Menu
segunda, 18 de janeiro de 2021
Andorinha - campanha dezembro
Andorinha - Dezembro
Geral

PMA autua fazendeiro paulista em R$ 278 mil por desmatamento ilegal

24 julho 2018 - 11h03Kamilla Marques

Durante fiscalização na zona rural do município de Ribas do Rio Pardo, Policiais Militares Ambientais de Campo Grande autuaram nesta segunda-feira (23), o proprietário de uma fazenda de 12.000 hectares, por desmatamento e exploração de vegetação de cerrado sem autorização do órgão ambiental.

Na propriedade, os Policiais flagraram dois tratores com um correntão de 36 metros realizando o desmatamento ilegal. Já havia sido suprimida uma área de 258 hectares, medidos em GPS pelos Policiais, com derrubada de diversas árvores de grande porte sem autorização ambiental. Os tratores foram apreendidos.

Durante a vistoria que era acompanhada pelo administrador da fazenda, foi alegado que estavam realizando a limpeza de pastagem, porém, a licença de limpeza de pastagem só permite a derrubada de arbustos, com diâmetro abaixo de 32 centímetros na altura do peito (Circunferência a altura do Peito - CAP, que é considerada a 1,30 metros de altura da vegetação), com uso de roçadeiras ou foices. Essas licenças são retiradas online no site do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (IMASUL), em razão de serem atividades de baixo impacto, porém, alguns proprietários aproveitam para realizar desmatamentos e tentam justificar com essas autorizações.

Exploração de madeira

Em outra área próxima ao local, os Policiais verificaram ainda a derrubada de diversas árvores de grande porte para a exploração da madeira. As árvores derrubadas estavam sendo transformadas em estacas, postes e mourões para cercas, sendo que parte já estava instalada em cercas construídas na propriedade.  A madeira e os tratores foram apreendidos. As atividades foram interditadas.

Erosões

Devido aos desmatamentos ilegais e falta de cuidados com o solo, a PMA verificou vários processos erosivos na propriedade. O infrator foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

O fazendeiro (56), residente em Araçatuba (SP), foi autuado administrativamente e multado em R$ 278.100,00 pelo desmatamento ilegal e pela exploração ilegal de madeira. Ele também responderá por crime ambiental, que prevê pena de seis meses a um a ano de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
PF de MS recebe 23 viaturas e recebe 29 novos policiais federais
GERAL
Concursos da PM e CBM possuem novos cronogramas de atividades
COVID-19
MS registra quase 151 mil casos confirmados de coronavírus e 2,7 mil óbitos pela doença
VACINA COVID-19
Vacinas chegam em MS nesta segunda e campanha deve ter início às 16 horas
POLICIAL
Policiais detém dois homens após briga no bairro Aeroporto
EDUCAÇÃO
REME abre Pré-Matrícula Digital para alunos novos; veja calendário
ECONOMIA
Auxílio emergencial: Caixa libera saque para nascidos em agosto
GERAL
Bombeiros atendem solicitação de suposto desaparecimentos de pessoas em fazenda
GERAL
Bombeiros resgatam vaca que caiu em poço artesiano de 8 metros no Assentamento Taquaral
COLISÃO
Batida de carro e moto no Popular Nova deixa motociclista com ferimento graves

Mais Lidas

ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem