Menu
sábado, 13 de abril de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Retomada das aulas no país será tema de debate na Câmara Federal nesta terça-feira

07 julho 2020 - 16h00Midia Max

A comissão externa que acompanha as ações do governo de combate à Covid-19 realizará um debate virtual na Câmara Federal nesta terça-feira (7). O tema será a retomada das atividades escolares em todo Brasil. Desde de março, instituições de ensino de todo o país aderiram suspenderam as aulas em sala e aderiram ao ensino a distância como medida de proteção ao novo coronavírus.

Em alguns estados o retorno das aulas presenciais já está sendo programado para as próximas semanas. No Distrito Federal, por exemplo, o governador Ibaneis Rocha (MDB) decretou a retomada das aulas nas escolas particulares para o dia 27 de julho. Já nas escolas públicas, a previsão é de que isso aconteça no dia 3 de agosto. A Sociedade de Pediatria do Distrito Federal, sindicato dos professores e a associação de pais e alunos do DF se manifestaram contra o retorno das aulas.

Também na Câmara, no entanto no Plenário, os deputados também devem concluir nesta terça a votação da medida provisória que autoriza a suspenção da obrigatoriedade de escolas e instituições do ensino superior de cumprirem a quantidade mínima de dias letivos neste ano em razão da pandemia.

O texto-base da MP foi aprovado no último dia 30 e entre as propostas está a dispensa do cumprimento dos 200 dias do ano letivo, assim como a carga mínima de 800 horas, na educação infantil.

As escolas de ensino fundamental e médio deverão cumprir a carga horária mínima de 800 horas, mas não precisarão cumprir, necessariamente, os 200 dias letivos. No ensino superior, a MP propõe que não é preciso cumprir os 200 dias letivos, mas a carga horária prevista da grade curricular de cada curso deverá ser cumprida.

 

MEC lança protocolo de biossegurança

O Ministério da Educação lançou, na semana passada, um protocolo de biossegurança para o retorno das aulas nas universidades e institutos federais. O documento orienta, dentre outras ações, o escalonamento das equipes, o trabalho remoto para funcionários do grupo de risco, o respeito ao distanciamento mínimo de 1,5 metro entre uma pessoa e outra e a aferição de temperatura de todos que entrarem nos prédios e nas salas.

Embora favorável ao retorno das aulas nas instituições de ensino superior, o ministério não definiu uma data para isso. De acordo com o órgão, a essa decisão será de estados e municípios, de acordo com a realidade epidemiológica de cada local.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Destaque
Referência mundial em prevenção e combate aos incêndios florestais, Prevfogo completou 35 anos
Carreira
Cerca de 40 mil bacharéis em direito participam do ENAM neste domingo
Ação de Cidadania
Equipe técnica visita o Alto Taquari para planejar realização do Juizado Itinerante em junho
Destaque
Alunos de MS são premiados em terceiro lugar em desafio internacional de programação
Meio Ambiente
Lançado em 2023, SIFAU auxilia Mato Grosso do Sul na identificação de áreas para queima prescrita
Cidade
Vítima de ferimento por faca é destaque no plantão dos Bombeiros
Pacto de Cooperação
Governo e Sebrae/MS vão fomentar o empreendedorismo indígena em no estado
Evento
Turismo de MS leva capacitação, gastronomia pantaneira e lançamentos à 11ª WTM Latin America
Mercado Internacional
MS quintuplica potencial de abate e exportação de carne bovina para a China
Concretagem
Ponte fecha às 17 horas de hoje e reabre às 5h de domingo (14)

Mais Lidas

Morte à Esclarecer
Idoso é encontrado morto com marcas de mordidas de cachorro em Corumbá
Últimas 24 horas
Incêndio em casa no centro é destaque no plantão dos Bombeiros
Qualificação
Cursos técnicos com alta demanda no mercado são opções de qualificação no Senac Corumbá
Decisão Judicial
Ribeirinhos são despejados de terras no Morrinho