Menu
domingo, 09 de maio de 2021
Andorinha - Maio
Geral

Mato Grosso debate gestão e proteção do Bioma Pantanal

20 abril 2018 - 07h21Assessoria de imprensa

Depois do sucesso em Mato Grosso do Sul, o senador Pedro Chaves (PRB) promove na próxima segunda-feira (23), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em Cuiabá, audiência pública para tratar da gestão e proteção do bioma Pantanal. Como relator na Comissão do Meio Ambiente do projeto de Lei do Senado (PLS 750/2011) que dispõe sobre a Nova Lei do Pantanal e autor da proposta de criação do Fundo Pantanal, o senador pretende construir relatório que concilie interesse de pantaneiros com o de ambientalistas.

“O debate realmente em Mato Grosso do Sul foi muito proveitoso. Esperamos obter o mesmo resultado no nosso vizinho, Mato Grosso. Todas as sugestões colhidas nas audiências serão levadas ao Senado para constituir a legislação de preservação do Pantanal e dar segurança jurídica ao pantaneiro”, afirmou Pedro Chaves.

Segundo ele, o grande desafio da Nova Lei do Pantanal é criar regras que produzam emprego e renda na região e, ao mesmo tempo, não provoquem danos ao meio ambiente. “Nosso grande objetivo é harmonizar os daqueles que defendem suas bandeiras cada qual com seus interesses. Nós podemos construir um modelo de desenvolvimento sustentável”, declarou o senador.

Como relator da matéria na Comissão de Assuntos Econômicos, Pedro Chaves fez duas alterações no projeto de autoria do senador licenciado e atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP-MT). A primeira delas propôs a criação do Fundo Pantanal, com a finalidade de apoiar ações de gestão de áreas protegidas; atividades de controle, monitoramento e fiscalização ambiental; pesquisa para conservação e uso sustentável da biodiversidade; e recuperação de áreas desmatadas e degradadas. Além disso, o senador ampliou o alcance dos limites de proteção da norma para a bacia do Alto Paraguai.

Na audiência pública realizada na última segunda-feira (16) em Campo Grande – MS, o senador anunciou o aporte de R$ 1,2 bilhão para investimentos em pesquisas, projetos, programas e incentivos voltados a produtores que ajudarem na conservação da região. O Fundo, segundo ele, terá a verba proveniente de multas do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), que passam de R$ 10 bilhões. “Deste valor, R$ 4 bilhões são destinados à preservação de biomas importantes, entre eles o Pantanal, a Floresta Amazônica e a Mata Atlântica”. No início, o valor repassado à proposta será conduzido pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

A audiência pública sobre a política de gestão e proteção do bioma do Pantanal será realizada na próxima segunda-feira (23), no Auditório Deputado Milton Figueiredo da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, das 9h às 12h.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLICIAL
Pedestre é atropelado por caminhonete, arremessado e corpo encontrado 1h depois em matagal
Várias testemunhas procuraram corpo por cerca de uma hora
SAÚDE
Cruz Vermelha Internacional completa hoje 158 anos
POLICIAL
Idoso de 86 anos morre após ser atropelado e arrastado em Campo Grande
INTERNACIONAL
Pfizer deve produzir 4 bilhões de doses de vacina contra covid em 2022
GERAL
Sábado é o último dia para matrícula para aprovados da UEMS da 4ª convocação
POLICIAL
Polícia Militar Ambiental resgata tucano atropelado em rodovia
SAÚDE
Centro de Atendimento à Covid-19 está funcionando em novo endereço
GERAL
Procon divulga pesquisa de preços com opções de presentes para o Dia das Mães
GERAL
Pequenos negócios são responsáveis por quase 70% dos empregos gerados em março em MS
GERAL
Senac Corumbá oferece opções de cursos nas áreas de beleza e saúde

Mais Lidas

GERAL
Senac Corumbá oferece opções de cursos nas áreas de beleza e saúde
POLICIAL
Pedestre é atropelado por caminhonete, arremessado e corpo encontrado 1h depois em matagal
POLICIAL
Idoso de 86 anos morre após ser atropelado e arrastado em Campo Grande
CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Pesquisadores do Estado desenvolvem gel cicatrizante à base de planta nativa