Menu
sexta, 23 de fevereiro de 2024
Geral

Semagro orienta pequenos empresários sobre prazo do Refis de dívidas federais

01 maio 2018 - 08h30Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Já está vigorando desde 9 de abril a Lei Complementar 162/2018 que institui o Programa Especial de Regularização Tributária das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte optantes pelo Simples Nacional (Pert-SN). O secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, orienta os empresários que estão inadimplentes com o Simples Nacional para que fiquem atentos ao prazo e não percam essa oportunidade de regularizar a situação fiscal.

“Com a renegociação das dívidas a empresa volta a ter acesso a financiamentos, tanto do Governo Federal quanto do Estado. Isso é importante para a empresa se manter no Simples Nacional, e recuperar a capacidade de crescimento com acesso aos programas de financiamento”, pontuou. O prazo para solicitar a renegociação das dívidas vai até início de julho e o empresário ou seu contador podem fazer diretamente no site do Simples Nacional.

Em todo o País, conforme estimativa do Sebrae, cerca de 600 mil empresas serão beneficiadas. Em Mato Grosso do Sul o número de inadimplentes com o Simples Nacional pode chegar a 10 mil, segundo cálculo do analista técnico do Sebrae-MS, Julio Cesar da Silva, levando em consideração o percentual nacional de devedores, que é de 20% do total. O Estado tem 52.103 empresas no cadastro do Simples Nacional.

A lei traz vantagens e condições especiais para os micros e pequenos empresários, inclusive, os que já foram excluídos do Simples Nacional devido à inadimplência. As empresas devem pagar 5% do valor da dívida consolidada, sem reduções, em até cinco parcelas mensais e sucessivas, sendo que o restante poderá ser parcelado com descontos de 100% dos encargos legais e honorários advocatícios, em até 175 prestações mensais que serão acrescidas da taxa Selic e de 1% relativo ao mês de pagamento.

Se optar pelo pagamento integral do restante da dívida, a redução será de 90% dos juros de mora e de 70% das multas. Caso seja em até 145 meses, a diminuição do débito será de 80% dos juros de mora e de 50% das multas. Mas se preferir um prazo maior, de 175 meses, o abatimento é de 50% dos juros de mora e de 25% das multas.

O valor da prestação não pode ser menor que R$ 300,00, com exceção do Micro Empreendedor Individual (MEI), cujo valor mínimo será fixado pelo Conselho Gestor do Simples Nacional. O Sebrae oferece orientação aos micros e pequenos empresários que tenham dúvidas ou dificuldades de acessar o site do Simples Nacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Imunização
Vacinação contra dengue começa neste sábado (24) em Corumbá
Recuperação
Mineração retoma crescimento em MS com R$ 275,9 milhões de taxas de compensação em quatro anos
Variedades
Veja quais são as 5 seleções mais vitoriosas do futebol europeu
Oportunidade
Concurso da Caixa tem 3 vagas para Corumbá com salário de R$ 3,7 mil
Negociação
TJMS lança campanha de combate ao superendividamento nesta sexta-feira (23)
Destaque
Formação do Conselho de Pesca de MS é publicada no Diário Oficial
20 mil litros
Dois homens são presos por contrabando de combustível em Corumbá
Partidas Dobradas
Operação conjunta apura entrada ilegal de produtos estrangeiros pela fronteira de MS
Pagamento Especial
Bolsa Família antecipa pagamento para municípios do RS e ES
Leão
Receita abre consulta a lote residual do Imposto de Renda

Mais Lidas

Plantão
Pessoa é encontrada morta em casa do Popular Velha
Oportunidade
Concurso da Caixa tem 3 vagas para Corumbá com salário de R$ 3,7 mil
Você viu?
Bailarinos de Corumbá se apresentaram no palco do Caldeirão com Mion
Incentivo
Academia de Jiu Jitsu mobiliza doações para participação de 25 atletas em campeonato