Menu
quinta, 28 de janeiro de 2021
Andorinha Fevereiro
Andorinha Fevereiro
Geral

Sem lei, fiscalização cria código de conduta para tolerar carona amiga

14 maio 2018 - 13h21Campo Grande News

No Facebook, um grupo com mais de 9 mil membros tem objetivo específico: oferecer viagem em carro particular entre Campo Grande e Corumbá. Para percorrer os 419 quilômetros entre as duas cidades, os valores das passagens de ônibus vão de R$ 99 a R$ 169; na modalidade carona, a distância é percorrida ao custo médio de R$ 70.

Sem lei, a fiscalização tem um código de conduta para separar a carona amiga da lotação, que é transporte irregular de passageiros. “Isso é uma coisa nova que vem acontecendo no País. O transporte entre as cidades por operadores não cadastrados. Uma situação que está em estudo para ver o que vai ser permitido”, afirma o diretor de Transporte da Agepan (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos), Ayrton Rodrigues.

Por enquanto, a linha divisória entre o permitido e punível com multa e apreensão é a necessidade da viagem. Ou seja, na carona solidária, a pessoa realizaria a viagem de qualquer maneira.

“Se o motorista que estiver operando o serviço faz simplesmente para ter ganho financeiro, se é um modo de vida, ele não pode realizar a viagem sob pena de multa e apreensão. Mas se o motorista faria a viagem necessariamente, tem uma motivação no destino que não seja transportar pessoas, isso está sendo tolerado”, diz Ayrton.

No quesito segurança, a Agepan alerta que o viajante não compra uma passagem, o que, no trasporte tradicional, assegura direitos. “Não tem nenhuma garantia em caso de cancelamento ou mesmo de acidente. Não tem a cobertura padrão. Além do DPVAT, tem o seguro que as empresas de ônibus pagam. Também não tem a garantia da habilitação do motorista, da manutenção mecânica do veículo", diz. Fiscalização no começo do mês fez flagrantes de particulares na linha de transporte intermunicipal entre Ribas do Rio Pardo e Campo Grande, na BR-262. Quatro carros particulares foram autuados e multados pela ‘lotação’. Um deles foi apreendido.

Me ajuda, que te ajudo - “É uma forma alternativa do caroneiro ajudar o carona e do carona ajudar o caroneiro”, afirma Júnior Marinho, que abriu o primeiro grupo de carona em Mato Grosso do Sul no ano de 2009.

destinos mais procurados são de Campo Grande a Corumbá e de Campo Grande a Dourados. Para a primeira cidade, o valor médio é de R$ 70 e muitos “caroneiros” vão visitar familiares. Para Dourados, o maior público é de estudantes, que, na média, ajudam com valores entre R$ 30 e R$ 40 para o combustível.

Sobre a segurança, ele afirma que o grupo é como um controle externo. Ou seja, qualquer problema é noticiado pelo usuário na rede social. “ Mas nunca tive problema com passageiros. As caronas são mais para pessoas que precisam viajar, que vão a trabalho. Nesses nove anos, nunca tive problema”, afirma.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRANSPORTE ILEGAL
ANTT emite nota a pedido do MPF e diz que operação da Buser é ilegal e passível de penalização
PROMOÇÃO DE PASSAGENS
Andorinha disponibiliza passagens promocionais a R$59,90
ASSISTÊNCIA SOCIAL
Povo das Águas atende ribeirinhos da região do Taquari a partir do dia 30
CONSUMIDOR
Anatel divulga balanço de reclamações em 2020
EDUCAÇÃO
IFMS divulga lista de inscritos para cursos de idiomas em andamento
Candidatos com a inscrição homologada deverão fazer testes de nivelamento de Espanhol, Inglês e Libras. Provas online serão aplicadas entre 1º e 9 de fevereiro
COVID-19
Mato Grosso do Sul registra 582 novos casos de Covid e 9 óbitos
COVID-19
Mais de 1200 pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19 em Corumbá
CULTURA
Prefeitura disponibiliza, na quinta-feira, espetáculo "Conectados" na internet
GERAL
MS participa da 3ª edição de maratona mundial de criação de games
ECONOMIA
Nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Mais Lidas

PROMOÇÃO DE PASSAGENS
Andorinha disponibiliza passagens promocionais a R$59,90
POLICIAL
Passageiro de ônibus é preso com grande quantia de dinheiro em mala
COVID-19
Mato Grosso do Sul registra 582 novos casos de Covid e 9 óbitos
COVID-19
Mais de 1200 pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19 em Corumbá