Menu
domingo, 17 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

Terceira dose em idosos e profissionais de saúde começa na sexta-feira

25 agosto 2021 - 12h44Correio do Estado

A aplicação da terceira dose de vacinas contra a Covid-19 deverá começar nesta sexta-feira (27), em idosos e profissionais de Saúde de Mato Grosso do Sul. 

A afirmação foi feita pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, durante live nesta quarta-feira (24). 

Inicialmente, serão vacinados idosos com 80 anos ou mais e profissionais de saúde da linha de frente, que foram os primeiros grupos a serem imunizados, no início da campanha. 

Conforme Resende, uma reunião será realizada ainda hoje para definir o processo de vacinação já com as novas remessas de vacina que irão chegar ao Estado. 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que a dose de reforço deveria começar em setembro, pois a prioridade é avançar na segunda dose. 

No entanto, Resende afirma que Mato Grosso do Sul deve iniciar o reforço na imunização antes. 

“O Ministério da Saúde está apontando para dia 15 de setembro, mas MS está bastante avançado, já terminamos em todos os municípios a vacinação das pessoas acima de 18 anos”, disse. 

Conforme o secretário, nova remessa de vacinas chega amanhã e o processo já será iniciado na sexta. 

O objetivo é aplicar a dose de reforço em todos os idosos acima de 60 anos e profissionais de saúde da linha de frente, mas haverá um calendário, assim como houve para primeira e segunda doses. 

“O quantitativo não vai dar para fazer todos eles ao mesmo tempo, então idosos a partir de 80 anos e profissionais de saúde, precisamos ter completado o ciclo vacinal há seis meses, ou seja os que tomaram as duas doses até o dia 31 de março deste ano”, explicou Resende. 

Resende voltou a afirmar que há estudos que demonstram que, a partir do sexto mês de imunização, o grau de imunidade tem decaído, principalmente nas pessoas mais velhas. 

Como dito anteriormente, a terceira dose será de vacina diferente das primeiras, ou seja, quem foi imunizado com Coronavac receberá Pfizer, quem tomou Pfizer receberá Coronavac, e assim por diante.  

Para idosos acima de 65 anos, não é recomendada a aplicação de AstraZeneca. 

De acordo com o presidente do Conselho de Secretarios Municipais de Saúde (Cosems), Rogério Leite, reunião da Comissão Intergestores Bipartite foi realizada na manhã desta quarta e todos optaram por iniciar o reforço da imunização ainda em agosto. 

A previsão da Secretaria de Saúde era começar essa vacinação em setembro. No entanto, haverá a antecipação e a vacinação irá avançar gradativamente, por faixa etária. 

“Ela [terceira dose] trará uma maior segurança para a população e para os profissionais de saúde, já que as altas taxas de transmissão estão diretamente relacionadas ao surgimento de novas variantes. Quanto mais o vírus se multiplica, mais variantes surgem", disse Rogério Leite. 

"A terceira dose visa reduzir ainda mais a sobrecarga potencial com uma onda Delta que certamente virá nos próximos meses ou semanas”, complementou. 

 Nesta quinta-feira (26), Mato Grosso do Sul deve receber 74.690 doses de vacina, entre Pfizer e Coronavac. 

Este quantitativo será dividido para os 79 municípios, para então, iniciar o processo da aplicação da terceira dose em idosos e profissionais de saúde que completaram o ciclo vacinal há seis meses. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Inédito
Tempestade de areia: Energisa recebeu 4 mil chamados em Campo Grande
Dia Mundial da Alimentação
Em MS, 69% da população está com excesso de peso e 36% com obesidade
Ensino Superior
UEMS investe mais de R$ 13 milhões em bolsas e auxílios para estudantes
Transporte
Expresso Queiroz tem autorização suspensa por incapacidade de atender passageiro
Defesa Civil
Tempestade de poeira e vendaval causaram estragos em pelo menos sete nos municípios
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá
Previsão Meteorológica
Tempo continua fechado com chance de mais chuva para grande parte do Estado
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas

Mais Lidas

Tragédia
Médico do interior de SP é um dos sobreviventes de barco que naufragou; quatro parentes morreram
Tragédia
Naufrágio no rio Paraguai deixou sete pessoas desaparecidas
Atualizações
Dois dos corpos encontrados no rio Paraguai são identificados
Cidade em alerta
Ventos de 64 km/h destelharam 20 casas em Corumbá