Menu
terça, 25 de janeiro de 2022
Andorinha Janeiro/2022
Andorinha Mobile - Janeiro 2022
Geral

Prefeituras do Mato Grosso do Sul buscam transformação digital dos serviços públicos

08 dezembro 2021 - 09h29Redação

Webinar das Cidades Digitais da Região de Campo Grande reúne prefeitos, gestores e servidores de mais de 50 municípios e compartilha tecnologias implantadas pelo poder público, soluções e como as cidades devem se preparar para a chegada do 5G com a participação do Ministério das Comunicações 

O uso de tecnologia para desenvolver os municípios do Mato Grosso do Sul foi tema tratado em evento online, nesta terça-feira, 7 de dezembro, promovido pela Rede Cidade Digital (RCD), que reuniu prefeitos, gestores e servidores de mais de 50 municípios para troca de experiências e apresentações de soluções que visam gerar maior eficiência da máquina pública. 

O Webinar das Cidades Digitais da Região de Campo Grande mostrou como Aquidauana, Campo Grande e São Gabriel do Oeste investem na modernização dos serviços públicos. "Seja cidade digital, conectada ou inteligente não dá para voltar atrás. É preciso investir cada vez mais em tecnologia e inovação e este evento cumpre com o objetivo e a essência da Rede Cidade Digital que é propiciar o compartilhamento de experiências e soluções que auxiliem no planejamento das cidades”, disse o diretor da RCD, José Marinho. 

Participaram do encontro, apresentado pela jornalista Valdireni Alves, os prefeitos de Campo Grande, Marquinhos Trad, de São Gabriel do Oeste, Jeferson Tomazoni, e de Aquidauana, Odilon Ribeiro, especialistas em cidades inteligentes e o coordenador-Geral de Aprimoramento do Ambiente de Investimentos do Ministério das Comunicações, Otto Solino, que trouxe detalhes da implantação do 5G nas cidades, tecnologia que irá possibilitar o desenvolvimento pleno da Internet das Coisas e Cidades Inteligentes. 

Segundo Solino, os municípios precisam adequar as normas locais à Lei Geral das Antenas. “Isso é importante porque o edital do 5G, que foi realizado agora no início de novembro e cujos termos de autorização serão assinados hoje a tarde, trouxe uma série de compromissos que vão ser atendidos pelas empresas que ganharam o leilão. Além da implantação do 5G em todas as cidades, haverá atendimento em cidades que não possuem 4G ou vai levar para todas as localidades acima de 600 habitantes, ou seja, vamos ter muito 4G em área rural”, destaca o representante do Ministério da Comunicações sobre a melhoria de conectividade no país. Ele também cita a cobertura de rodovias federais e um projeto para conectar as escolas públicas. 

Campo Grande é uma das cidades que vem atualizando a sua legislação e pretende, conforme ressaltou o prefeito Marquinhos Trad, ser a primeira capital a implantar a rede 5G. Ele também enalteceu a implantação e realização da primeira teleconsulta por videoconferência nos postos de saúde. “O paciente entra na sala do médico generalista e o médico especialista já atende. Há um encurtamento de tempo e dá uma condição de resolver o problema e até mesmo salvar vidas”, avaliou o prefeito, destacando a importância do papel da tecnologia para aproximar poder público e cidadão. 

O prefeito de Aquidauana, Odilon Ribeiro, também comentou sobre melhoria na comunicação que a infraestrutura de cidade digital, implantada com recursos federais, proporcionou ao município. De acordo com o prefeito, a intenção é ampliar a disponibilização de internet gratuita, atualmente em três locais, para distritos e escolas. “Isso pra nós hoje nos deu muita facilidade administrativa. Tudo funciona de uma forma mais rápida. No mundo de hoje em que infelizmente vivenciamos uma pandemia é cada vez mais necessário a otimização de tempo, de trabalho online para poder realizar tudo que a Prefeitura precisa. A fibra óptica nos permite isso e a gente consegue fazer com que os nossos projetos caminhem mais rápido”. 

O sistema de videomonitoramento de Aquidauana, inclusive, vem servindo de modelo para o projeto de São Gabriel do Oeste, segundo o prefeito Jeferson Tomazoni. Ele também destacou o investimento de R$3 milhões em tecnologias educacionais como plataforma, notebooks, lousas digitais e laboratórios móveis de internet. “Muitas escolas não têm a ferramenta ideal, os computadores ideais, não tem a estrutura na zona rural de internet para esse aluno ser conectado, então nós temos ainda temos um lapso temporal muito grande da realidade e do ideal que nós precisamos para a Educação”, frisou o prefeito sobre os desafios das escolas públicas e falta de acesso à comunicação evidenciada pela pandemia do coronavírus. 

O Webinar das Cidades Digitais da Região de Campo Grande teve a parceria da S. Clara Comunicação, Banco de Preços, Sigma Telecom, Furukawa, Betha Sistemas e Infobip. 

Confira o evento na íntegra aqui

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fronteira com Paraguai
Agência antidrogas localiza laboratório e destrói 6 toneladas de maconha
Proposta
Redução de preço é condição para manter ICMS sobre combustíveis congelado
Alerta
Estação Porto Esperança mantem baixa por uma semana
Benefício
Portadores de síndrome de Down passam a ter isenção de ICMS na compra de veículos 0km
Tráfico de Drogas
Homem é preso com 620 kg de maconha após perseguição em rodovia
Receptação
Homem é flagrado com moto roubada em blitz no centro
Denúncia
Homem rompe tornozeleira e é reconduzido para presídio
3ª Fase
Preso terceiro envolvido no sequestro e roubo em escola municipal de Corumbá
Variedade
Qual é o melhor banco digital para PJs?
4 quilos
Cocaína ocultada em papel é apreendida em van que seguia para Campo Grande

Mais Lidas

Fronteira
Família simulou venda de 20 mil toneladas de grãos em MS para 'maquiar' tráfico de cocaína
Crime de 2016
Homem condenado por estupro de vulnerável é preso em Corumbá
Desdobramentos
Polícia recupera TV furtada e prende mulher por receptação
Começa hoje
Programa Vale Universidade abre inscrições com 1 mil vagas disponíveis