Menu
quinta, 23 de maio de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Projeto Biomas no Pantanal finaliza plantio de 2.5 mil mudas nativas

26 março 2016 - 13h13Gesiane Medeiros
O projeto ambiental que tem por objetivo resgatar, conservar e pesquisar o cultivo das plantas nativas do Pantanal, encerrou na última semana o plantio de 2,5 mil mudas típicas da região, como o jatobá, cumbaru, manduvi e jenipapo. Ao todo são oito espécies nativas segmentadas em quatro experimentos, a primeira fase de replantio iniciou na primeira semana de janeiro e terminou na penúltima de março, agora os esforços são voltadas para o acompanhamento de atividades como a adubação, o crescimento e a sobrevivência das mudas. Segundo a pesquisadora da Embrapa Pantanal, Catia Urbanetz, coordenadora regional, os replantios fazem parte dos estudos realizados pelo projeto, que também avaliam a adaptabilidade de espécies inéditas na região. “Medindo a sobrevivência das espécies, a gente pode recomendar com mais segurança aquelas que realmente podem ser plantadas dependendo das condições do local", diz. "A gente atingiu cerca de 85% das ações de plantio previstas pelos projetos atualmente financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Três deles já estão com os plantios 100% finalizados. Agora é preciso concluir as etapas previstas de acompanhamento dos experimentos", ressalta Catia.A pesquisa fundamental para o entendimento da vegetação do Pantanal, avalia e acompanha diversos fatores através de sete experimentos, como: taxas de crescimento e sobrevivência das plantas, condições de adubação, podas de condução ideais das mudas, plantio de mudas versus plantio de sementes, recomendação de espécies adequadas para o plantio, além dos índices econômicos para avaliar a viabilidade econômica de cada modelo proposto. O replantio é utilizado para substituir mudas que morreram ou não tiveram adaptação adequada as condições climáticas e territoriais da região. O projeto Biomas no Pantanal será desenvolvido até o ano de 2019, e a nova fase de plantio deve ser realizada no próximo período de chuva, provavelmente em novembro deste ano. Catia afirma que ainda se tem muitos dados para serem coletados, analisados e transformados em informação, "plantios como esses nunca haviam sido feitos aqui, vamos continuar aprendendo", destaca a coordenadora. Mais informações sobre os experimentos que passaram pelo replantio Escape da herbivoria bovina: mudas de manduvi, cumbaru, jatobá e piúva serão plantadas por três anos, até 2017. Ao final do quarto ano, a área do plantio irá receber rebanhos bovinos. Os pesquisadores vão investigar o período de tempo pelo qual as plantas precisam ser isoladas do gado para que este não se alimente delas. Espécies nativas associadas: 16 espécies foram plantadas juntas para atender a diferentes demandas das propriedades pantaneiras. O experimento possui árvores frutíferas, madeireiras, produtoras de lenha e espécies que deverão auxiliar na recuperação do ambiente. O desenvolvimento das plantas será monitorado para gerar recomendações de plantio. Bactérias promotoras de crescimento: mudas de cumbaru foram substituídas pelas de louro preto no experimento que investiga a ação de bactérias que promovem o crescimento. Estudando mudas inoculadas e não inoculadas, os pesquisadores irão avaliar a interferência das bactérias na mortalidade e desenvolvimento das plantas. Desenvolvimento da piúva e do angico: o experimento avalia as condições favoráveis ao desenvolvimento das espécies. As mudas foram plantadas em diferentes condições de adubação, assim como graus de umidade variados. A equipe também analisa o potencial ambiental e silvicultural dessas espécies em solos como os do Pantanal – que, em geral, são arenosos, com baixa fertilidade.   Contribuição Nicoli Dichoff/Embrapa Pantanal  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ônibus para Capital
Menor é apreendida transportando pacotes de Skunk presos ao corpo
Boletim Epidemiológico
MS registra 9.155 casos confirmados de dengue
Reconhecimento
Investigadora da Civil de Corumbá é homenageada pelo combate à crueldade contra animais
Vigilância Sanitária
Governo cria "MS Vacina Pet" e destina R$ 1,9 milhão contra a raiva
Em Dourados
PF mira em quadrilha de MS que transportava drogas em tanques de combustível
Sob Alerta
Inmet divulga alerta de perigo para o sul do país
Nova Data
Concurso Unificado será em 18 de agosto, confirma Ministério da Gestão
Variedades
Tipos de apostas no futebol
Saúde
Corumbá abre duas unidades de saúde para multivacinação no sábado, 25 de maio
Agenda
Corumbá promove Conferência Municipal da Cidade nos dias 26 e 27 de junho

Mais Lidas

Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar
Tráfico de Drogas
Mochila abandonada em ônibus é apreendida com 8,7 kg de Skunk
Oportunidade
IHP abre vagas para jovens aprendizes com idades entre 16 e 20 anos
Na madrugada
Homem é preso vendendo droga em beco do bairro Borrowski