Menu
quinta, 20 de junho de 2024
Câmara - Queimadas 2024
Andorinha - 76 anos - Junho 2024
Geral

Tragédia com 125 mortos em jogo de futebol na Indonésia ocorreu por causa de portões estreitos

04 outubro 2022 - 16h30Midiamax

As 125 mortes ocorridas em uma cena lamentável de invasão de campo no sábado, em jogo na Indonésia, foram causadas por causa da impossibilidade de esvaziamento dos 14 portões do estádio de Malang. De acordo com investigações da polícia local, apenas duas pessoas conseguiam passar por vez nas apertadas entradas e muitos dos 42 mil queriam deixar o local rapidamente e acabaram gerando esmagamentos.

Assim que o jogo terminou, os torcedores do Arema FC entraram em campo revoltados com a quebra de tabu diante do Persebaya Surabaya, que fez 3 a 2 no estádio

Após 23 anos de insucessos. A polícia agiu rápido e recepcionou os invasores com gás lacrimogêneo. Muitos, em pânico com a confusão, tentaram deixar o local rapidamente e se depararam com as portas apertadas, ocasionando uma das maiores tragédias da história em campos de futebol.

 

A polícia indonésia revelou nesta terça-feira que a  foi concentrada nas gravações de vídeo de câmeras de vigilância de seis dos 14 portões onde a maioria das vítimas acabou morrendo. O porta-voz da polícia, Dedi Prasetyo, revelou que os portões estavam abertos, mas não conseguiam acomodar mais de duas pessoas por vez.

"Aqueles seis portões não estavam fechados, mas eram muito pequenos. Eles tinham uma capacidade para duas pessoas, mas havia centenas saindo juntas. Houve um

esmagamento", justificou Prasetyo. Ele acrescentou que os portões eram de responsabilidade dos organizadores da partida.

 

Os responsáveis por investigar o caso haviam removido um chefe de polícia e nove oficiais por responsabilidade no disparo do gás lacrimogêneo. Outros 18 oficiais estão sendo avaliados.

De acordo com regras da  e da Confederação Asiática de Futebol, saídas dos estádios devem estar desbloqueadas o tempo todo durante um jogo por segurança. Apesar de a polícia jogar a culpa nos organizadores e alegar que os portões estavam abertos, torcedores presentes no jogo e que conseguiram deixar o estádio dizem o contrário e culpam a tragédia pelo fato de as entradas estarem trancadas.

"As pessoas tentaram se salvar depois que o gás lacrimogêneo foi disparado. Meu grupo foi separado", disse Prasetyo Pujiono, um agricultor de 32 anos de

 

Malang, que assistiu à partida com amigos perto do Portão 13. "As pessoas não podiam ficar mais dentro do estádio. Queríamos escapar, mas o portão estava fechado. É por isso que a maioria das pessoas morria quando era pisoteada ou

Sufocada. Eu me lembro que eles estavam gritando que não podiam respiram e seus olhos doíam."

Centenas de torcedores do Arema e moradores de Malang estão homenageando as vítimas nos portões 12 e 13 desde o início da semana. Além de orações, pétalas de rosas, buquês de flores e vários lenços Arema foram espalhados pelo local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Meio Ambiente
Falta de navegabilidade já impacta atuação de combate ao fogo no Pantanal
Programação
Arraial do Banho de São João em Ladário acontece de 20 a 23 de junho
Estado
Aprovados no concurso público da Saúde de MS são convocados para posse
Incêndios
Reunião entre Governo do estado e MMS alinham ações para ampliar atuação no Pantanal
Queimada
Fogo cresce na região do Bracinho e brigada da Apa Baía Negra fica sob alerta
Emprego e Renda
Vereador sugere estrutura para transformar terminal em um centro comercial
Maus Tratos
Civil resgata cães abandonados em imóvel fechado no bairro Guatós
Arraial
Termina hoje inscrição para Concurso de Quadrilhas; Andores e Miniandores prazo é amanhã
Ladário
Incêndio atinge região da Apa Baía Negra
Confira
Banho de São João faz mudanças no trânsito de Corumbá

Mais Lidas

Bombeiros
Plantão registra cinco enxames de abelhas e três incêndios em terrenos baldios
Queimadas
Fogo destrói ponte de madeira na Estrada Parque
Queimada
Fogo cresce na região do Bracinho e brigada da Apa Baía Negra fica sob alerta
Dsdobramentos
Prefeitura divulga resultado preliminar da avaliação psicológica do Concurso da Guarda Municipal