Menu
sábado, 24 de julho de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Promoção de Junho
Geral

Programa Fish TV News destaca a importância da cota zero na preservação do estoque pesqueiro

07 maio 2019 - 08h39Portal do MS

O decreto nº 15.166 que estabelece a cota zero para o pescado em Mato Grosso do Sul, a partir de 2020, assinado em pelo governador Reinaldo Azambuja, continua gerando debates, propostas e apoio. A medida de controle do estoque pesqueiro nos rios das bacias do Paraguai e do Paraná repercute em todo o país e foi tema de um dos programas do canal Fish TV News, com foco na sustentabilidade e no fomento à pesca esportiva.

Entrevistado pelo canal, o governador Reinaldo Azambuja reafirmou o propósito do Estado em buscar, com esse ato, a preservação ambiental, garantindo a recuperação do estoque pesqueiro hoje escasso, e o desenvolvimento da atividade turística para diversificar a economia e gerar emprego e renda às comunidades ribeirinhas.

Uma decisão madura

“Temos evidenciado esses anos uma queda no estoque pesqueiro, devido a extração em alta escala, o que nos levou a essa tomada de decisão, que trouxe resultados positivos em outros estados e até mesmo fora. A Argentina fechou a pesca do dourado e hoje a espécie é abundante, atraindo milhares de pescadores, inclusive brasileiros”, disse Reinaldo.

Amante da pesca esportiva, o governador ponderou que a proibição da captura e transporte das espécies nativas em 2020 e redução em 50% da cota esse ano foi uma decisão “muito pensada e madura. “Sou pescador e a melhor sensação é você fisgar o peixe, tirar uma foto e depois soltá-lo. Essa é uma atitude extremamente positiva, que deve ser compartilhada”, acentuou.

Modelo em discussão

O programa Fish TV News aborda os vários aspectos que norteiam o decreto, reforçando que não é uma nova legislação engessada, onde o Governo do Estado ouviu a área técnica e as comunidades pesqueira para deliberar sobre o tema. O secretário em exercício da Semagro (secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Ricardo Senna, explicou que a cota zero é uma das etapas das novas regras sobre a ictiofauna.

“Esse processo está em construção e o decreto é um passo importante na reestruturação da cadeia produtiva do peixe. Estamos elaborando estudos dentro do governo, que tem um corpo técnico instituído com a participação da Universidade Estadual (UEMS), Imasul e Polícia Ambiental, e se articula com outras instituições, como a Embrapa Pantanal, para definirmos o melhor modelo”, disse Senna.

O ponto de equilíbrio

O canal destaca a importância da cota zero para repovoamento dos rios em Mato Grosso do Sul e ouve especialistas e entidades ligadas à pesca esportiva, abordando ainda o que vai mudar, com o decreto, em relação ao consumo de pescado. A reportagem cita o incentivo à aquicultura e a transformação do pescador profissional em guia de pesca.

Na matéria, o presidente da Associação de Pescadores Esportivos do Pantanal (APEP), Alexandre Pierin, ressalta a decisão tomada pelo governador Reinaldo Azambuja e o incremento à pesca e ao turismo. O biólogo Thomaz Lipparelli também comenta o tema e propõe consultas públicas para que se busque um ponto de equilíbrio também relação às espécies exóticas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Acidente
Motociclista fratura clavícula após perder controle em lombada
Bombeiros
Incêndio urbano atinge vegetação em morraria com difícil acesso
Município
Decreto prorroga por mais 14 dias medidas para diminuir contaminação pela Covid-19
Decisão Popular
Servidores optaram por receber o 13° salário de forma integral em dezembro
Previsão
Sancionada LDO que prevê receita de R$ 18,47 bilhões para MS em 2022
Esperança
Taxa de contágio da Covid se mantém abaixo de 0,90 há uma semana em MS
Investigação
Caso Maria Stella Coimbra: jovem teria fotografado documento do suposto estuprador
Sem contrato
Santa Casa de Corumbá perde serviço de Urologia
Tempo
Final de semana continua com alerta para tempo seco em Mato Grosso do Sul
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde

Mais Lidas

Briga de Família
Idoso é socorrido com três perfurações de faca no abdômen
Crime Ambiental
Fazendeiro é multado em R$ 246 mil por incêndio em 821 hectares no Pantanal
Combate
Incêndio atinge 3 hectares de vegetação na área urbana de Corumbá
Facilidade
Saúde credencia laboratório e exames podem ser agendados na própria unidade de saúde