Menu
sábado, 10 de abril de 2021
Ambiental MS Pantanal - Aegea
Andorinha Fevereiro
Geral

Prefeitura de Campo Grande decreta emergência por epidemias e mortes por dengue

26 fevereiro 2019 - 07h05Midiamax

A Prefeitura de Campo Grande irá decretar situação de emergência após registrar 6 mil notificações de dengue somente nos dois primeiros meses deste ano. Com duas mortes possivelmente causadas pela doença e índice de notificações de 294 casos a cada cem mil habitantes, a administração entrou em contato com o Ministério da Saúde para que a portaria de emergência seja validada o mais rápido possível.

“Queremos agilizar o atendimento para a população porque já estamos prevendo um aumento de demanda muito grande”, declarou Marquinhos, em coletiva de imprensa no Paço Municipal, nesta tarde. O decreto terá validade de 180 dias podendo ser prorrogado e é feito para facilitar a compra de insumos e contratação de mais médicos sem burocracia, informou o prefeito.

Para que seja considerada situação de emergência são necessárias 300 notificações a cada cem mil habitantes, número que deve ser alcançado na Capital nos próximos dias. A última epidemia registrada em Campo Grande foi em 2016, quando somente em janeiro e fevereiro houve 19.300 casos da doença. Naquele ano, foram contabilizados 32.964 casos.

Conforme a administração municipal, o vírus que está em circulação é do tipo 2 e já provocou vários casos de dengue hemorrágica nos anos de 2009 e 2010. Por apresentar evolução rápida, com quadro de piora de três a cinco dias, exige que as pessoas procurem atendimento médico assim que surgirem os primeiros sintomas. Os maiores riscos são para idosos e crianças menores de 10 anos.

Força-tarefa

Uma força-tarefa foi montada pela administração municipal para garantir o atendimento. Equipe volante formada por 27 médicos está à disposição para percorrer as unidades de atendimento onde houver a maior quantidade de pacientes com sintomas da doença.

Os laboratórios onde são feitos os exames para confirmar a dengue também tiveram reforço, informou a prefeitura. Os veículos responsáveis pelo fumacê nos bairros passaram de quatro para nove veículos. Na Capital, 14 regiões estão sob atenção por apresentarem alta incidência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MUDANÇA NO CTB
Nova Lei entra em vigor com alterações sobre uso de farol em rodovias
ECONOMIA
Cadastro de imóveis rurais será completamente digitalizado
GERAL
Corumbá recebe primeira remessa de queijos produzidos em assentamento rural
ESPORTE
Botafogo e Volta Redonda enfrentam-se neste sábado à noite
GERAL
CMDCA realiza neste sábado prova de conhecimento específico para Conselheiros Tutelares Suplentes
POLICIAL
PM captura foragido e aborda motociclista sem CNH no Guaicurus
POLICIAL
Casal vai para a delegacia após briga no Popular Nova
POLICIAL
Marido ameaça mulher, quebra objetos da casa e põe em macumba
GERAL
Sorteio da mega-sena pode pagar R$ 27 milhões neste sábado
ECONOMIA
Teto de gastos e reforma da Previdência geraram economia de R$ 900 bi

Mais Lidas

POLICIAL
Homem é acusado de agredir a própria mãe no bairro Vila Guarani
OPERAÇÃO
Operação Ágata Oeste tem resultados expressivos de apreensão de drogas e armas
SAÚDE
Campanha de vacinação contra a gripe começa na segunda
SAÚDE
Corumbá institui Núcleo de Reabilitação Pós Covid com atendimento multidisciplinar