Menu
terça, 21 de maio de 2024
Câmara de Corumbá - Maio Laranja 2024
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Trabalhadores de Corumbá são capacitados para assentar lajotas

06 fevereiro 2016 - 12h36Assessoria
O Senai de Corumbá, em parceria com a Prefeitura Municipal, iniciou o curso de calceteiro para a formação de trabalhadores especializados em técnicas de fabricação e assentamento de lajotas. As aulas teóricas estão sendo realizadas no auditório da Praça Céu e, ao todo, são 20 alunos. A capacitação faz parte do projeto “Se Essa Rua Fosse Minha”, criado para urbanizar os bairros da cidade, além da geração de renda e capacitação do trabalhador. O gerente do Senai de Corumbá, Marcelo Zinsly, explica que os alunos passam por capacitação teórica dada por técnicos, sendo ainda submetidos a três meses de estágio prático, recebendo uma bolsa auxílio durante esse período. “O curso é realizado no período matutino e vespertino, com duração de um mês, abordando segurança do trabalho, meio ambiente e técnicas de fabricação e assentamento de lajotas”, ressaltou Marcelo Zinsly. O prefeito de Corumbá, Paulo Duarte, reforçou que o ano se inicia com mais benefícios para a população corumbaense. “Um deles é justamente este programa de pavimentação em lajotas sextavadas que, além de urbanizar as alamedas da cidade, está também qualificando pessoas”, disse. “Somente este grupo que inicia o curso ministrado pelo Senai, vai atuar diretamente em duas alamedas da Popular Nova e em uma localizada no centro da cidade”, continuou Paulo Duarte.A camareira Terezinha Esquer e Souza, 55 anos, é uma das responsáveis pela pavimentação das alamedas e espera com o curso quero aprender mais e trabalhar em equipe. “Acho importante aprender a questão da segurança do trabalho que vale para qualquer profissão, assim como após o curso ter mais uma oportunidade de emprego”, comentou. Elizete Bibiano, 34 anos, moradora no Conjunto Jardinzinho, na Popular Nova, é uma das alunas e o fato de aprender uma profissão que vai trabalhar com material pesado não a intimida. “É uma oportunidade de aprender e a gente precisa de renda. Não tem essa de que lugar de mulher é em casa. Mulher tem que aprender tudo, direitos iguais. E não é um trabalho pesado, só para homem. Além do mais, tenho filhos para criar e esta é uma oportunidade”, disse.            

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar
Destaque
Músico sul-mato-grossense é selecionado para intercâmbio na Orquestra Sinfônica Brasileira
Em pauta
Piso salarial e jornada de trabalho dos profissionais da enfermagem são discutidos na Câmara
Desdobramentos
Presidente da Federação é preso após quase 28 anos no comando do futebol em MS
Educação
Apresentações culturais e palestra marcam abertura da Semana do Brincar em Corumbá
Desdobramentos
Sobe para 161 número de mortes por chuvas no Rio Grande do Sul
Desdobramentos
Fornecedora de uniforme de times de MS está entre alvos em operação do Gaeco
Centro da Cidade
Vereador pede providências para recuperação da iluminação do Jardim da Independência
Gaeco
Operação apura desvio de R$ 6 milhões e 1.200 saques para driblar fiscalização no Futebol
Investigação
Padre de MS é denunciado por relacionar bruxaria e satanismo à tragédia no RS

Mais Lidas

Ia para São Paulo
Passageiro é preso no aeroporto de Corumbá com 125 cápsulas de cocaína no estômago
Manifestação
Setor de transporte protesta por falta de combustível e ameaça fechar a fronteira
Assistência Social
Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 2
Oportunidade
MS abre semana com 4,1 mil vagas de emprego em diferentes setores