Menu
quarta, 22 de maio de 2024
Câmara de Corumbá - Maio Laranja 2024
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Rapidinhas

29 dezembro 2015 - 10h29Redação
QUEDA DE BRAÇO – Até quando vai o embate jurídico-político entre o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), e a presidente da República, Dilma Rousseff, do PT? RELUZENTE – É como ficou o sorriso do novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, quando respondia pela pasta do Planejamento fazia questão de diminuir a importância do ex-ministro Joaquim Levy. EXPECTATIVA RUIM – Duas agências deixaram o Brasil em situação critica entre àqueles que pensam em realizar investimento no país. Standard & Poor's e Fitch. Se a Moody’s seguir o mesmo caminho... LENOCÍNIO – A 7ª Vara Criminal de Campo Grande condenou cinco acusados de ligação com o escândalo de exploração sexual envolvendo políticos que tiveram assento na Câmara de Campo Grande e na Assembleia Legislativa. SEM PERDÃO – As penas somadas passam de 57 anos de prisão. Os réus foram condenados pelos crimes de extorsão, exploração sexual de vulnerável, corrupção de menores e associação para o crime e tráfico de menor para fins de exploração sexual. ATRÁS DAS GRADES – O ex-vereador Alceu Bueno (sem partido) foi condenado a 8 anos e 2 meses de reclusão, em regime fechado, pelo cometimento de dois crimes de exploração sexual de vulnerável. SEMIABERTO – O ex-deputado estadual Sérgio Assis (sem partido) considerou a condenação de 6 anos de reclusão, em regime semiaberto, pelo crime de exploração sexual de vulnerável, considerou a decisão absurda. CAFETÃO - Luciano Pageu foi condenado a 21 anos, 7 meses e 20 dias de reclusão, em regime fechado, pelos crimes de exploração sexual de vulnerável, corrupção de menores, associação para o crime e por dois crimes de extorsão. SETENCIADO – Já o ex-vereador e advogado Robson Martins foi condenado a pena de 9 anos e 4 meses de reclusão em regime fechado e o pagamento de 93 dias-multa por dois crimes de extorsão. SOL QUADRADO – Fabiano Otero foi condenado a 11 anos e 11 meses de reclusão, em regime fechado, pelos crimes de extorsão, exploração sexual de vulnerável, corrupção de menores, associação para o crime e tráfico de menor para fins de exploração sexual. REELEIÇÃO – O prefeito Alcides Bernal, do PP, não descarta a possibilidade de disputar mais um mandato. “Fui vítima de um impostor”, diz ele, referindo-se ao vice-prefeito Gilmar Olarte, acusando-o de autor do golpe político. ESPECULAÇÃO – São inúmeros os nomes interessados em concorrer ao cargo de prefeito de Campo Grande. Vice também está em alta. É provável que Bernal possa ter como integrante da chapa uma mulher.   OBS: Coluna para livre publicação de Roberto Costa

Deixe seu Comentário

Leia Também

Marinha e Bombeiros
Idosa vítima de AVC é resgatada por aeronave em fazenda do Taquari
Incentivo
Agricultores familiares de Corumbá entregam 3 toneladas de alimentos no lançamento do PPA
Infraestrutura
Interditada: ponte sobre o rio Paraguai recebe 3ª concretagem neste no fim de semana
Na madrugada
Homem é preso vendendo droga em beco do bairro Borrowski
Aeroporto
Vereador pede apoio do governador para volta de voos comerciais entre Corumbá e Campo Grande
Tráfico de Drogas
Mochila abandonada em ônibus é apreendida com 8,7 kg de Skunk
Plantão
Bombeiros registram quatro incêndios em terrenos baldios de Corumbá
Publicado
Concurso 2024: Prefeitura divulga resultado do TAF para cargo de Guarda Civil Municipal
Tempo
Quarta-feira tem previsão de tempo firme, com sol e variação de nebulosidade em MS
Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar

Mais Lidas

Manifestação
Setor de transporte protesta por falta de combustível e ameaça fechar a fronteira
Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar
Na Câmara
Projeto de Lei Municipal torna laudos de TEA permanentes
Investigação
Padre de MS é denunciado por relacionar bruxaria e satanismo à tragédia no RS