Menu
terça, 05 de março de 2024
Fipec 2024
Fipec 2024
Geral

Senai forma 3ª turma de haitianos em curso de pintura

23 julho 2018 - 10h22Kamilla Marques

A Escola Senai da Construção e a Plaenge promovem, nesta terça-feira (24/07), às 19 horas, a cerimônia de formatura da 3ª turma composta por trabalhadores haitianos no curso gratuito de pintor. A realização da qualificação profissional é uma parceria da construtora com o Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso do Sul (MPT-MS), sendo que as três últimas edições ficaram a cargo da Escola Senai da Construção.  

Com o objetivo principal de formar mão de obra qualificada para atuar no ramo da construção civil, as aulas abrangeram técnicas de pintura predial, integração social e normas de saúde, segurança e higiene no trabalho. Os cursos foram realizados entre outubro de 2017 e julho de 2018 e teve como prioridade a capacitação da comunidade haitiana, que se concentra nos bairros Vila Progresso e Rita Vieira, em Campo Grande (MS).

“A maioria dos haitianos que vieram para Mato Grosso do Sul fica em Campo Grande à procura de emprego, mas a falta de qualificação profissional e de domínio do idioma dificulta o acesso ao mercado de trabalho. Por isso, o grande impasse é realmente não ter a prática do trabalho e eles têm de ser preparados. É nessa parte que a Escola Senai da Construção entrou, oferecendo cursos que possam qualificar essa mão de obra formada por refugiados do Haiti”, explicou o gerente da Escola Senai da Construção, Roger Benites.

Acompanhados por Junel Ilora, que é tradutor e representante da comunidade haitiana em Campo Grande, os alunos conseguem ter uma expectativa maior de inserção no mercado de trabalho. “O curso contribuiu muito na integração deles ao mercado de trabalho e também levou esperança de um futuro melhor. Ele combate o fluxo de desemprego entre nós da comunidade haitiana aqui na capital. Isso ajuda a esquecer os traumas do terremoto do Haiti em janeiro de 2010”, comentou Junel Ilora. 

Alguns dos alunos já conseguiram se colocar no mercado. “Para a nossa empresa é uma honra poder colaborar com a comunidade haitiana, e não posso deixar de agradecer a parceria fundamental neste processo de implantação que foi do Ministério Público, na figura de Cícero Rufino Pereira. Os treinamentos foram todos alinhados com as demandas atuais do setor”, frisou o gerente-regional da Plaenge, Luiz Octávio Pinho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde Pública
Vereadora busca informações sobre exames do pré-natal na Saúde Pública
Destaque
Pesquisa mostra que diferença salarial entre mulheres e homens caiu
Aposta
Mega-Sena sorteia nesta terça-feira prêmio acumulado em R$ 205 milhões
Escalonamento
Governo de MS propõe indicadores de produção para aumentar salário de agentes de saúde
Boas Vindas
Moinho Cultural retoma atividades com 120 novos alunos
Bacia Paraguai
PMA aplica mais de R$ 53 mil em multas no primeiro final de semana de pesca aberta
Apresentação
Jiboia resgatada de circo é a embaixadora ambiental do Bioparque Pantanal
Tráfico de Drogas
Escaneamento identifica pasta base dentro de compressor
Tempo
Com temperaturas mais amenas, terça-feira tem tempo instável e probabilidade de chuvas
Corumbá tem mínima de 26°C e máxima de 31°C
Oportunidades
Qualifica Ladário divulga lista com os inscritos para as turmas 2024

Mais Lidas

Em Corumbá
Homem é preso acusado de abusar da sobrinha de 12 anos
Na BR 262
Boliviano é preso com 2kg de maconha em fundo falso de mala
Até dia 11
Processo Seletivo da UEMS tem 51 cursos de graduação com inscrições abertas
Ecoturismo
Baixa temporada em pleno verão em Bonito e Serra da Bodoquena tem tarifário reduzido