Menu
sexta, 01 de março de 2024
Andorinha - Novos ônibus - agosto 2023
Andorinha - Novos Ônibus - Agosto 2023
Geral

Pai é suspeito de cobrar R$ 200 para deixar filha ser estuprada

09 maio 2018 - 10h08Midiamax

Três homens, de 40, 56 e 58 anos, foram presos em flagrante nesta terça-feira (1º) no bairro Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande, pelo estupro de uma menina de 11 anos. Entre os presos está o pai da criança, que admitiu ter recebido R$ 200 para ‘deixar’ a garota com os estupradores.

A polícia foi chamada por uma testemunha, que estranhou o fato de a criança estar frequentando a casa dos autores desde segunda-feira (30). Quando os militares chegaram, escutaram gritos de socorro dentro da residência.

Um dos policiais pulou o muro e arrombou a porta, quando a menina correu em sua direção. Um dos homens foi flagrado sem camisa e com a calça desabotoada.

De acordo com informações da Polícia Civil, a menina contou aos policiais que os homens estavam passando a mão nela, mas um dos autores negou e disse que ela estaria gritando por socorro quando brincava com um animal.

Confusão

Moradores se aglomeraram em frente à casa na tentativa de linchar os suspeitos. Como a Polícia Militar impediu o linchamento, a população passou, então, a arremessar pedras e paus contra os militares.

Diante da insistência dos vizinhos em ameaçar invadir a casa e linchar os autores, eles mas foram contidos com três disparos para o chão feitos pelos policiais. Os militares conseguiram dispersar a multidão, que gritava ‘Jack’, apelido para estupradores na cadeia, e concluiu as prisões em flagrante.

O pai da menina foi encontrado em outra casa na região, trabalhando como pedreiro. Aos policiais, ele contou que teria deixado a filha na casa dos suspeitos e admitiu que teria recebido da dupla R$ 200 para ‘comprar mistura’.

À polícia, o pai afirmou que essa não foi a primeira vez que ele deixava a menina com os homens. Mas foi a primeira vez que recebeu dinheiro para permitir que a filha ficasse com os homens. Ele contou à polícia que não tinha conhecimento do que acontecia na casa e que havia deixado a filha aos cuidados de um dos autores para trabalhar.

A defesa de um acusados afirmou à reportagem que ele não sabia o que acontecia e não tinha praticado nenhum crime contra a menina.

Histórico

Um dos homens presos nesta terça (1º) acusado pelo estupro já seria inclusive conhecido na região como ‘Jack’ por abusar de crianças. O trio está preso na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Benefício
Prefeito assina decreto que regulamenta aumento no plantão de profissionais da saúde
Imunização
Corumbá terá três postos de multivacinação neste sábado, 02 de março
Ranking
MS é destaque nacional na gestão de recursos federais e execução de projetos e convênios
Necessário
Recadastramento em programa do Governo que paga a conta de luz segue até 10 de maio
Campanha
Ladário expande vacinação contra dengue nas escolas da rede municipal
Evento
Corumbá sedia 3ª edição da Copa dos Campeões da Assomasul neste final de semana
Mudanças
Supremo derruba a regra sobre distribuição de sobras eleitorais em eleições proporcionais
Em processo
Reunião com novos diretores aborda habilitação de unidade de saúde exclusiva para presídios
Turismo ecológico
Encontro aborda aspectos da educação ambiental no turismo do Pantanal
Direito à saúde
DPU assegura que imigrantes sejam incluídos na fila de transplantes

Mais Lidas

10 vagas em MS
Inscrições estão abertas para concurso da Caixa com três vagas em Corumbá
Confirmado
Dupla sertaneja Henrique e Diego é a principal atração cultural do FIPEC 2024
Bombeiros
Acidentes de trânsito fazem quatro vítimas nesta manhã em Corumbá
27 vagas
Inscrições para concurso de professores da UFMS seguem abertas até 7 de março