Menu
sexta, 05 de março de 2021
Geral

Mais quatro casos de H1N1 confirmados em Corumbá; doses da vacina acabaram nesta manhã

20 maio 2016 - 09h44Gesiane Medeiros
  Os já preocupantes dois casos confirmados da doença H1N1 em Corumbá, aumentaram para seis com a chegada de exames na tarde desta quinta-feira (19). Segundo o setor de Vigilância em Saúde do município, o caso da gestante de 23 anos, confirmado em 6 de maio, resultou em mais três, já que seus dois filhos, e marido, que aguardavam resultados, tiveram a desconfiança confirmada com o exame. A gestante estava internada na Santa Casa e já recebeu alta, o marido e as crianças estão em tratamento e passam bem. A sexta confirmação da doença é de uma moradora do bairro Nova Corumbá, parte alta da cidade. As pouco mais de 600 doses que ainda estavam disponíveis em seis unidades de saúde do município, acabaram logo no início da manhã, por volta das 9h30. O último relatório divulgado pela assessoria de comunicação da prefeitura de Corumbá, indicava que até ontem (19) mais de 70% da meta já havia sido cumprida, sendo crianças (62,80%), gestantes (61,42%), idosos (80,16%) e indígenas (14,29%). Para os indígenas especificamente, uma quantidade foi reservada para ser aplicada em visita de equipes da prefeitura que visitará as aldeias na próxima semana. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, os números estão sendo contabilizados e serão divulgados em breve, mas acredita-se que a meta estabelecida pelo Ministério da saúde tenha sido cumprida, a meta de Corumbá era de imunizar pelo menos 80% das 24.501 pessoas determinadas pelo órgão federal, porém as pessoas com comorbidades, doenças crônicas não contagiosas, superaram as expectativas e compareceram além da estimativa de 1.525 pessoas. Ao todo, 4.258 portadores de doenças como diabetes, obesos, transplantados entre outros foram imunizados.

Prevenção

Adotar hábitos simples de higiene – como lavar as mãos frequentemente, não compartilhar objetos pessoais se estiver com sintomas de gripe e cobrir boca e nariz com lenço descartável ao tossir e espirar – é um modo eficaz de prevenir gripes e resfriados. Usar água e sabão para lavar as mãos e limpar os ambientes é uma forma barata e eficaz de prevenção e deve ser adotada por toda a população. Lugares úmidos e frios favorecem a multiplicação do vírus. Por isso, manter os ambientes ventilados e iluminados com luz solar também ajuda na prevenção.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLETIM COVID
O mês começa com média de 6 mortes por Covid a cada 24 horas
SAÚDE
MS é o estado que mais aplicou as duas doses da vacina contra a Covid-19
GERAL
Ministério Público denuncia servidores de Ladário por corrupção passiva
GERAL
Bombeiros continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás
CONSUMIDOR
Vereador pede relatório ao Procon sobre processos, multas e empresas penalizadas em 2020
ESPORTE
Fluminense estreia no Carioca de olho na final da Copa do Brasil
ECONOMIA
Governo adia para dia 31 reinício de bloqueio e suspensão de benefício
OPORTUNIDADE
Máscara + Renda já beneficiou mais de 1.900 costureiras em todas as regiões do país
RECONHECIMENTO
Câmara vai prestar homenagem às corumbaenses pelo Dia Internacional da Mulher
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa mulher ferida no Maria Leite

Mais Lidas

GERAL
Ministério Público denuncia servidores de Ladário por corrupção passiva
POLICIAL
Adolescente infratora é presa no bairro Maria Leite
ACIDENTE DE TRÂNSITO
Colisão de carro e moto deixa mulher ferida no Maria Leite
GERAL
Bombeiros continuam buscas por homem desaparecido na região do Paiaguás