrutura aos alunos. O corpo docente é composto por médicos brasileiros, bolivianos e cubanos. Os livros são bem mais baratos queno Brasil. O temido exame de revalida para que possam atuar no Brasil já aprovou vários corumbaenses que se formaram aquina Fronteira, desmentindo que o curso não é satisfatório. Além da mensalidade que no Brasil, as universidades mais baratas custam em torno de R$ 8 mil, e os alunos ainda arcam com moradia, alimentação, transporte e materiais didáticos. Em Corumbá, o bairro Dom Bosco foi um dos que mais cresceram devido a procura por imóveis, de alunos de toda parte do pais, que vem cursar medicina na Unipetc.

Quem vai pra Bolívia não é mais o estudante pobre, que o pai não podia pagar, mas o estudante que quer exercer a profissão e abre mão do emprego para a realização do sonho, pois o curso é integral.

Para diminuir essa demanda na Bolívia seria necessário que, as vagas nas universidades públicas fossem limitadas a quem sempre estudou em escolas públicas. São mais de 25 mil brasileiros estudam atualmente em universidades particulares da Bolívia.

 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Crescimento
MS tem 37,9 mil trabalhadores formais a mais que antes da pandemia
Polícia
'Deu Zebra' não chega nem perto de donos do jogo do bicho e policiais se revoltam em Campo Grande
Meio Ambiente
Sanesul é cobrada para eliminar descarte de lodo na região do Porto Geral
Benefício
Nascidos em dezembro têm até o dia 31 para aderir ao saque-aniversário
Infraestrutura
Recuperação de galeria no bairro cervejaria é urgente
Acidente
Motociclista sofre ferimentos em queda acidental
Inédito
Bonito recebe primeiro voo em conexão direta com Congonhas nesta quinta-feira (02)
Habitação
Decreto regulamenta projeto Lote Urbanizado e cria novas regras e prazos
Rio Brilhante
Empresários que tiveram prisão decretada na operação 'Dark Card' estão foragidos
Jovens Empreendedores
Alunos de Escolas Municipais de Porto Murtinho expõem produtos desenvolvidos em sala

Mais Lidas

Alerta
Estudantes de medicina denunciam faculdade boliviana por aulas presenciais com casos de Covid
Desdobramentos
Universidade de medicina na Bolívia responde denúncia e concede exame virtual
Farsa
Bolivianos são presos ao tentavam ir para a Europa com documentos paraguaios
Cidade
Briga de casal termina com marido ferido por faca