Menu
quinta, 05 de agosto de 2021
Expresso Mato Grosso - Junho
Expresso Mato Grosso - Maio
Geral

Prédio histórico sede da Ahipar vai virar hotel de trânsito do Exército

21 julho 2020 - 11h11Redação

O prédio coupado pela Administração da Hidrovia do Paraguai-AHIPAR nos últimos 30 anos, passará por uma importante mudança em sua utilização. A construção de 1904, localizada na rua 13 de Junho, nº 960, que já foi sede da importante estação telegráfica de Mato Grosso agora passa para as mãos do Exército Brasileiro, como informou um decreto Publicado no Diário Oficial da União, no último dia 16 deste mês.

A construção foi projetada por Cândido Mariano da Silva Rondon, ou só Marechal Rondon, engenheiro militar e grande figura histórica brasileira, famoso pela exploração do então Mato Grosso, da Bacia Amazônica Ocidental, e por seu apoio vitalício às populações indígenas brasileiras que, inclusive, estavam presentes em sua inauguração.

Segundo o extrato de entrega n°7/2020 publicado pelo Ministério da Defesa, o prédio será utilizado como hotel de trânsito na Guarnição de Corumbá. A publicação também informa que o terreno tem 1.444,00 m² e área construída de 471,26 m².

Segundo apurações da coluna Lado B, do site Campo Grande News, ainda não previsão por parte do exérccito sobre prazo para a mudança e quais adequações serão feitas. Na época de sua construção, Corumbá era o maior centro de comércio fluvial do País e contava com pelo menos 300 quilômetros de linha de postes para comunicação.

“É uma edificação de estilo eclético e tem um grande valor histórico para nossa cidade, foi a primeira sede dos telégrafos nosso aqui. A construção também abrigou, ao longo desses mais de 100 anos, várias repartições públicas, todas ligadas ao transporte”, explica Joanita Campos Ametlla, gerente do Patrimônio Histórico da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá.

Segundo Joanita, o prédio é um dos mais preservados da cidade. Apesar de não ser tombado, de estar na área do entorno apenas, podendo sofrer alteração, portando, ela não teme que isso aconteça de forma significativa. “O Exército é muito parceiro nesse sentido. Tenho certeza de que eles vão ajudar a preservar a história contida ali”.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fiscalização
Vereador solicita inclusão de Corumbá na CPI da Energisa na Assembleia
Calendário
Pré-selecionados do Fies têm até sexta-feira para complementar inscrição
Arte Popular
Jardim do Artesanato expõe e comercializa trabalhos de artesões da cidade
Destaque Nacional
MS atinge 80% da população adulta vacinada
Assistência Social
Povo das águas encerra com 180 famílias atendidas do Taquari
Melhorias
Vereador solicita pavimentação da Rua Edu Rocha, no Guaicurus
De volta!
Câmara de Corumbá adota medidas mais flexíveis e retoma atendimento presencial
Como fica?
Universidades de MS devem manter aulas presenciais suspensas até o fim do ano
Olímpiadas
Rebeca Andrade será porta-bandeira do Brasil no encerramento
Calendário
Inscrições para o Incentiva+MS Turismo termina neste fim de semana

Mais Lidas

Como fica?
Universidades de MS devem manter aulas presenciais suspensas até o fim do ano
De volta!
Câmara de Corumbá adota medidas mais flexíveis e retoma atendimento presencial
Arte Popular
Jardim do Artesanato expõe e comercializa trabalhos de artesões da cidade
Fiscalização
Vereador solicita inclusão de Corumbá na CPI da Energisa na Assembleia