Menu
terça, 15 de junho de 2021
Andorinha - Maio
Andorinha - Maio
Geral

SAMU completa cinco anos e ganha nova ambulância

04 março 2016 - 14h42Redação
Com mais de 11 mil ocorrências atendidas, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Corumbá (SAMU) completa nesta sexta-feira, 04 de março, o seu quinto ano de funcionamento na região pantaneira, prestando serviço não só a população corumbaense, mas também aos ladarenses. E a data foi lembrada na manhã de hoje, durante um ato na sede do órgão, localizado na Avenida Nossa Senhora da Candelária, em uma área localizada junto ao Corpo de Bombeiros. O prefeito Paulo Duarte participou do evento, juntamente com a secretária de Saúde, Dinaci Ranzi, e enalteceu o trabalho desenvolvido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. Na oportunidade o prefeito anunciou a aquisição de um novo veículo para o órgão, uma viatura básica, cujo processo licitatório será iniciado já na próxima semana. “Será mais uma ambulância para reforçar ainda mais o atendimento que o SAMU realiza em nossa região”, disse Duarte, salientando que continuará investindo nas prioridades, melhorando cada vez mais os serviços prestados à população. “A saúde é uma das prioridades na nossa administração e o trabalho desenvolvido pelas equipes do SAMU, é de extrema importância para todos”, reforçou. O SAMU foi implantado na cidade em 04 de março de 2011 e está sob a coordenação da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Corumbá, em parceria com os governos do Estado e Federal, que possibilitou a vinda de ambulâncias especializadas e capacitação de profissionais para socorrer vítimas de acidentes no trânsito, mal súbitos ou ferimentos graves, e outros tipos de ocorrências. O serviço beneficia a população da zona urbana e rural de Corumbá e de Ladário. As ocorrências são atendidas pelo telefone 193, do Corpo de Bombeiros e, em 2013, o atendimento ganhou uma central de regulação que passou a controlar os serviços executado pelo SAMU. Também em 2013 o Governo do Estado entregou o prédio do SAMU que passou a funcionar em sua nova sede em 2014, após a Prefeitura adquirir todo mobiliário, juntamente com novos uniformes para os 32 profissionais que compõem a equipe atual. De acordo com o coordenador municipal do SAMU, médico Riad Ali Hamie, duas ambulâncias estão à disposição da população hoje, uma com suporte básico, que é composto por um socorrista e um técnico de enfermagem, e a outra com suporte avançado, que tem um socorrista, uma enfermeira e um médico. “Hoje temos duas equipes trabalhando 24 horas direto, fazendo uma troca de plantão diariamente”, explica Riad. São nove médicos, todos preparados para dar o atendimento pré-hospitalar, além de 10 enfermeiros e 13 técnicos de enfermagem. “Estes profissionais são responsáveis por realizar um atendimento específico para cada caso, o transporte correto dos pacientes, e o encaminhamento para o local certo”, observou. Riad fez um balanço dos cinco anos e afirmou que, “nesse período, quem mais ganhou foi à população. Temos salvado mais vidas, temos amenizado muito sofrimento e muita dor. A nossa estrutura melhorou muito, afinal hoje temos tudo que é preciso para socorrer, desde um acidente simples até uma ocorrência mais grave”. A meta do coordenador do SAMU é realizar também um trabalho preventivo com “palestras para que as pessoas saibam como agir em caso de acidente. Afinal, o essencial para se salvar uma vida são os primeiros atendimentos”.   Números Levantamentos da central de regulação em 2013, ano em que foi implantada, mostram 3.446 atendimentos em Corumbá e Ladário. Em Corumbá, o mês campeão foi maio com 231 ocorrências atendidas pela unidade de suporte básico, e 161 em dezembro realizadas pela unidade de suporte avançado. Já em Ladário foram 42 atendimentos no mês de agosto, pela unidade de suporte básico, e 23 realizados pela unidade de suporte avançado. Em 2014 o número subiu para 4.159, sendo 238 atendimentos realizados pela unidade de suporte básico, em dezembro, e 219 pela unidade de suporte avançado no mês de março, em Corumbá. Já Ladário teve 42 atendimentos nos meses de agosto e outubro, realizados pela unidade de suporte básico e 32 pela unidade de suporte avançado no mês de março. Em 2015, ocorreu uma queda de 93 atendimentos. No total foram 4.066 realizados nas duas cidades e regiões vizinhas. Corumbá teve 225 atendimentos no mês de novembro realizados pela unidade de suporte básico, e 137 realizados pela unidade de suporte avançado no mês de julho. Já Ladário teve 125 atendimentos em fevereiro, realizados pela unidade de suporte básico, e 21 realizados pela unidade de suporte avançado, no mês de maio. Riad ainda lembra que é importante que as pessoas não passem trote, pois o tempo que eles perdem indo atender uma chamada falsa, poderia estar salvando uma vida. Explica que o serviço prestado pelo SAMU é de urgência e emergência. “Prestamos o socorro para a população, não realizamos o transporte deles. Muitas pessoas não entendem isso e acabam nos cobrando para que os levemos de volta à sua casa, e isso não é nosso serviço”.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTAVA ALCOOLIZADO
Condutor que atropelou e matou mulher na Rio Branco estava alcoolizado
VÍTIMA FATAL
Mulher morre atropelada por caminhonete na Avenida Rio Branco
CPI DA COVID
Na mira da CPI: Corumba é um dos municípios com irregularidades nas ações da Covid
SAÚDE
Vacina contra Influenza está aberta para novos públicos
EM TEMPOS DE PANDEMIA
Morador transforma calçada em jardim como forma de terapia
QUEDA DE MOTO
Homem fica ferido após queda de moto no Cristo
OPERAÇÃO HÓRUS
PMA prende dois caçadores, apreende três armas e munições e frustra caçada ilegal
ECONOMIA
Com alta no mercado internacional, saca do milho em MS valoriza 130% em um ano
GERAL
Prefeitura lança IPTU 2021 com até 30% de desconto para pagamento à vista
POLICIAL
PM frusta golpe em locadora e recupera dois veículos que seriam levados para a Bolívia

Mais Lidas

FESTA CLANDESTINA
Postura encerra festa clandestina com militares da Marinha