Menu
terça, 19 de outubro de 2021
Andorinha - Setembro e Outubro
Andorinha - Outubro e Novembro - MOBILE
Geral

PMA aguarda laudo pericial para autuar fazendas por crime ambiental no Pantanal

21 setembro 2020 - 10h16Sílvio de Andrade, Portal do Governo de MS

Policiais militares ambientais, cadetes da Policia Militar com especialização em veterinária e peritos da Polícia Civil e do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS) realizaram minucioso levantamento da área queimada no Pantanal, paralelamente à Operação Maitáá, da Polícia Federal. O trabalho de campo investigou a origem dos focos de calor e os impactos do fogo aos nos pantanais da Nhecolândia, Nabileque e Jacadigo, em Corumbá, maior município da planície.

 “Ficou muito claro que alguns focos de calor registrados na região começaram nas fazendas vistoriadas”, informa o 1º tenente Anderson Ortiz Dias, comandante da unidade da PMA em Dourados e coordenador da perícia. Ele acrescentou que aguarda o laudo pericial para fundamentar o que foi constatado in loco. “O fogo não surgiu apenas por ação humana, a seca que castiga a região contribuiu muito”, aponta o policial ambiental.

Fauna castigada

No monitoramento da fauna, os dados são alarmantes: muitos animais mortos pelos incêndios, a maioria jacarés e capivaras. Foi montada uma central de atendimento na unidade da Polícia Ambiental de Corumbá, porém não houve registro de animais resgatados porque o período de maior intensidade dos focos de calor ocorreu entre junho e agosto, explicou a veterinária Beatriz Ramos Bertoldo, cadete da Polícia Militar.

Veterinários da PM analisaram carcaça de jacaré encontrada em fazenda, a questão é se morte foi ocasionada pelo fogo ou pela seca. Foto: Divulgação/PMA

“Acompanhamos a perícia da PMA e aproveitamos o trabalho de campo para fazer um levantamento dos impactos à fauna. Verificamos um grande número de animais atingidos pelo fogo, com alguns morrendo também devido a intensidade da seca que castiga a região”, disse Beatriz. Ela informou que, ao lado da veterinária e cadete Aline Correa Bezerra e da soldado PMA Aline Barros, realizou atendimento aos animais domésticos das fazendas.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Flexibilidade
Com redução dos casos de Covid-19, Prefeitura altera Toque de Recolher em Corumbá
Monumento Histórico
Vereadores defendem resgate de antigo Farol do Balduíno no Rio Paraguai
Sem Emendas
Câmara aprova Moção em Apoio à regulamentação da profissão de podologia
Pobreza Menstrual
Vereadora pede apoio de deputados para derrubar veto presidencial na distribuição de absorventes
Em tramitação
Proposta cria programa de apoio a catadores de recicláveis em Corumbá
Briga Antiga
Anatel convoca a Oi para reunião sobre internet em Corumbá
Na Câmara
Vereador questiona índices do ICMS Ecológico estabelecidos para 2022
Desdobramento
Denúncia contra os nove indiciados pelo Dracco na Operação "Dark Money" vira processo judicial
Desdobramentos
PF apreende arma, munição e faz termo de conduta durante operação Mercês
Crime na Capital
Após disparos, polícia prende ladrões que fizeram idosa e cuidadora de reféns na Capital

Mais Lidas

Capital e Chapadão do Sul
SAD divulga abertura de Processo Seletivo da Agepan
Crime
Motorista de aplicativo é sequestrada e tem carro roubado; dois dos assaltantes foram presos
Prisão
Homem é preso após invadir e roubar escola no centro
Impressionante
Moto Titan com débitos de R$ 107 mil é aprendida em blitz do Detran-MS no fim de semana