Menu
quinta, 06 de maio de 2021
Governo - O Estado que cresce - Maio
Geral

Senai forma 3ª turma de haitianos em curso de pintura

23 julho 2018 - 10h22Kamilla Marques

A Escola Senai da Construção e a Plaenge promovem, nesta terça-feira (24/07), às 19 horas, a cerimônia de formatura da 3ª turma composta por trabalhadores haitianos no curso gratuito de pintor. A realização da qualificação profissional é uma parceria da construtora com o Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso do Sul (MPT-MS), sendo que as três últimas edições ficaram a cargo da Escola Senai da Construção.  

Com o objetivo principal de formar mão de obra qualificada para atuar no ramo da construção civil, as aulas abrangeram técnicas de pintura predial, integração social e normas de saúde, segurança e higiene no trabalho. Os cursos foram realizados entre outubro de 2017 e julho de 2018 e teve como prioridade a capacitação da comunidade haitiana, que se concentra nos bairros Vila Progresso e Rita Vieira, em Campo Grande (MS).

“A maioria dos haitianos que vieram para Mato Grosso do Sul fica em Campo Grande à procura de emprego, mas a falta de qualificação profissional e de domínio do idioma dificulta o acesso ao mercado de trabalho. Por isso, o grande impasse é realmente não ter a prática do trabalho e eles têm de ser preparados. É nessa parte que a Escola Senai da Construção entrou, oferecendo cursos que possam qualificar essa mão de obra formada por refugiados do Haiti”, explicou o gerente da Escola Senai da Construção, Roger Benites.

Acompanhados por Junel Ilora, que é tradutor e representante da comunidade haitiana em Campo Grande, os alunos conseguem ter uma expectativa maior de inserção no mercado de trabalho. “O curso contribuiu muito na integração deles ao mercado de trabalho e também levou esperança de um futuro melhor. Ele combate o fluxo de desemprego entre nós da comunidade haitiana aqui na capital. Isso ajuda a esquecer os traumas do terremoto do Haiti em janeiro de 2010”, comentou Junel Ilora. 

Alguns dos alunos já conseguiram se colocar no mercado. “Para a nossa empresa é uma honra poder colaborar com a comunidade haitiana, e não posso deixar de agradecer a parceria fundamental neste processo de implantação que foi do Ministério Público, na figura de Cícero Rufino Pereira. Os treinamentos foram todos alinhados com as demandas atuais do setor”, frisou o gerente-regional da Plaenge, Luiz Octávio Pinho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
MS recebe 50,5 mil doses da Astrazeneca do Ministério da Saúde
GERAL
PMA de Corumbá recebe doação de viatura da Vale para uso na fiscalização no Pantanal
SAÚDE
Prefeitura leva atendimento médico de rotina para o Porto Esperança
POLICIAL
Jovem é preso com 483 unidades de maconha no Cristo Redentor
POLICIAL
PMA apreende mais três tigres d'água em chácara
COVID-19
Vereador reforça necessidade de imunizar trabalhadores do CAC contra a Covid
ECONOMIA
Trabalhadores nascidos em maio podem sacar auxílio emergencial
POLICIAL
PRF apreende mais de 1,5 tonelada de maconha em MS
CIDADE
Vereador solicita informações sobre estágio de projeto de reforma do antigo mercadão
SEMANA NACIONAL DAS COMUNICAÇÕES
Wi-Fi Brasil leva internet a mais de 13 mil pontos remotos do país

Mais Lidas

POLICIAL
Assaltante é preso em flagrante no bairro Popular Velha
CONTRABANDO
PRF apreende carga com prata na BR 262 avaliada em 2 milhões de reais
EDUCAÇÃO
Senac oferece desconto de 30% em cursos EAD em diversas áreas
APOIO A SAÚDE
Vale inicia nova parceria na região com o projeto Ciclo de Saúde Pantanal