Menu
sábado, 24 de fevereiro de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Geral

Sindicato dos Caminhoneiros anuncia o fim da greve em MS

30 maio 2018 - 11h08Midiamax

Mesmo com muitos caminhoneiros ainda mobilizados nos pontos de concentração, o Sindicam-MS (Sindicato dos Caminhoneiros de Mato Grosso do Sul) anunciou oficialmente o fim da greve da categoria em Mato Grosso do Sul. O presidente do sindicato, Roberto Sinai, diz que a categoria se reuniu e decidiu acatar a proposta do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), de negociar redução no ICMS somente após o fim da greve.

A proposta feita pelo Governo Estadual de redução da alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do diesel de 17% para 12% foi bem vista pelos sindicalizados, e os caminhoneiros concordaram em voltar ao trabalho nesta quarta-feira (30), segundo Sinai.

Em Mato Grosso do Sul, o movimento dos caminhoneiros é dividido. Enquanto o sindicato envolve empresas transportadoras e funcionários, também há um movimento de trabalhadores autônomos. Entre os caminhoneiros autônomos, a posição era de desconfiança frente à proposta do Governo de MS e a categoria iria discutir o fim da greve na manhã desta quarta-feira (30), no posto Caravaggio.

Mesmo assim, de acordo com o presidente do Sindicam-MS, a proposta foi aceita entre as transportadoras e funcionários, que acreditam no cumprimento da oferta feita pelo governador. “Foi uma reunião com diversos segmentos da sociedade, o governo vai cumprir. Existe uma seriedade por parte do Governo do Estado. Todos foram convidados, tinha muitos representantes da categoria que compareceram”, diz Sinai.

A princípio, as reivindicações incluíam a redução do valor dos combustíveis em 30%, mas mesmo que todos os pedidos não tenham sido atendidos, o presidente do sindicato afirma que o balanço da greve é positivo. “Ficou bem clara a força da categoria, isso é muito positivo. Além disso, conseguimos a redução do ICMS de 17% para 12%, além de 30% dos fretes da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) e 10% de redução no preço do diesel pela Petrobras”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Até 9h de amanhã
Corumbá e mais 23 cidades de MS estão sob alerta de chuvas intensas
Na entrada
Perícia estima que morte de homem encontrado em mata na cidade tenha ocorrido há 4 dias
Dados IBGE
Em 12 anos, quase 60 mil pessoas trocaram casa por apartamentos em MS
Nota Oficial
APAE de Campo Grande divulga nota de esclarecimento sobre bolsas coletoras
Pesquisa
UFMS apresenta Plano de Desenvolvimento e Integração da Faixa de Fronteira à Sudeco
Cursos
Academia de Música Manoel Florêncio abre inscrições para 127 vagas
Um menor
Operação resgata 20 trabalhadores sob condições de escravidão em fazenda de limão
Vindo do RJ
Boliviano de 21 anos é detido com 35 celulares sem nota fiscal
Convênio
Pacientes bolivianos em tratamento oncológico em Corumbá terão 75% de desconto na Andorinha
Protesto
Religiosos pedem retratação à site da capital por desrespeito à Iemanjá

Mais Lidas

Protesto
Religiosos pedem retratação à site da capital por desrespeito à Iemanjá
Na entrada
Perícia estima que morte de homem encontrado em mata na cidade tenha ocorrido há 4 dias
Oportunidade
Concurso da Caixa tem 3 vagas para Corumbá com salário de R$ 3,7 mil
Vindo do RJ
Boliviano de 21 anos é detido com 35 celulares sem nota fiscal