Menu
terça, 21 de maio de 2024
Câmara de Corumbá - Maio Laranja 2024
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Políticas Públicas para Idosos é discutida em audiência na Assembleia Legislativa do Estado

14 abril 2016 - 09h44Assessoria
A audiência pública sobre implementação e fortalecimento das políticas públicas direcionadas à pessoa idosa, reuniu na tarde desta quarta-feira (13), na Assembleia Legislativa, cerca de 180 idosos de Campo Grande, representantes de secretarias do estado, órgãos e instituições que trabalham com a pessoa idosa e vereadores da capital e do interior. Os apontamentos levantados na audiência darão origem a um documento que será encaminhado ao governo, em nome da Frente Parlamento do Idoso. A terceira idade representa 11% da população brasileira, isso significa que 21 milhões de pessoas já deveriam estar protegidoa pelas leis e direitos previstos no estatuto do idoso, e nos dispositivos que tratam da terceira idade na constituição federal e nas leis estaduais. Em Mato Grosso do Sul, são mais de 310 mil cidadãos com 60 anos ou mais, a necessidade do estado oferecer a eles vida com dignidade foi o principal motivador da audiência pública realizada pela Frente Parlamentar do Idoso. Durante a audiência foi apontada a necessidade da criação de uma sub-secretaria do idoso para que os assuntos pertinentes à terceira idade possam ter mais representatividade. A utilização do espaço do governo na mídia para campanhas de educação e conscientização sobre os direitos dos idosos também foi citada. Ficou acordado que as Frentes Parlamentares do Idoso (estadual e municipais) articulem um requerimento conjunto solicitando a volta dos Jogos da Melhor Idade de âmbito estadual, único campeonato esportivo para os idosos. Foi levantada a necessidade de prever na Lei de Diretrizes Orçamentárias recursos específicos para o desenvolvimento de programas, projetos e serviços para pessoa idosa. Foram propostos pelos participantes da audiência a criação de unidades do Centro Dia para os idosos; a fiscalização no cumprimento das prioridades nos bancos e o aumento de geriatras na rede pública de saúde. Também foi exposto a necessidade de aumentar o repasse feito pelo governo às instituições de longa permanência, que recebem cerca de 700 reais por idoso, mas os gastos chegam a cinco mil reais dependendo do morador. A criação do Conselho do Idoso nos municípios para assegurar o bem-estar da terceira idade, assim como o Conselhos Tutelares fazem com as crianças e adolescentes também foi questionada, dentre outras sugestões e apontamentos. Para o senhor Josemiro Fagundes, 84 anos, a inciativa da audiência pública é essencial para a conscientização dos idosos “é ótimo sabermos que tem gente lutando por nós. Espero que eles trabalhem para a divulgação dos nossos direitos e na educação dos jovens que não respeitam a pessoa idosa”. O senhor Altino Lourenço, 70 anos, diz que são nas pequenas coisas que reconhecem o valor que se dá aos idosos, “antes nós ganhávamos do governo verduras e leite toda semana, esse ano só recebemos uma vez. Parece pouco, mas já nos ajuda bastante. Para conseguirmos agendar um exame é uma demora muito grande, precisamos de medicamento a maioria não tem disponível. Parece pouco, mas faz diferença para nós. Estar aqui hoje ajuda as pessoas entenderam o que a gente passa”. O deputado estadual Renato Câmara, coordenador-presidente da Frente Parlamentar do Idoso, destacou a importância das ações que serão realizadas com os resultados da audiência, “os participantes levantaram questões que são determinantes para fazer com que o estado se torne referência na política do idoso. Percebemos que, com a exceção da assistência social, as demais áreas estão com as políticas voltadas para idoso adormecidas. Tudo o que foi questionado, apontado e percebido vai compor um documento que será encaminhado ao governador e também servirá como norte para as próximas ações da Frente Parlamentar”. A realização de audiências públicas com o tema “Implementação e fortalecimento das políticas públicas direcionadas à pessoa idosa” é uma iniciativa da Frente Parlamentar em Defesa do Direitos da Pessoa Idosa que, além de Campo Grande, já realizou a discussão em Ivinhema e Nova Alvorara. A próxima audiência está agenda para 25 de abril em Glória de Dourados.    

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agenda Cultural
Evento de som automotivo arrecada doações para RS e Instituto Novo Olhar
Destaque
Músico sul-mato-grossense é selecionado para intercâmbio na Orquestra Sinfônica Brasileira
Em pauta
Piso salarial e jornada de trabalho dos profissionais da enfermagem são discutidos na Câmara
Desdobramentos
Presidente da Federação é preso após quase 28 anos no comando do futebol em MS
Educação
Apresentações culturais e palestra marcam abertura da Semana do Brincar em Corumbá
Desdobramentos
Sobe para 161 número de mortes por chuvas no Rio Grande do Sul
Desdobramentos
Fornecedora de uniforme de times de MS está entre alvos em operação do Gaeco
Centro da Cidade
Vereador pede providências para recuperação da iluminação do Jardim da Independência
Gaeco
Operação apura desvio de R$ 6 milhões e 1.200 saques para driblar fiscalização no Futebol
Investigação
Padre de MS é denunciado por relacionar bruxaria e satanismo à tragédia no RS

Mais Lidas

Ia para São Paulo
Passageiro é preso no aeroporto de Corumbá com 125 cápsulas de cocaína no estômago
Manifestação
Setor de transporte protesta por falta de combustível e ameaça fechar a fronteira
Assistência Social
Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 2
Oportunidade
MS abre semana com 4,1 mil vagas de emprego em diferentes setores