Menu
domingo, 03 de março de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Projeto Nossa Energia chega a Corumbá e facilita cadastro na Tarifa Social

06 março 2018 - 14h13Energisa

Desconto para os clientes da Energisa MS pode chegar a 65% na conta de luz

O Projeto ‘Nossa Energia' está em Corumbá desde a segunda-feira (05) com o objetivo de disseminar o uso racional e seguro de energia elétrica e levar projetos sociais às comunidades de baixa renda. O projeto atende a população da Cidade Branca até o próximo dia 23 de março.

Nesse período, técnicos da Energisa realizam o cadastro de famílias baixa renda na Tarifa Social de Energia Elétrica. O valor da tarifa de energia elétrica para as famílias pertencentes ao Cadastro Único é mais baixo que o praticado para os consumidores residenciais, podendo chegar até a 65% de desconto.

O Projeto Nossa Energia utiliza como suporte um veículo totalmente equipado e adaptado para ações de Eficiência Energética e oferece diversas atividades à população, como: atividades educativas em escolas; palestras e apresentações de experimentos físicos no interior do veículo; evento em praça pública; apresentações teatrais e substituição de lâmpadas incandescentes e fluorescentes compactas por lâmpadas LED.

Tarifa Social

Atualmente, em Mato Grosso do Sul, a Energisa tem mais de 112 mil clientes que já recebem o benefício em suas contas de energia elétrica, mas 65 mil famílias têm direito aos descontos e ainda não se beneficiam do programa.

O Projeto Nossa Energia visa incentivar o cadastro na Tarifa Social no sentido de minimizar o impacto das faturas no orçamento das famílias de baixa renda.

A Tarifa Social dá descontos entre 10% e 65% na conta de luz, dependendo da faixa de consumo, e para indígenas e quilombolas até 100%, do valor cobrado com a aplicação da tarifa residencial sem o benefício. Para a faixa de consumo até 30 kWh/mês, o desconto é de 65%. Já para a faixa de consumo de 31 a 100 kWh/mês, este desconto será de 40%. A faixa de consumo de 101 a 220 kWh/mês terá o desconto de 10%. O consumo, superior a 220 kWh não incidirá desconto.

Como realizar o cadastro?

As famílias inscritas no Cadastro Único e que ainda não recebem o benefício da tarifa social, devem procurar uma de nossas agências e apresentar os documentos pessoais, NIS (Número de Inscrição Social) e a conta de energia para atualização do cadastro. A partir daí, o cliente fica apto a receber o desconto.

Outra forma, é utilizar a ferramenta online de pré-cadastro, desenvolvida pela Energisa MS, que pode ser acessada via computadores, tablets e smartphones por meio do endereço http://tarifasocial.energisa.com.br.

Aqueles clientes que não atualizaram o cadastro junto ao Ministério de Desenvolvimento Social (MDS) e perderam o subsídio, deverão atualizar primeiramente o cadastro junto ao CRAS de cada município e, posteriormente, procurar a concessionária de energia elétrica.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dia D
Municípios de MS participam de mobilização nacional em combate à Dengue
Ecoa Pantanal
Relatório alerta sobre o efeito cumulativo das barragens no Pantanal
Plantão
Passageira sofre fratura exposta e é abandonada por motociclista
Em obras
Seilog garante que travesseia na ponte do rio Paraguai é segura
10 horas no trajeto
Criança é resgatada no Pantanal com miçanga no nariz
Em 5 cidades
Classificados para 3ª fase do Voucher Desenvolvedor participam de vivência no Senac
Campanha Nacional
Dia D contra a dengue convoca população a eliminar focos do mosquito
Atrasado
MEC divulga resultado da segunda chamada do Prouni
Aposta
Mega-Sena pode pagar R$ 185 milhões neste sábado
Destaque
Sistema E-Crie de MS é avaliado pelo Ministério da Saúde para implementação em nível nacional

Mais Lidas

Benefício
Prefeito assina decreto que regulamenta aumento no plantão de profissionais da saúde
Necessário
Recadastramento em programa do Governo que paga a conta de luz segue até 10 de maio
Em ônibus fretado
Três bolivianos são flagrados com 3,1 kg de cocaína nos calçados
Devido a obra
Travessia de caminhões cegonha na ponte do rio Paraguai ocorre com horários programados