Menu
quarta, 24 de fevereiro de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Senai forma 3ª turma de haitianos em curso de pintura

23 julho 2018 - 10h22Kamilla Marques

A Escola Senai da Construção e a Plaenge promovem, nesta terça-feira (24/07), às 19 horas, a cerimônia de formatura da 3ª turma composta por trabalhadores haitianos no curso gratuito de pintor. A realização da qualificação profissional é uma parceria da construtora com o Ministério Público do Trabalho de Mato Grosso do Sul (MPT-MS), sendo que as três últimas edições ficaram a cargo da Escola Senai da Construção.  

Com o objetivo principal de formar mão de obra qualificada para atuar no ramo da construção civil, as aulas abrangeram técnicas de pintura predial, integração social e normas de saúde, segurança e higiene no trabalho. Os cursos foram realizados entre outubro de 2017 e julho de 2018 e teve como prioridade a capacitação da comunidade haitiana, que se concentra nos bairros Vila Progresso e Rita Vieira, em Campo Grande (MS).

“A maioria dos haitianos que vieram para Mato Grosso do Sul fica em Campo Grande à procura de emprego, mas a falta de qualificação profissional e de domínio do idioma dificulta o acesso ao mercado de trabalho. Por isso, o grande impasse é realmente não ter a prática do trabalho e eles têm de ser preparados. É nessa parte que a Escola Senai da Construção entrou, oferecendo cursos que possam qualificar essa mão de obra formada por refugiados do Haiti”, explicou o gerente da Escola Senai da Construção, Roger Benites.

Acompanhados por Junel Ilora, que é tradutor e representante da comunidade haitiana em Campo Grande, os alunos conseguem ter uma expectativa maior de inserção no mercado de trabalho. “O curso contribuiu muito na integração deles ao mercado de trabalho e também levou esperança de um futuro melhor. Ele combate o fluxo de desemprego entre nós da comunidade haitiana aqui na capital. Isso ajuda a esquecer os traumas do terremoto do Haiti em janeiro de 2010”, comentou Junel Ilora. 

Alguns dos alunos já conseguiram se colocar no mercado. “Para a nossa empresa é uma honra poder colaborar com a comunidade haitiana, e não posso deixar de agradecer a parceria fundamental neste processo de implantação que foi do Ministério Público, na figura de Cícero Rufino Pereira. Os treinamentos foram todos alinhados com as demandas atuais do setor”, frisou o gerente-regional da Plaenge, Luiz Octávio Pinho.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Em apenas 24 horas, MS registra mais de mil novos casos de coronavírus
EDUCAÇÃO
Aulas nas escolas da REME de Corumbá começam em 1° de março com atividades não presenciais
NA PARTE ALTA
Na Câmara, vereador solicita recuperação de rua danificada pelas chuvas
POLICIAL
Caminhão de fundo falso é apreendido com 600 kg de maconha
POLICIAL
PRF apreende carro roubado na BR 262 e motorista foge
POLICIAL
Em Mato Grosso do Sul PRF apreende 430 Kg de maconha
EDUCAÇÃO
Prouni: prazo para confirmação de informações e matrícula termina hoje
SAÚDE
Corumbá conta com novo método de prevenção à infecção pelo HIV
SAÚDE
Mais médico dentro do Pronto Socorro é pedido de vereador
SAÚDE
Ministério da Saúde envia 300 mil agulhas e seringas à MS

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRÂNSITO
Acidente deixa jovem ferido e condutor de carro boliviano foge do local
APREENSÃO
Ônibus é apreendido por irregularidades e descumprir normas de decreto municipal
ACIDENTE NA BR 262
Jovem fica ferido após ser arremessado por veículos na BR 262
IPVA
Contribuintes que perderam o prazo do pagamento do IPVA ainda podem se regularizar