Menu
terça, 21 de maio de 2024
Câmara de Corumbá - Maio Laranja 2024
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Terremoto matou mais de 20 pessoas no Japão

16 abril 2016 - 09h42G1
O terremoto de magnitude 7,3 que sacudiu o sudoeste do Japão na madrugada deste sábado (15) deixou pelo menos 25 mortos e mil feridos, em uma região onde um dia antes outro potente tremor matou nove pessoas. O último terremoto ocorreu à 1h25 (horário local, 13h25 da sexta-feira, 15, em Brasília) na cidade de Kumamoto, no litoral ocidental da ilha de Kyushu, e seu hipocentro foi localizado a cerca de 10 km de profundidade. Na cidade de Aso o tremor atingiu o nível seis na escala japonesa (que tem no máximo sete), que se centra mais nas áreas afetadas que na intensidade do tremor. Treze pessoas morreram por enquanto como consequência do último terremoto e mais de 1.000 estão recebendo tratamento médico por causa de ferimentos, informou a rede de televisão japonesa "NHK". O tremor causou em Aso o desmoronamento de mais de 50 casas onde ficaram presos alguns de seus moradores, disse o porta-voz do governo, Yoshihide Suga, após uma reunião de emergência. A agência "Kyodo" afirmou que 11 pessoas estão presas em vários lugares como consequência dos deslizamentos de terra. Mais de 27 mil pessoas foram retiradas de suas casas e os cortes de energia elétrica e gás afetaram cerca de 180 mil lares em toda a cidade de Kumamoto, onde também foram cancelados os voos e viagens de trens bala.   Alerta de tsunami A Agência Meteorológica do Japão (JMA, na sigla em inglês) descartou o alerta de tsunami por causa do terremoto, enquanto a empresa que opera a usina nuclear de Sendai, que fica a cerca de 120 km ao sul do epicentro e que é a única atualmente operacional no país, informou que ela continua funcionando sem problemas. Desde o momento do terremoto até as 8h (20h da sexta em Brasília) aconteceram 25 réplicas, segundo a JMA, que alertou sobre a possibilidade de que aconteçam novos tremores, inclusive alguns de elevada intensidade. Uma das réplicas atingiu magnitude 5,4, segundo a imprensa local. Um primeiro terremoto ocorrido na quinta (14) causou, além dos nove mortos, 1.126 feridos em 13 municípios e 44.400 pessoas foram evacuadas, das quais 16 mil procedentes de 18 localidades ainda permanecem fora de suas casas, segundo os dados mais recentes divulgados pelas autoridades japonesas. O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, cancelou a viagem que tinha previsto para a região castigada pelo terremoto para visitar alguns dos afetados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar
Destaque
Músico sul-mato-grossense é selecionado para intercâmbio na Orquestra Sinfônica Brasileira
Em pauta
Piso salarial e jornada de trabalho dos profissionais da enfermagem são discutidos na Câmara
Desdobramentos
Presidente da Federação é preso após quase 28 anos no comando do futebol em MS
Educação
Apresentações culturais e palestra marcam abertura da Semana do Brincar em Corumbá
Desdobramentos
Sobe para 161 número de mortes por chuvas no Rio Grande do Sul
Desdobramentos
Fornecedora de uniforme de times de MS está entre alvos em operação do Gaeco
Centro da Cidade
Vereador pede providências para recuperação da iluminação do Jardim da Independência
Gaeco
Operação apura desvio de R$ 6 milhões e 1.200 saques para driblar fiscalização no Futebol
Investigação
Padre de MS é denunciado por relacionar bruxaria e satanismo à tragédia no RS

Mais Lidas

Ia para São Paulo
Passageiro é preso no aeroporto de Corumbá com 125 cápsulas de cocaína no estômago
Manifestação
Setor de transporte protesta por falta de combustível e ameaça fechar a fronteira
Assistência Social
Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 2
Oportunidade
MS abre semana com 4,1 mil vagas de emprego em diferentes setores