Menu
quinta, 04 de março de 2021
Governo do Estado - Campanha de Março
Geral

PMA autua pecuarista em R$ 4,8 mil por desmatamento e extração de madeira protegida

23 maio 2016 - 07h26Sylma Lima
Campo Grande (MS) – Durante fiscalização ambiental nas propriedades rurais do município de Nioaque, Policiais Militares Ambientais de Jardim autuaram ontem (21) à tarde, um pecuarista de 56 anos por desmatamento e por exploração ilegal de madeira protegida por lei. O proprietário rural foi autuado por realizar um desmatamento de um hectare de vegetação de cerrado e efetuar a derrubada de seis árvores da espécie aroeira, que é protegida, sem autorização do órgão ambiental. As atividades foram interditadas e o infrator, residente em Nioaque, foi autuado administrativamente e multado em R$ 4.800,00. Ele também responderá por crime ambiental e poderá receber pena de um a dois anos de reclusão. A portaria 83 N de 1991 do IBAMA proíbe o corte da “aroeira” e algumas outras espécies de madeiras nobres, sem plano de manejo, que precisa ser aprovado pelos órgãos ambientais. Inclusive, em desmatamentos autorizados, essas espécies não podem ser cortadas.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Riedel aponta relevância do "Ilumina Pantanal"
BOLETIM COVID
Com mais 24 óbitos, MS contabiliza 3.374 mortes por Coronavírus
ABANDONO
Ladário sofre com descaso e abandono das autoridades municipais
CORONAVÍRUS
Saúde confirma primeiro caso da nova variante do coronavírus em MS
LUTO
Jornalista Jucyllene Castilho morre aos 35 anos em Campo Grande
SAÚDE
Idosos de 77 anos já podem se vacinar contra a Covid-19
SAÚDE
Anvisa diz que vacinas usadas no Brasil são seguras
POLÍTICA
André e Rose lideram 1ª pesquisa para o Governo em eleição 2022
COVID-19
Vereador propõe penalidades para quem não cumprir a ordem de vacinação dos grupos prioritários
CONCURSO PÚBLICO
Técnicos de Enfermagem são convocados em processos seletivos da Funsau

Mais Lidas

GERAL
PMA realiza trabalhos de orientação sobre minhocas em casas de iscas no MS
ABANDONO
Ladário sofre com descaso e abandono das autoridades municipais
INFRAÇÃO ADMINISTRATIVA
PMA autua morador de Corumbá por transporte ilegal de pescado
GERAL
Reinaldo Azambuja autoriza concurso público com 250 vagas para Polícia Civil